Chips de batata-doce: uma receita que você vai adorar

A batata-doce é um alimento barato e muito versátil, cujo consumo tem aumentado nos últimos anos. Descubra uma maneira divertida de introduzi-la na sua dieta.
Chips de batata-doce: uma receita que você vai adorar

Última atualização: 26 Setembro, 2021

Com esta receita de chips de batata-doce picante, você terá um substituto perfeito para a batata frita tradicional para comer em várias ocasiões. Esta é uma boa opção de lanche, aperitivo ou o acompanhamento ideal para o hambúrguer clássico.

A batata-doce é um tubérculo de outono que quase sempre é consumido assado para desfrutar da sua doçura e textura cremosa. No entanto, como mostra esta receita, existem outras maneiras de prepará-la e introduzi-la na dieta habitual.

A batata-doce picante é original e marcante pela sua cor. Ela pode facilmente substituir a batata frita. É feita no forno ou na frigideira e o molho final abre um mundo infinito de possibilidades para todos os gostos.

As propriedades da batata-doce

A batata-doce (batata Ipomea) é uma planta cultivada pela sua raiz comestível. É originária da América Latina, onde já era consumida na época pré-colombiana. De lá foi para a Europa, e hoje é conhecida em vários países do mundo.

Assada, torrada, em forma de puré, frita e até em receitas de brownies. Basta um olhar nas redes sociais para ver como o consumo de batata-doce aumentou. Felizmente, este é um alimento saudável com benefícios notáveis. 

Muito da sua composição nutricional é água. Em seguida, temos carboidratos complexos (o amido se destaca) e fibras. O teor de gorduras e proteínas é pequeno, embora contenha metionina, um aminoácido essencial que é escasso em alimentos vegetais. 

Sua cor laranja revela a presença de betacarotenos que atuam como precursores da vitamina A. Além disso, contém outras vitaminas (como C e algumas do complexo B) e minerais como cobre, ferro, potássio e manganês.

Efeito antioxidante

Os radicais livres estão relacionados ao aparecimento de alguns problemas de saúde, como doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer. Quanto mais viva for a cor da batata-doce (laranja, vermelha ou roxa), mais betacaroteno e outros pigmentos antioxidantes ela contém.

Fonte de energia de longa duração

Devido ao seu teor de carboidratos de absorção lenta, é uma fonte de energia de médio prazo. Como tal, é adequada para crianças em crescimento, estudantes, atletas e pessoas doentes.

Batata-doce assada
A batata-doce tem se tornado cada vez mais consumida com a chegada de novas receitas aos nossos lares.

Precursor da vitamina A

A principal forma ativa da vitamina A é o retinol, encontrado apenas em alimentos de origem animal. No entanto, alguns vegetais fornecem carotenos que o corpo transforma em retinol com a mesma atividade e eficiência.

Isso é importante para o desenvolvimento da visão normal e para evitar a cegueira noturna. Além disso, é necessário para manter a pele e os tecidos saudáveis.

Melhor saúde intestinal

Este alimento favorece a regulação do trânsito intestinal devido ao seu teor de fibra. O que não é digerido chega intacto ao cólon, para ser degradado pelas bactérias intestinais. Como resultado, aparecem os ácidos graxos de cadeia curta.

Além disso, a ingestão de fibras também foi associada a uma menor incidência de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

Diabetes tipo 2

Alguns estudos relacionam a ingestão de batata-doce com uma melhor regulação da glicose sanguínea em diabéticos tipo 2. No entanto, no momento não há evidências suficientes para usá-la como um tratamento dietético.

Receita de chips de batata-doce

Conhecendo seus benefícios, vamos passar para a primeira receita, a mais clássica. Vamos ver seus ingredientes e passo a passo.

Ingredientes necessários

  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem.
  • 1/4 de colher de chá de pimenta caiena em pó
  • 2 colheres de sopa de xarope de agave.
  • 3 batatas-doces grandes.
  • Sal e pimenta.

Passo a passo para fazer chips de batata-doce

  1. Antes de começar, ligue o forno e aqueça-o a 230 graus Celsius. Em seguida, prepare uma bandeja e cubra com papel vegetal.
  2. Em seguida, lave, descasque e corte as batatas-doces em fatias de meia polegada. Coloque em cima da bandeja. 
  3. Combine o óleo, o xarope de agave e a pimenta caiena em uma tigela pequena. Espalhe as rodelas de batata-doce com o molho e tempere a gosto.
  4. Asse as batatas-doces por 8 minutos. Após este tempo, vire e pincele com o resto da mistura de óleo e xarope. Volte ao forno por mais 7 ou 8 minutos, até que estejam no ponto ideal de cozimento: macias no centro e crocantes por fora. 
  5. Nesse ponto, estão prontas para servir. 

