9 causas das espinhas no rosto

Embora existam muitos mitos sobre as causas das espinhas, algumas rotinas diárias podem levar à sua aparição. Aplicando alguns bons hábitos, podemos evitá-las.
9 causas das espinhas no rosto

Última atualização: 20 Abril, 2021

As causas das espinhas no rosto, ao contrário da crença popular, não são produto da sujeira ou da falta de higiene. Elas têm outras origens que é importante conhecer para combatê-las de forma adequada.

Os folículos capilares em cada poro produzem óleo para lubrificar os cabelos e a pele. Com as alterações hormonais, as glândulas sebáceas podem ficar alteradas e a produção de gordura aumenta. Isso faz com que os poros da pele fiquem obstruídos e prendam células mortas e bactérias. 

Quais são as principais causas das espinhas no rosto?

Agora que sabemos que as causas das espinhas estão associadas ao excesso de gordura da pele, precisamos determinar os motivos que provocam essa hiperatividade nas glândulas sebáceas.

1. Alterações hormonais

O que causa as espinhas no rosto?
As alterações hormonais parecem ter um efeito significativo sobre a acne, principalmente na adolescência e nas mulheres que usam contraceptivos.
  • Por causa da idade

Essa é a razão pela qual as espinhas no rosto aparecem mais durante a puberdade. Nesta fase da vida, os andrógenos – hormônios sexuais masculinos – estimulam a produção de sebo e células, tanto nos homens quanto nas mulheres.

  • Nas mulheres

Também existem distúrbios hormonais durante a gravidez e nos períodos menstruais que podem afetar as glândulas sebáceas, o que pode favorecer o aparecimento das espinhas.

  • Devido às pílulas anticoncepcionais

As pílulas anticoncepcionais e outros remédios baseados em hormônios podem incidir na aparição dos cravos. Existem estudos conflitantes sobre isso, pois alguns consideram que as pílulas anticoncepcionais reduzem a aparência da acne. A chave parece estar nos hormônios que as diferentes marcas de pílulas contêm.

2. A maquiagem

A maquiagem obstrui os poros e facilita a produção de bactérias e células mortas. Obviamente, isso favorece o aparecimento de espinhas no rosto, principalmente quando ela é deixada durante a noite ou não é bem removida.

3. O suor

Outra causa da acne é a transpiração, embora por razões diferentes. O suor acumulado na pele faz com que apareça um fungo chamado Pityrosporum folliculitis, que irrita a pele e obstrui os poros. A acne produzida pelo suor aparece mais nas costas, braços e peito, mas também pode afetar o rosto.

4. Tocar a face e as espinhas no rosto

Tocar a face e as espinhas no rosto
Tocar o rosto e espremer as espinhas cria um ambiente propício para o crescimento de bactérias que causam e inflamam a acne.

Tocar seu rosto não cria espinhas ou cravos, nem espremer suas espinhas. No entanto, essas ações criam uma área apropriada para a sua aparição.

À medida que você passa as mãos sobre o rosto, deixa um rastro de sujeira, bactérias e gordura que ajuda a entupir os poros e bloquear a saída natural do óleo da pele. Como já vimos, essa retenção acaba sendo uma das causas das espinhas no rosto.

Da mesma forma, ao espremer uma espinha ou cravo, não apenas deixamos a gordura e as bactérias das nossas mãos, mas também causamos uma irritação devido ao efeito de pressão, que favorece o ambiente para novas espinhas.

5. O estresse

Embora não existam evidências conclusivas, alguns dermatologistas consideram que o estresse cria um ambiente favorável para o aparecimento de cravos e espinhas, pois pode aumentar a produção de cortisol e estrogênio.

Há também duas outras razões para vincular o estresse às espinhas e à acne. “As glândulas sebáceas também são órgãos imunológicos, e podem criar inflamação e agravar a inflamação da pele”, de acordo com o dermatologista Adam Friedman, da Universidade de Georgetown, que afirma que isso seria uma causa.

O próprio Friedman aponta para outra teoria. “Pessoas estressadas tendem a colocar mais as mãos no rosto, além de ficar cutucando a face, o que ajuda na aparição da acne e irrita a pele”.

