Descubra o que precisa para uma aula de ioga

· 13 de fevereiro de 2019
Neste artigo compartilhamos qual é o material básico para praticar ioga, assim como algumas coisas que não devemos esquecer antes de ir para a aula.

A maioria das pessoas tem uma ideia muito simples do que é a ioga. A imagem que oferece é a de um grupo de pessoas realizando algo parecido com uma sessão de alongamentos ou meditação. No entanto, existem algumas coisas que devemos saber sobre esta interessante disciplina caso tenhamos decidido começar a praticá-la.

O tapete pessoal é tão importante quanto a atitude adequada caso queiramos tirar o máximo proveito desta atividade.

O que precisamos para uma aula de ioga

1. O tapete

O único material imprescindível para a aula de ioga é o tapete. Algumas academias ou centros têm o chão de um material parecido. No entanto, para manter a higiene recomendamos usar seu próprio tapete, o qual poderá levar consigo para onde for.

O tapete, que se enrola e não pesa quase nada para uma maior comodidade, permitirá realizar todas as posturas com mais facilidade. Por este motivo, é importante assegurar que seja antiderrapante, já que nem todos são.

2. A roupa adequada

Ainda que exista muita liberdade na hora de vestir, recomendamos escolher uma roupa confortável e leve. Ainda que não acredite, em uma aula de ioga também se pode suar. No entanto, em outros casos de posturas mais relaxadas também poderemos sentir frio, por isso que podemos levar sempre uma jaqueta ou manta.

Tem gente que prefere a roupa larga e solta, enquanto que outros optam por camisetas justas e malhas. O importante é que os tecidos permitam realizar bem os movimentos de alongamento sem nos apertar, como também ajudar a manter uma boa temperatura.

Recomendamos ler também: Pode-se praticar ioga a qualquer idade?

Mulher fazendo aula de ioga

3. Outros materiais

Às vezes, alguns tipos específicos de ioga requerem material adicional. O mais comum são pequenos blocos como apoio para determinadas posturas, assim como cordas ou faixas. Se é realizada a meditação, também pode-se usar um pequeno banco.

Contudo, a única coisa fundamental costuma ser o tapete. Por este motivo, antes de começar a prática de ioga pergunte aos monitores o que irá necessitar. Desta forma, você se assegurará de que não falte nada em sua primeira aula.

4. Água

Convém lembrar sempre a importância de beber água durante a prática de exercício. As pessoas que ignoram este conselho podem sofrer problemas de desidratação e desmineralização. A longo prazo, nosso organismo pode se ressentir muito pela falta de água, especialmente se praticamos esportes de maneira habitual.

A ioga também requer beber água antes, durante e depois, mesmo se suamos ou não. A água intervém no bom funcionamento da musculatura e favorece a eliminação de toxinas, o que é muito importante neste tipo de disciplina.

Se nos custar muito beber água podemos começar por infusões, sucos caseiros, bebidas isotônicas, águas com sabores ou limonada caseira. Com o tempo, podemos combiná-las com água natural para se acostumar a beber de maneira continuada.

5. Paciência

Muitas pessoas acreditam que a ioga é fácil. Ao ver algumas de suas posturas pode parecer um exercício monótono e simples. No entanto, a ioga requer uma grande flexibilidade, precisão e resistência. E o nível de dificuldade vai aumentando à medida que avançamos.

Por isso, em nossa primeira aula de ioga devemos nos armar de paciência. É possível que o primeiro dia seja bem difícil e que inclusive no dia seguinte estejamos doloridos. Mas, os alunos mais avançados demonstram que, com paciência, também conseguiremos.

Confira também: Praticar ioga tem desvantagens?

Leve paciência para a sua aula de ioga

6. Atitude

Sem dúvida, ao assistir uma aula de ioga devemos saber que não é somente uma atividade física. Esta disciplina busca obter um bem-estar psíquico e emocional que nos ajude a estar melhor com nós mesmos. Nesse sentido, foi descoberto seu efeito positivo para tratar determinadas doenças:

  • Estresse mental
  • Sobrepeso
  • Diabetes
  • Hipertensão arterial
  • Doenças coronárias
  • Doenças pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)

Em conclusão, podemos aproveitar a sessão de ioga para desconectar da jornada e procurar não pensar em nada. A capacidade de deixar a mente em branco é o primeiro passo para ter uma atitude positiva e combativa na vida. É o melhor medicamento preventivo.

  • Davendra Kumar Taneja, “Yoga and Health”, Indian J Community Med. 2014 Apr-Jun; 39(2): 68–72.
  • Tim Gard et al. “Potential self-regulatory mechanisms of yoga for psychological health”, Front Hum Neurosci. 2014; 8: 770.
  • Hernández, Danilo (1997). Claves del yoga. Teoría y práctica. [2005]. Barcelona