Óleo de tanaceto azul: usos para a beleza da pele

O óleo de tanaceto azul tem um grande prestígio no mundo da estética e da medicina natural. No entanto, ainda não existem evidências suficientes sobre a eficácia ou os possíveis riscos desta substância.
Óleo de tanaceto azul: usos para a beleza da pele

Última atualização: 17 janeiro, 2022

O óleo de tanaceto azul é um dos produtos mais requisitados para os usos cosmético e medicinal. Ele tem sido utilizado desde os tempos antigos, mas não existem muitas evidências científicas para apoiar as propriedades que as pessoas alegam que ele tem.

Apesar disso, o óleo de tanaceto azul ganhou um grande número de seguidores nos últimos anos. Quem o usa diz que este é um ótimo como produto antiacne e que retarda o envelhecimento da pele.

O óleo de tanaceto azul é extraído da flor de mesmo nome. Às vezes ele é encontrado puro e em outras faz parte de produtos como soros, óleos faciais e máscaras esfoliantes.

O que é o óleo de tanaceto azul?

O óleo de tanaceto azul é extraído de uma planta cujo nome científico é Tanacetum annuum. Essa substância também é conhecida como tansy azul, tanaceto marroquino ou camomila marroquina, sendo de origem Mediterrânea.

A planta tem flores amarelas e suas folhas são cobertas por uma fina pelagem branca. Este produto não é fácil de encontrar, por isso costuma ser bastante caro na forma de óleo essencial.

Também é importante notar que óleo de tanaceto azul não é o mesmo que óleo de tanaceto comum. A planta pertence à família da camomila e contém camazuleno, um composto com propriedades calmantes e antioxidantes. Ela possui uma fragrância herbal doce e terrosa.

O óleo de tanaceto azul tem uma cor azul escura característica. Se ele tiver sido destilado com vapor adquire uma tonalidade azul vivo. Seu aroma é uma mistura de ervas e cânfora, com notas médias altas. A fragrância é levemente adocicada.

Para fazer este óleo essencial são utilizadas flores e folhas frescas da planta, e em seguida ambas são submetidas a um processo de destilação a vapor. A substância só fica azul depois de terminados os processos de extração e a destilação.

Além do camazuleno, essa planta contém guaiol e guaiazuleno, dois compostos que ajudam a reduzir as irritações. Por outro lado, também foram identificados 3,6-dihidrocamazuleno, alfa-felandreno, b-eudesmol, b-mirceneleno e sabineno em sua composição.

Chá de camomila.
Embora ela seja da mesma família da camomila, não se deve confundi-la com esta em sua forma silvestre.

Benefícios do óleo de tanaceto azul

O óleo de tanaceto azul parece ter propriedades anti-inflamatórias, anti-histamínicas (antialérgicas), antipruríticas (combate a coceira), flebotônicas (tonifica os vasos sanguíneos), sedativas e calmantes.

Pode combater a inflamação

O óleo de tanaceto azul possui dois componentes com propriedades anti-inflamatórias: o sabineno e a cânfora. O camazuleno também pode ter esse efeito. No entanto, ainda não existem pesquisas para apoiar ou negar que esses elementos misturados ao óleo preservam ou potencializam o efeito contra a inflamação.

Hidrata a pele

Muitos produtos cosméticos hidratantes contêm esse tipo de óleo. Acredita-se que ele seja eficaz na redução do ressecamento e na adição de umidade à pele. Há até quem o utilize inclusive para tratar queimaduras, embora não hajam dados científicos que apoiem este uso.

Pode ajudar a reduzir a acne

O óleo tanaceto azul pode ajudar a combater o aparecimento da acne e outros sinais de inflamação ou irritação relacionadas à doença. Os óleos essenciais geralmente não são recomendados para esse propósito, mas este em particular pode ser eficaz nesses casos.

Pode ter efeitos calmantes

Um dos componentes mais abundantes desse óleo essencial é a cânfora. Esta substância tem efeito calmante quando inalada. Dessa forma ela promove relaxamento e ajuda a reduzir estados de estresse.

Repara a pele danificada

É possível que esse composto atue como um agente cicatrizante natural quando aplicado na pele. Ele contém vários antioxidantes, por isso pode ajudar a reduzir as linhas de expressão e rugas típicas do envelhecimento.

