Dieta Hashimoto: descrição, alimentos que a compõem e dicas

A tireoidite de Hashimoto é caracterizada por uma deficiência na produção de hormônios da tireoide, condicionada por uma inflamação crônica dessa glândula. Neste artigo, falamos sobre uma dieta que pode ajudar na presença desse problema.
Dieta Hashimoto: descrição, alimentos que a compõem e dicas

Última atualização: 28 Junho, 2021

A dieta Hashimoto é um tratamento complementar para a tireoidite de Hashimoto. Seu objetivo é evitar o desenvolvimento de um problema clínico grave que pode limitar o estilo de vida da pessoa afetada. Essa condição tem sua origem em um desequilíbrio hormonal, por isso seu tratamento completo geralmente requer o uso de medicamentos.

Os problemas relacionados à tireoide podem surgir por dois motivos: um aumento ou uma deficiência na produção dos hormônios da tireoide.

Por que pessoas com tireoidite de Hashimoto precisam cuidar da alimentação?

A tireoidite de Hashimoto é uma inflamação da glândula tireoide que causa seu mau funcionamento. É importante ter cuidado com a alimentação para evitar a progressão dessa doença, que pode deixar a tireoide cada vez menos capaz de cumprir suas funções.

Não devemos esquecer que este órgão é responsável pela produção de uma série de hormônios que são determinantes na função metabólica. A falha em sintetizá-los em quantidades suficientes pode levar ao ganho de gordura. Além disso, a inflamação crônica da tireoide pode levar ao crescimento de um tumor na área.

Através da alimentação, é possível obter nutrientes que melhoram o funcionamento da tireoide e neutralizar o ganho de peso induzido pela tireoidite de Hashimoto.

Cabe ressaltar que foi comprovado que o excesso de peso pode ser prejudicial à saúde, já que aumenta o risco de sofrer de vários transtornos.

Mulher acima do peso
O sobrepeso, o hipotireoidismo, os desequilíbrios hormonais e a alimentação estão intimamente relacionados entre si.

Alimentos a evitar na dieta Hashimoto

A seguir, vamos falar quais alimentos você deve evitar se sofre de tireoidite de Hashimoto, para retardar a progressão dessa doença.

Vegetais crucíferos

Os crucíferos, apesar de serem alimentos recomendados no contexto de uma alimentação balanceada, são bociogênicos, ou seja, podem causar bócio. Por esse motivo, eles devem ser evitados na dieta Hashimoto, pois podem aumentar a inflamação da tireoide. Esse grupo inclui repolho, couve, couve-de-bruxelas, repolho, brócolis e couve-flor.

Nozes e amendoim

As nozes e o amendoim também devem ser evitados, pois eles contêm uma grande quantidade de antinutrientes que podem reduzir a absorção intestinal de iodo.

Espinafre e cenoura

Embora você deva limitar o consumo dos alimentos anteriores, as regras são mais flexíveis quando se trata de espinafre e cenoura. Você pode comê-los de vez em quando, mas não todos os dias.

Estes alimentos podem trazer benefícios à saúde se consumidos com moderação na dieta Hashimoto.

Alimentos que você deveria comer com mais frequência

Um dos principais objetivos da dieta Hashimoto é suprir a necessidade de aumentar a presença de iodo na alimentação. De acordo com um estudo publicado na revista Recent Patents on Endocrine, Metabolic & Immune Drug Discovery, o iodo é um nutriente essencial para a produção de hormônios da tireoide.

Peixes

Os peixes contêm um alto teor de iodo. Além disso, eles possuem ácidos graxos da série ômega 3, que demonstraram ter propriedades anti-inflamatórias. Por isso, têm dupla ação no combate à progressão da tireoidite de Hashimoto.

Frutos do mar

Como no caso anterior, o conteúdo de iodo também é significativo nos frutos do mar. No entanto, as pessoas com um alto nível de ácido úrico no sangue devem ter cuidado com esses produtos, pois eles podem causar problemas.

Laticínios

Os laticínios contêm altas doses de iodo. Além disso, eles também possuem probióticos em sua composição, que colonizam o trato digestivo exercendo um efeito metabólico positivo. Quando se trata de controlar o peso, os derivados do leite são alimentos excelentes.

Outros nutrientes importantes a serem considerados

Além dos alimentos mencionados acima, é importante aumentar a ingestão dos seguintes nutrientes, uma vez que eles também estão envolvidos na síntese dos hormônios da tireoide:

  • Zinco: presente em carnes vermelhas e oleaginosas.
  • Ferro: pode ser obtido de alimentos de origem animal.
  • Manganês: é comum em oleaginosas e cereais.
  • Vitamina A: está presente em vegetais verdes, vermelhos e laranjas.
  • Selênio: está presente principalmente em oleaginosas e cereais, mas também em laticínios.
A dieta Hashimoto pode ajudar no tratamento da tireoidite de Hashimoto
Os laticínios fazem parte da dieta Hashimoto porque fornecem iodo e probióticos, que favorecem a saúde da tireoide e o controle do peso.

A dieta Hashimoto não é suficiente por si só

A atividade física é essencial para estabilizar o metabolismo e garantir uma composição corporal adequada. Caso contrário, pode-se desenvolver um quadro de obesidade, fator de risco para o desenvolvimento de muitas outras patologias crônicas.

Ao mesmo tempo, também é importante recorrer à farmacologia. Isso porque o tratamento farmacológico pode melhorar a qualidade de vida ao reduzir a sensação de cansaço constante. No entanto, os medicamentos devem ser prescritos por um especialista, e as doses devem ser revisadas periodicamente.

A dieta Hashimoto pode ajudar no tratamento da tireoidite de Hashimoto

A tireoidite de Hashimoto é uma patologia que pode causar muitos problemas a médio prazo se não for tratada adequadamente. Portanto, sua detecção precoce é fundamental e imprescindível, assim como adequar o estilo de vida e os hábitos alimentares a ela.

Pode interessar a você...
6 sinais para identificar problemas de tireoide
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
6 sinais para identificar problemas de tireoide

Identificar se você tem problemas de tireoide não é uma muito difícil. Confira o artigo na íntegra e aprenda como fazer isso.



  • Ortega FB, Lavie CJ, Blair SN. Obesity and Cardiovascular Disease. Circ Res. 2016 May 27;118(11):1752-70. doi: 10.1161/CIRCRESAHA.115.306883. PMID: 27230640.
  • Zbigniew S. Role of Iodine in Metabolism. Recent Pat Endocr Metab Immune Drug Discov. 2017;10(2):123-126. doi: 10.2174/1872214811666170119110618. PMID: 28103777.
  • Ishihara T, Yoshida M, Arita M. Omega-3 fatty acid-derived mediators that control inflammation and tissue homeostasis. Int Immunol. 2019 Aug 23;31(9):559-567. doi: 10.1093/intimm/dxz001. PMID: 30772915.