Contribuições e modo de uso do iodo na dieta

· 28 de maio de 2018
Quando se trata de incluir o iodo em nossa dieta, é essencial escolhermos suas fontes naturais e não exceder as quantidades diárias recomendadas para evitar problemas.

Como existe uma gama tão grande de dietas que oferecem uma rápida perda de peso, a informação nutricional referente aos suplementos necessários diminuiu nos últimos tempos. Hoje, falaremos especificamente sobre a presença do iodo na dieta.

Todos os dias, nosso bem-estar físico e psicológico ganha uma prioridade cada vez maior. Quando se trata de perder peso, precisamos saber quais vitaminas e minerais nosso corpo precisa para que nosso organismo não sofra efeitos colaterais durante o processo de perda de peso.

Quais são os nutrientes que devemos incluir em nossa dieta diária?

Como mencionado anteriormente, quando uma pessoa passa por uma dieta de perda de peso, seu corpo não recebe nutrientes suficientes, que incluem os minerais e as vitaminas.

Entre os nutrientes que os nutricionistas recomendam incluir em nossa dieta diária, podemos encontrar:

  • Vitaminas
  • Gordura
  • Proteínas
  • Carboidratos
  • Minerais

É importante notar que os resultados positivos dependerão do fato de respeitarmos ou não os valores recomendados pelos nutricionistas.

Por que devemos incluir o iodo na dieta?

Alimentos fonte de iodo

O iodo é um mineral necessário para o organismo e uma grande ajuda no funcionamento dos sistemas nervoso, circulatório e muscular. Podemos encontrá-lo em suplementos ou alimentos que o contenham em grandes quantidades.

Ao consumir alimentos ricos nesse oligoelemento, estaremos facilitando o trabalho de nossos hormônios da tireoide. Estes são os responsáveis ​​por ajudar nosso metabolismo a trabalhar regularmente.

Alimentos ricos em iodo

Quando pensamos na perda de peso, é importante consumirmos os alimentos certos para que o nosso corpo permaneça saudável. Entre os mais populares podemos encontrar:

Iogurte

Este laticínio é um dos mais utilizados na perda de peso, e não deve ser deixado de fora da cozinha. É um dos alimentos mais ricos em iodo.

Sendo um probiótico sem qualquer tratamento, o iogurte é capaz de fornecer a quantidade necessária de iodo ao organismo e fortalecer o sistema imunológico ao mesmo tempo.

Morangos

Morangos

Um copo (166 g) de morangos é capaz de fornecer 13 microgramas de iodo ao nosso corpo. Devido à facilidade de transporte e sabor delicioso, eles são os favoritos do público ao organizar nossos lanches diários.

Feijão

Conhecido por seu alto teor de fibras, os grãos também são uma importante fonte de iodo. Além de seu sabor delicioso, eles são perfeitos para pessoas que querem se abster de comer proteínas animais.

Apenas meia xícara (110 g) de feijão em nossas refeições nos fornecerá energia e a quantidade de iodo que nosso corpo precisa.

Funções do iodo na dieta

Frutas e vegetais

Como já mencionamos, o iodo é essencial para que os hormônios da tireoide funcionem corretamente em nosso corpo.

Atualmente, os nutricionistas recomendam ingerir pelo menos 100 microgramas de iodo para que o corpo continue funcionando normalmente.

Ao intervir diretamente no processo de funcionamento da glândula tireoide e com o objetivo de acelerar o metabolismo do corpo, o iodo é altamente recomendado pelos nutricionistas para pacientes que desejam melhorar seu estilo de vida.

Entre outras funções deste oligoelemento, podemos destacar:

  • Facilita o crescimento.
  • Ajuda a queimar a gordura do nosso corpo.
  • Aumenta a nossa agilidade mental.
  • Intervém no processo celular.

Indicadores de que você deve ingerir mais iodo

Além de apresentar hipotireoidismo, há certos sintomas que podem indicar que estamos diante de um quadro de deficiência mineral, especificamente do iodo. Esses sinais são:

  • Cansaço
  • Desequilíbrio emocional
  • Depressão
  • Fadiga extrema
  • Perda de apetite
  • Problemas intestinais

O que acontece se eu consumir um excesso de iodo na dieta?

O corpo precisa de uma quantidade muito pequena de iodo para funcionar corretamente. Por esta razão, é muito provável que, em certos casos, ao querer manter todos os valores apropriados, exageremos no consumo de algum mineral.

Entre os aspectos negativos deste acontecimento, é importante destacar:

  • O aparecimento de hipotireoidismo ou hipertireoidismo devido ao desequilíbrio da glândula tireoide.
  • Emergências de casos de alergias e irritações de pele inesperadas.
  • Inflamação de certas áreas do corpo, como lábios e braços, devido a um desajuste apresentado pelos gânglios linfáticos.
  • Dor nas gengivas e garganta, além da aparição de problemas epidérmicos e dor de estômago.

Dicas para incluir o iodo em nossa rotina de perda de peso

Gordurinhas extras

Como já notamos, a inclusão desse mineral em nossa rotina diária é de suma importância, seja devido a uma dieta ou não.

Embora muitas pessoas acreditem que a ingestão de alimentos com iodo possa atender às suas necessidades, existem algumas dicas que podem ser colocadas em prática para elevar os níveis desse mineral no corpo.

  • Use produtos de cuidados pessoais livres de componentes químicos.
  • Coma alimentos orgânicos e 100% naturais. Se você incluir um alimento processado, lembre-se de que eles devem ser livres de bromo.
  • Tente tomar o máximo de água possível.
  • Ao se alimentar, certifique-se de usar recipientes de cerâmica ou vidro.