Dieta da cerveja: dieta saudável?

· 6 de março de 2019
Você sabia que incluir cerveja na sua dieta pode trazer muitos benefícios para o seu corpo? A seguir, vamos explicar quais são eles.

Como todas as bebidas alcoólicas, a cerveja carrega em seus ombros uma má reputação que é amplamente injustificada. Na verdade, esta bebida pode trazer muitos benefícios para o organismo, por isso vale a pena incluir um tipo de dieta da cerveja.

No entanto, devido ao seu teor alcoólico, um alto consumo de cerveja não é recomendado. Porém, o consumo moderado de álcool pode ser aceito sem ser prejudicial. A maior recomendação é aplicar a dieta da cerveja em sua apresentação sem álcool.

A barriga de cerveja é apenas um mito

Bebidas para a dieta da cerveja

Praticamente todos associam o consumo de cerveja a um aumento no perímetro abdominal, que é popularmente conhecido como “barriga de cerveja”. No entanto, estudos científicos recentes determinaram que a cerveja tem poucas calorias e não está relacionada ao crescimento abdominal.

Isso sugere que a chamada “barriga de cerveja” é produzida, em vez disso, como resultado de uma alta ingestão de gordura, associada à retenção de líquidos. O acima mencionado implica que aqueles que desenvolvem a “barriga de cerveja” a terão independentemente de ingerirem ou não essa bebida. Apesar de que, na verdade, aqueles que já têm essa condição, podem ser mais afetados diante de um consumo excessivo de cerveja, pois ela gera gases.

Não deixe de ler: 6 grandes benefícios da cerveja que te surpreenderão

A cerveja não é culpada pela obesidade

O fato de uma pessoa com excesso de peso beber cerveja não significa que é essa bebida que está causando a obesidade.

Pesquisas foram feitas para tentar encontrar uma relação entre a obesidade e a cerveja. De acordo com os resultados, não há evidências de que, ao consumir cerveja, você vai ganhar peso.

Claro, uma pessoa que consome cerveja pode ter obesidade, mas a obesidade depende de condições metabólicas particulares ou de uma alta ingestão calórica. Este último desmente o mito de que a cerveja engorda, pois ela tem pouquíssimas calorias.

A dieta da cerveja

Agora é o momento ideal para esclarecer um fato: quando mencionamos a expressão “dieta da cerveja”, não estamos nos referindo a um consumo alimentar baseado na cerveja. Pelo contrário, nós estamos apenas indicamos que você está autorizado a consumir cerveja quando estiver fazendo uma dieta para perder peso. Claro, com moderação e de preferência na apresentação dessa bebida sem álcool.

Como mencionamos, o consumo moderado de cerveja durante as dietas para perder peso é recomendado. Tudo graças aos seguintes benefícios:

Poucas calorias e benefícios nutricionais

Primeiro, no meio de uma dieta, você pode beber cerveja sem medo de ganhar peso. Cada cerveja com apresentação padrão (33 cl) contém apenas 148 calorias. Se você optar pela apresentação sem álcool, estará consumindo apenas 68 calorias por cerveja.

Este último é o mais recomendado. Não só porque contém menos calorias, mas para evitar a ingestão de álcool que é, de fato, a origem da má reputação da cerveja.

  • Por sua vez, é importante notar que a cerveja é rica em minerais, vitaminas (principalmente as do complexo B) e é diurética.

Aspectos que você deve considerar na dieta da cerveja

A cerveja gelada serve para a dieta da cerveja

Não é uma dieta em si

Nós recomendamos que você inclua o consumo de cerveja na dieta de perda de peso que você está realizando. Em nenhum caso a cerveja deve substituir qualquer alimento.

Basta tê-la presente como uma bebida que, além de ser hipocalórica, possui vitaminas, minerais e antioxidantes. Por exemplo, se você gosta de uma bebida, a cerveja é muito mais benéfica para o seu corpo e contém muito menos gordura do que um refrigerante ou suco pasteurizado.

Não podemos esquecer que esses elementos têm um alto teor de açúcar e fornecem muitas calorias, mesmo em apresentações lights. Então, de preferência, opte pela cerveja.

Seu consumo deve ser moderado e não deve ser combinado com produtos hipercalóricos

O que é considerado moderado é um consumo diário de 2 ou 3 cervejas, no caso dos homens. E para as mulheres, entre 1 e 2. Uma ingestão maior do que a descrita pode não ser saudável.

Parece óbvio, mas devemos enfatizar o seguinte: você não ganhará peso se beber uma cerveja, pois ela tem poucas calorias, mas se você combiná-la com produtos hipercalóricos, principalmente alimentos gordurosos, você engordará. Nesse caso, a mistura quase certamente fará você ganhar peso.

Confira também: 13 usos alternativos da cerveja que vale a pena conhecer

Use-a como um hidratante após o exercício

Você sabia que a cerveja pode ser uma ótima opção para reidratar e reabastecer sais minerais após o exercício? Claro, sempre com moderação e, se possível, em sua versão sem álcool.

A cerveja tem maltodextrina, um tipo de carboidrato que favorece a recuperação de líquidos após a atividade física.

Benefícios para a saúde

Segundo pesquisas, os micronutrientes contidos na cerveja favorecem a saúde cardiovascular, uma vez que atua como agente de cura em situações cardíacas danificadas. Da mesma forma, tem polifenóis, silício e flavonoides, que ajudam na saúde dos ossos.

Finalmente, o consumo de cerveja é particularmente benéfico para a saúde das mulheres. Ela tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, antivirais e melhora a atividade estrogênica.

 

  • amforth, C. W. (2005). Beer, carbohydrates and diet. Journal of the Institute of Brewing. https://doi.org/10.1002/j.2050-0416.2005.tb00681.x
  • Bamforth, C. W. (2009). Beer and health. In Beer. https://doi.org/10.1016/B978-0-12-669201-3.00008-7
  • Scalbert, A., & Williamson, G. (2000). Dietary Intake and Bioavailability of Polyphenols. The Journal of Nutrition. https://doi.org/10.1093/jn/130.8.2073S
  • Dancause, K. N., Akol, H. A., & Gray, S. J. (2010). Beer is the cattle of women: Sorghum beer commercialization and dietary intake of agropastoral families in Karamoja, Uganda. Social Science and Medicine. https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2009.12.008