As 4 cartas de amor mais bonitas da história

As cartas de amor são uma forma de cortejo que ainda vive na mente dos mais românticos e idealistas. Descubra as mais belas de todos os tempos nesse artigo!
As 4 cartas de amor mais bonitas da história

Última atualização: 22 março, 2022

As cartas de amor têm sido, desde seu surgimento, uma forma muito especial de cortejo. Ao longo da história, elas se tornaram um testemunho de grandes amores e grande insônia.

Embora as novas tecnologias tenham diminuído essa forma de expressar o que você sente por outra pessoa, ainda existem muitos documentos que testemunham esses momentos e até mesmo há alguns românticos que continuam a enviá-las.

Certamente você conhece um membro da família que guarda suas cartas de juventude com amor e apreço, mesmo sem manter contato com essa pessoa que as escreveu.

No passado, escrever uma carta era bastante comum. Não existiam telefones celulares ou internet, então, embora fosse mais difícil manter contato, os relacionamentos que faziam isso tendiam a ser muito mais duradouros.

Portanto, hoje queremos mostrar alguns exemplos das mais românticas.

As 4 cartas de amor mais bonitas da história

1. Carta de Ludwig Van Beethoven (compositor, maestro e pianista) para a Amada Imortal

“Embora eu ainda esteja na cama, meus pensamentos vão para você, meu amada imortal, primeiro feliz, depois tristemente, esperando para saber se o destino vai nos ouvir ou não. Eu só posso viver completamente com você e se não, eu não, não quero nada .

Sim, estou determinado a me afastar o máximo de você até que possa voar para seus braços e dizer que estou realmente em casa com você e posso enviar minha alma envolta em você para a terra dos espíritos. Sim, infelizmente deve ser isso.

Você será mais contida e prudente, já que conhece minha fidelidade a você? Ninguém mais irá possuir meu coração, nunca, nunca.

Oh, Deus! Por que você tem que se separar de alguém que você ama tanto? E, além disso, minha vida agora é uma vida miserável. Seu amor me torna o mais feliz e o mais miserável dos homens. Na minha idade preciso de uma vida calma e estável, isso pode existir no nosso relacionamento?

Calma, me ame, hoje, ontem, que lágrimas de saudade por você, você, você, minha vida, meu tudo, adeus. Continue a me amar, nunca julgue mal o coração fiel de seu amado. Sempre seu.

Sempre minha. Sempre nós  dois”.

Beethoven

2. Carta de Jean-Paul Sartre (filósofo, escritor, dramaturgo, ativista político e crítico literário) para Simone de Beauvoir (escritora, professora, feminista e filósofa)

“Procure me entender: eu te amo enquanto presto atenção no que acontece.

Em Toulouse, simplesmente amei você. Esta noite eu quero você em uma tarde de primavera. Eu te amo com a janela aberta.

Você é meu e as coisas são minhas e meu amor altera as coisas ao meu redor.

E as coisas ao meu redor alteram o meu amor. “

3. Carta de Yoko Ono (artista conceitual) para John Lennon (músico multi-instrumentalista e compositor fundador dos Beatles), no 27º aniversário de sua morte

“Estou com saudades de você John. 27 anos se passaram e eu ainda gostaria de poder voltar no tempo para aquele verão de 1980.

Lembro-me de tudo, compartilhando nosso café da manhã, caminhando juntos no parque em um dia lindo e vendo sua mão segurando a minha, o que me garantiu que eu não deveria me preocupar com nada porque nossa vida era boa.

Eu não tinha ideia de que a vida estava prestes a me ensinar a lição mais difícil de todas. Aprendi a dor intensa de perder um ente querido de repente, sem avisar e sem ter tempo para um último abraço e a oportunidade de dizer “eu te amo” uma última vez. A dor e o choque de perder você tão de repente está comigo a cada momento de cada dia.

Quando toquei o lado de John em nossa cama na noite de 8 de dezembro de 1980, percebi que ainda estava quente. Esse momento ficou comigo nos últimos 27 anos e ficará para sempre. “

John Lennon e Yoko Ono

4. Gala Éluard Dalí (musa e esposa de Paul Éluard e Salvador Dalí) a Paul Éluard (poeta surrealista)

“Eu só amo você; não tenho nada, nenhuma habilidade, nenhuma inteligência, nada, nada; eu tenho amor. É terrível. E é por isso que se eu te perdesse eu me perderia e então não seria mais Gala, eu seria uma mulher pobre, assim milhares e milhares de outras mulheres.

Você tem que entender que não tenho nada meu, você me possui inteiramente. E se você me ama, você vai cuidar preciosamente de sua vida, porque sem você seria como um envelope vazio. “

Traços através do tempo

Lembre-se de que essas cartas foram escritas de acordo com o estilo de cada época. Por isso, é possível que várias expressões lhe causem alguma surpresa. Alguns mostram afeto de uma forma muito mais sincera do que outros, mas é claro que cada um tem sua beleza.

Pequenos gestos de amor devem ser celebrados e elogiados. Estes exemplos são possivelmente os últimos testemunhos deixados no papel devido às novas tecnologias e ao imediatismo que elas geram. Portanto, guarde suas memórias epistolares com especial carinho e dedicação, mesmo que pareça pouca coisa.

Existem emoções que só podem ser expressas com uma linha tênue, no calor de uma vela.

This might interest you...
Tipos de papel e suas características
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Tipos de papel e suas características

O papel foi uma das invenções mais úteis da humanidade, graças às suas características e tipos. Descubra as principais variedades disponíveis no me...