Antifúngico e antibacteriano

Este óleo essencial pode ajudar a eliminar bactérias e fungos. Como nos outros casos, não existem estudos que corroborem essa informação.

Alívio de dores musculares

Uma massagem com este óleo essencial pode ser eficaz na redução da dor causada por nevralgia, artrite ou tendinite. Ele também pode contribuir para o controle de uma dor mais generalizada.

O indicado é usá-lo com um óleo carreador, que pode ser de laranja ou um incenso. Em qualquer caso, não está claro se é o próprio óleo o responsável pelo efeito ou são as massagens que eliminam as contraturas.

É usado como repelente

Misturado com água e difundido por meio de um aerosol, o óleo de tanaceto azul ajuda a purificar o ambiente de insetos. Essa é uma opção natural para evitar inseticidas e produtos químicos industriais.

Como usar o óleo de tanaceto azul

Existem 3 maneiras básicas de usar o óleo de tanaceto azul para se beneficiar das propriedades dele. Ele pode estar na forma de creme ou óleo carreador, em um difusor ou em um borrifador.

1. Em creme ou óleo carreador

O óleo de tanaceto azul não deve ser usado puro, mas sim diluído em outra substância. É aconselhável colocar de 1 a 2 gotas desse óleo no creme umectante ou limpador antes de aplicá-lo. Outra opção é combiná-lo com óleo de coco ou jojoba e depois aplicá-lo na pele.

2. Em um difusor

Este óleo tem um aroma muito agradável e por isso é muito cómodo utilizá-lo em um difusor. Inalá-lo geraria uma sensação de calma e tranquilidade. No entanto, há pessoas que podem sofrer uma reação alérgica, por isso não é recomendado usá-lo em locais lotados ou hermeticamente fechados.

Difusor com óleo tanaceto azul.
O uso com difusor é semelhante à forma de utilizar com outros óleos. Deve-se ter cuidado com pessoas suscetíveis e alérgicas.

3. Em um borrifador

Basta adicionar 4 mililitros de óleo de tanaceto azul em aproximadamente 120 mililitros de água. Em seguida a solução é colocada em um frasco que contém um atomizador. Essa modalidade costuma ser usada de forma anedótica como anti-inflamatório.

Possíveis riscos e efeitos colaterais

Quase todos os óleos essenciais possuem componentes tóxicos, portanto não devem ser ingeridos em hipótese alguma. Eles também não devem ser aplicados diretamente na pele sem primeiro diluí-los em um creme, água ou outro óleo.

O uso de óleo azul tanaceto não é recomendado para mulheres grávidas ou amamentando, crianças pequenas ou pessoas com epilepsia. Os efeitos que podem ser provocados nestes casos são desconhecidos.

É muito importante comprar óleo de tanaceto azul e não óleo de tanaceto comum. Este último contém substâncias nocivas à saúde que devem ser evitadas. O ideal é que as pessoas façam um teste de alergia antes de aplicá-lo.

Existem outros óleos essenciais que podem substituir o óleo de tanaceto azul. Entre eles estão os da camomila romana, lavanda, incenso, artemísia, alecrim, bergamota e manjerona.

Nem é preciso dizer que mais pesquisas ainda são necessárias para corroborar as propriedades do óleo de tanaceto azul. Portanto, o ideal é conversar com um médico antes de usar essa substância.

This might interest you...
5 usos do óleo essencial de limão em casa
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
5 usos do óleo essencial de limão em casa

Os múltiplos usos do óleo essencial de limão foram aproveitados tanto na medicina natural quanto em diversas tarefas de casa.



  • Barrero, A. F., Sa, J. F., Barro, A., & Rami, A. (1992). Biomimetic cyclizations of a germacranolide from Tanacetum annuum. Phytochemistry, 31(1), 332-335.
  • Fernández Pérez, H. (2021). Programa de educación para la salud: mejora de los brotes de acné en la adolescencia.
  • Zaim, A., Benjelloun, M., El Harchli, E. H., Farah, A., Meni Mahzoum, A., Alaoui Mhamdi, M., & El Ghadraoui, L. (2015). Chemical Composition And Acridicid Properties Of The Moroccan Tanacetum Annuum L. Essential Oils. Res Invent: Int J Engineer Sci, 5, 13-19.
  • Ananieva, Lyudmila. Aceites esenciales para su salud y belleza: Segunda parte. Tektime, 2018.