Outra maneira de fazer chips de batata-doce

Confira a segunda opção desta receita que adiciona mais alguns ingredientes. Vamos ver.

Ingredientes para fazer na frigideira

  • 500 gramas de batata-doce.
  • 2 colheres de sobremesa de orégano.
  • 1 colher de chá de alho em pó.
  • 1/2 colher de sopa de páprica picante.
  • Sal.
  • 1/2 colher de chá de pimenta branca e 1/2 de gengibre em pó.
  • Azeite de oliva.

Como prepará-los

  1. Descasque e corte as batatas-doces em rodelas muito finas. Para isso, é aconselhável o uso de um mandolin para obter um corte perfeito.
  2. Aqueça o óleo em uma frigideira. Quando estiver bem quente, frite as batatas-doces.
  3. Enquanto isso, prepare a mistura de especiarias para temperar em um pilão.
  4. Quando a batata-doce estiver no ponto crocante desejado, retire do fogo. Deixe escorrer para remover o excesso de óleo e tempere a gosto com especiarias. 
  5. Antes de consumir, deixe esfriar.
Aperitivo de batata frita
Para substituir lanches pouco saudáveis, os chips de batata-doce são ideais e admitem vários preparos para todos os gostos.

Considerações finais para preparar chips de batata-doce

Qualquer uma das 2 maneiras de fazer esses chips de batata-doce é rápida e fácil. Basta cortar, cozinhar e temperar. São poucos ingredientes e poucos utensílios.

Na hora de escolher a batata, você deve optar por aquelas que tenham a casca sem inchaços ou hematomas e sejam firmes ao toque. Elas se mantêm bem em um ambiente fresco e escuro e não precisam ser refrigeradas.

Para fazer a batata-doce frita, é preferível usar azeite extravirgem, pois ele suporta melhor as altas temperaturas. É necessário garantir que não faça fumaça nem queime, e não é recomendável reutilizá-lo.

Usar um mandolin para obter um bom corte é muito útil. Embora seja mais cômodo e seguro, se você não tiver um, basta uma faca bem afiada e um pouco mais de paciência.

Os chips de batata-doce são um lanche diferente para comer puros ou mergulhados em alguns molhos (húmus, babaganoush ou dip de iogurte). Também podem ser servidos como acompanhamento de uma porção de carne ou peixe, e até para dar um toque crocante a uma salada.

A batata-doce é um alimento de fácil digestão e de sabor agradável. A maioria das pessoas a tolera bem e ela pode ser introduzida na dieta sem problemas. Só é necessário ficar atento em caso de cálculos renais ou facilidade para formá-los, devido ao seu alto teor de oxalatos.

Pode interessar a você...
Receita de risoto de abóbora
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Receita de risoto de abóbora

O risoto de abóbora é um prato que se destaca pelo seu teor de carboidratos complexos e micronutrientes essenciais. Experimente!



  • Casal S, et al. Olive oil stability under deep-frying conditions. Food and chemical toxicology. Octubre 2010. 48 (19):2972-2979.
  • Cusumano C, Zamudio N. Manual técnico para el cultivo de batata (camote o boniato) en la provincia de Tucumán (Argentina). Programa Nacional hortalizas, flores y aromáticas. 2013.
  • Lattimer JM, Haub MD. Effects of dietary fiber and its components on metabolic health. Nutrients. Diciembre 2010. 2(12):1266-1289.
  • Noonan S.C, Savage G. P. Oxalate content of foods and its effect on humans. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition. Marzo 1999. 8(1):64-74.
  • Office of Dietary Supplements. Vitamin A. National Institutes of Health. Febrero 2020.
  • Peng Ooi Ch, Seng Cheong L. Sweet potato for type 2 diabetes mellitus. The Cochrane database of systematic reviews. Septiembre 2013. 2013(9):CD009128. 2015. 135(1):67-76.
  • SEDCA (Sociedad Española de Dietética y Ciencias de la Alimentación). Vitamina A. Junio 2019.
  • Sugiura M. [β-Cryptoxanthin and the risk for lifestyle-related disease: findings from recent nutritional epidemiologic studies]. Journal of the Pharmaceutical Society of Japan. 2015. 135(1):67-76.
  • Tanaka M, et al. Functional components in sweetpotato and their genetic improvement. Japanese Society Of Breeding. Enero 2017. 67(1): 52–61.
  • Topping D.L, Clifton P.M. Short-chain fatty acids and human colonic function: roles of resistant starch and nonstarch polysaccharides. Physiological reviews. Julio 2001. 81(3):1031-64.