6. A alimentação

A evidência dos efeitos da alimentação no aparecimento da acne é inconclusiva. No entanto, a Academia Americana de Dermatologia (AAD) acredita que há indicações claras de que ela pode ter uma influência significativa.

Por esse motivo, a AAD recomenda a redução de alimentos com alto índice glicêmico e de gordura. “Mais estudos são necessários, mas cada pessoa pode ser seu próprio detetive e analisar quais alimentos estimulam a aparição da acne”.

7. Fumar

Fumar
O tabaco pode alterar a produção de gordura e a estrutura da pele, favorecendo o aparecimento da acne.

Vários estudos concluem que os fumantes têm uma alta tendência a desenvolver espinhas. O tabaco seria a causa de um tipo de acne chamada de “acne reversa” . Ela consiste no bloqueio dos poros de fora para dentro, causado por uma superprodução da pele externa.

8. Usar chapéus ou bonés

O chapéu em si não é uma das causas das espinhas no rosto, mas seu uso aumenta o suor no couro cabeludo, e esse suor escorre pela testa e pelo resto da face. Como já explicamos, o suor ajuda a bloquear os poros e favorece a aparição de cravos no rosto.

9. Usar o celular

Ficar com o celular perto da bochecha enquanto fala também produz suor e bloqueia os poros. Além disso, ao ficarem constantemente expostos ao ambiente, as mãos e as diferentes superfícies em que os aparelhos são armazenados ou deixados acumulam sujeira e bactérias que são transferidas para a pele toda vez que falamos.

Como reduzir a aparição das espinhas no rosto?

Limpeza do rosto
Uma rotina de limpeza facial ajudará a controlar adequadamente a produção de óleo e a formação de espinhas.

As alterações hormonais sempre podem causar o aparecimento de espinhas, mas podemos evitar alguns fatores de risco seguindo estas dicas:

  • Lave bem o rosto com água e sabão neutro.
  • Use esfoliantes para a pele.
  • Não esprema as espinhas.
  • Lave bem as mãos antes de tocar no seu rosto.
  • Mantenha o cabelo limpo.
  • Use maquiagem sem óleo e remova-a bem antes de dormir.
  • Lave bem o rosto com água e sabão após se exercitar ou suar muito.
  • Reveja a sua dieta.
  • Pare de fumar.
  • Use chapéus com espaços ventilados.
  • Não fique com o celular colado no rosto

Se as espinhas no rosto forem muito recorrentes, é melhor consultar um dermatologista que possa orientá-lo sobre os tratamentos adequados para o seu tipo de pele.

Pode interessar a você...
Preparações com óleos essenciais para combater a acne
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Preparações com óleos essenciais para combater a acne

Vamos indicar preparações de óleos essenciais para combater a acne já que muitos produtos podem ser ineficientes e até irritar a pele.



  • Study of psychological stress, sebum production and acne vulgaris in adolescents.
    Yosipovitch G, Tang M, Dawn AG, Chen M, Goh CL, Huak Y, Seng LF.
    Department of Dermatology, Wake Forest University School of Medicine, Winston-Salem, North Carolina, USA. (2007). https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17340019
  • The association between stress and acne among female medical students in Jeddah, Saudi Arabia Shadi Zari, and Dana Alrahmani. Department of Dermatology, Faculty of Medicine, University of Jeddah, Jeddah, Saudi Arabia 2Adjunct Division of Dermatology, Faculty of Medicine, McGill University, Montreal, QC, Canada. (2017). 10: 503–506.
  • Significance of diet in treated and untreated acne vulgaris. Alicja Kucharska,corresponding author Agnieszka Szmurło, and Beata Sińska. Department of Human Nutrition, Faculty of Health Science, Medic.al University of Warsaw, Warsaw, Poland. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4884775/
  • Cigarette smoking as a triggering factor of hidradenitis suppurativa. König A, Lehmann C, Rompel R, Happle R. Department of Dermatology, Philipp University, Marburg, Germany.(1999). https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10393449