Mejor con Salud
 

Uma dieta perfeita para perder peso rapidamente

Se o seu objetivo é perder peso rapidamente e não recuperá-lo ao terminar a dieta, você deve adotar (e manter ao longo do tempo) um plano de alimentação adequado às suas necessidades.

Uma dieta perfeita para perder peso rapidamente

Última atualização 17 Dezembro, 2020

Existem muitas dietas ou modelos de dieta que ajudam a perder peso de forma rápida e saudável. Portanto, não é necessário adotar nenhuma “dieta milagrosa” que possa comprometer a saúde a longo prazo. Entre os modelos saudáveis, podemos citar o prato Harvard e a dieta mediterrânea.

Perder peso rapidamente parece muito atraente, mas você não pode se deixar levar apenas pelo desejo de exibir determinado modelo de corpo. Precisamos saber como encontrar uma maneira saudável de perder peso, sem impor um modelo alimentar que seja uma punição e que nos deixe limitados na hora das refeições.

O ideal é adotar uma dieta saudável que nos permita desfrutar dos diferentes grupos de alimentos e que nos ajude a tomar as decisões corretas no dia a dia, a fim de obtermos todos os nutrientes que precisamos para sermos saudáveis com energia.

Alimentos incluídos na dieta para perder peso rapidamente

A ideia principal é reduzir o consumo de calorias a partir de açúcares e gorduras, com a que é chamada de dieta hipocalórica. Vamos explicar quais alimentos podem ser ingeridos para perder peso rapidamente.

Laticínios

Laticínios

Em primeiro lugar, temos os laticínios. O mais recomendado é que sejam desnatados, para reduzir o consumo de gorduras. Podemos incorporar na dieta o leite desnatado ou iogurte e queijo fresco.

No caso de tomar bebidas vegetais sem açúcar adicionado, como o leite de soja, de amêndoas ou de arroz, algumas pessoas consideram que o ideal seria escolher as versões enriquecidas com cálcio, mas no final isso dependerá das suas preferências.

Verduras, frutas e legumes

Por outro lado, temos as verduras. Esses alimentos são recomendados para qualquer dieta, por isso será importante incluí-los em todas as refeições como guarnição e no jantar como ingrediente principal.

Algumas das muitas verduras com as quais podemos contar são o alface, o tomate, o pepino, hortaliças como as cenouras ou a abobrinha, crucíferas como o brócolis e a couve, ou os cogumelos.

As frutas também estão entre os elementos mais recomendados em qualquer dieta. O ideal é comer duas ou três frutas por dia, que podem ser incluídas no café da manhã, no almoço e no jantar. Além disso, são um aperitivo magnífico, a opção perfeita para acalmar a fome entre as refeições.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda consumir frutas e vegetais diariamente para equilibrar a dieta.

Em seguida temos os cereais e os legumes. Esse tipo de alimento traz muita energia, por isso adicione em sua dieta uma medida aproximada de um punhado de qualquer tipo de cereal ou legume. No caso do macarrão, o mais recomendado é escolher o tipo integral para evitar os produtos muito refinados.

Proteínas e gorduras

Alimentos fonte de proteínas

Também devemos levar em consideração os alimentos que fornecem proteínas, como os ovos, a carne ou o peixe. No caso dos ovos, você pode consumir entre três a quatro por semana. A carne deve ser branca na maioria dos casos, limitando o consumo de carne vermelha a duas vezes na semana.

Com relação ao peixe, o ideal será aumentar seu consumo para reduzir o de carne, com um mínimo de quatro ou cinco vezes por semana, entre peixe azul e peixe branco.

Por fim, os óleos e as gorduras deverão ser reduzidas para duas ou três colheres de sopa por dia. Você pode usar esta quantidade óleo para cozinhar ou para temperar as refeições.

É exatamente nessas reduções de gordura e de carne que estará o segredo para limitar a ingestão de calorias e conseguir um resultado com essa dieta para perder peso rapidamente.

Leia: Os riscos de adotar uma dieta rica em proteínas

Combinação dos alimentos na dieta para perder peso

Para facilitar a distribuição dos alimentos ao longo do dia, o melhor será seguir um determinado esquema que facilite a organização das refeições. Dessa maneira, poderemos estar certos de consumir as quantidades necessárias de cada alimento e manter uma alimentação equilibrada.

Café da manhã

Para começar o dia, consuma um laticínio, como um café com leite desnatado e algum cereal. Podemos comer duas torradas com peito de peru, que nos darão energia e proteína no café da manhã.

Mais tarde, no meio da manhã, o ideal seria fazer um lanche à base de frutas, como dois kiwis, uma banana ou uma laranja. Dessa forma, poderemos mitigar a fome até a hora do almoço.

Almoço

Legumes cozidos com frango.

Na hora do almoço, devemos fazer um primeiro prato com verduras, legumes e cereais, como creme de abobrinha ou batatas assadas.

Para o segundo prato, podemos preparar alguns alimentos proteicos, tentando limitar gorduras, como frango ou salmão grelhado. Por fom, a sobremesa pode ser um laticínio como um iogurte desnatado.

Lanche

No meio da tarde, podemos fazer um lanche à base de frutas, como no lanche da manhã. Dessa forma, podemos satisfazer a quantidade de frutas diárias comendo uma banana ou uma maçã.

Jantar

Devemos seguir a mesma estrutura do almoço, mas em menor quantidade. Podemos preparar verduras em uma salada verde ou cogumelos grelhados e um alimento proteico, como linguado, merluza ou um omelete. Por fim, poderemos tomar outro laticínio, como um copo de leite quente ou um iogurte desnatado.

Descubra: Estudo de Harvard questiona benefícios do leite com baixo teor de gordura

Para levar em conta!

Essa é uma dieta que permitirá que você perca peso rapidamente, mas lembre-se de acompanhá-la com a hidratação adequada. Além disso, é importante que você faça um pouco de exercício todos os dias.

Por outro lado, lembre-se que as necessidades nutricionais podem variar dependendo da sua idade, do seu estado de saúde e dos seus hábitos. Portanto, se você tiver doenças ou qualquer condição especial, consulte o nutricionista para elaborar um plano de acordo com suas necessidades.



  • Jacques, P. F., & Wang, H. (2014). Yogurt and weight management. American Journal of Clinical Nutrition. https://doi.org/10.3945/ajcn.113.073031
  • Shai, I., Schwarzfuchs, D., Henkin, Y., Shahar, D. R., Witkow, S., Greenberg, R., … Stampfer, M. J. (2008). Weight loss with a low-carbohydrate, mediterranean, or low-fat diet. Obstetrical and Gynecological Survey. https://doi.org/10.1097/01.ogx.0000334740.32446.f3
  • Spence, C. (2017). Breakfast: The most important meal of the day? International Journal of Gastronomy and Food Science. https://doi.org/10.1016/j.ijgfs.2017.01.003