Remédios caseiros para problemas de próstata

26 Novembro, 2020
Remédios naturais não podem curar problemas de próstata, mas podem ser úteis para melhorar a saúde desse órgão. Você tem interesse em saber mais sobre isso? Descubra algumas opções.

Problemas de próstata são mais frequentes após os 50 anos de idade. No entanto, homens jovens também podem tê-los. Em muitas ocasiões, o médico pode encontrar anormalidades nesse órgão durante um exame de rotina ou um exame retal.

Felizmente, existem vários remédios caseiros que podem servir como preventivos ou coadjuvantes contra essas doenças, principalmente quando incorporados a um estilo de vida saudável.

No entanto, deve-se ter em mente que eles não são um tratamento de primeira linha para doenças e também não têm propriedades milagrosas. Simplesmente, consumi-los regularmente pode contribuir para a saúde desse órgão.

A próstata e seus distúrbios

A próstata é a glândula que ajuda a produzir sêmenFaz parte, portanto, do sistema reprodutor masculino. Essa glândula envolve o canal responsável pela eliminação da urina, que vai da bexiga para o exterior.

Embora seja do tamanho de uma noz, aumenta de tamanho com a idade. Isso pode levar a sérios problemas de saúde. De acordo com uma publicação em National Institute on Aging, alguns dos problemas mais frequentes dessa glândula são:

  • Prostatite: inflamação da próstata. Causada geralmente por uma bactéria.
  • Hiperplasia prostática benigna: é um aumento excessivo da próstata, comum em homens a partir dos 50 anos. Causa distúrbios na micção ou necessidade de urinar, especialmente à noite.
  • Câncer de próstata: provoca dor e dificuldade para urinar normalmente.

Você pode se interessar: Como é um exame de próstata?

Remédios para os problemas de próstata

Quaisquer sinais de doença da próstata devem receber atenção médica. Embora muitas vezes não representem risco algum, é melhor fazer os exames diagnósticos relevantes. Além disso, em caso de doença, esses profissionais são os únicos capacitados para sugerir um tratamento.

Tendo isso claro, vamos falar sobre os remédios caseiros que podem ajudar a promover a saúde da próstata. Em geral, eles podem ser incluídos como parte da dieta regular, desde que não haja contraindicações. Conheça quais são!

Sementes de abóbora

Um dos remédios mais populares para os problemas dessa glândula são as sementes de abóbora. Isso se deve, acima de tudo, ao seu alto teor de zinco, um mineral muito benéfico para a próstata. De fato, um pequeno estudo publicado na revista Urologia Internationalis, indicou que o zinco pode ser benéfico no caso de hiperplasia prostática benigna.

Por outro lado, como aponta uma pesquisa publicada na Current Opinion, essas sementes concentram uma substância chamada beta-sitosterol que pode melhorar o fluxo de micção e reduzir a quantidade de urina restante na bexiga após urinar. Pode-se consumi-las como um lanche ou adicionadas em sopas, sucos e vitaminas.

Embora faltem evidências, alguns estudos sugerem que as sementes de abóbora são benéficas para a próstata.

Chá de sementes de melancia

Na cultura popular, dizem que o chá de sementes de melancia ajuda a eliminar os resíduos e melhora os problemas da bexiga e dos rins. A esse respeito, um pequeno estudo publicado no European Journal of Medicinal Plants, e realizado em ratos, descobriu que esse ingrediente melhora os níveis de antígeno prostático específico (PSA) e os sintomas de aumento da próstata.

Embora as evidências sejam limitadas, acredita-se que isso possa causar um efeito semelhante nos homens. Portanto, se você quiser experimentá-lo, triture sementes frescas de melancia (uma colher de sopa) e adicione-as a um copo de água quente. Quando estiver frio, consuma até 2 vezes ao dia.

Urtiga

Na literatura popular, a urtiga é uma das plantas medicinais utilizadas para os problemas de próstata. Especificamente, acredita-se que ajude no caso de aumento desse órgão. Embora mais estudos sejam necessários, uma pesquisa realizada em 2015 descobriu que ela tem efeitos benéficos contra a hiperplasia prostática benigna.

Podemos tomá-la como um complemento, em infusão, ou preparar outras receitas. Devemos ter cuidado ao manipulá-la, devido às suas propriedades urticantes. Além disso, é importante lembrar que a urtiga é contraindicada em caso de diabetes, pressão arterial baixa ou problemas renais.

A urtiga é uma planta usada contra problemas de próstata, como aumento de volume. No entanto, faltam estudos que comprovem esses efeitos.

Tomate para cuidar da próstata

Não existem alimentos que por si só possam prevenir ou tratar doenças crônicas como o câncer. No entanto, existem estudos que mostram que alguns de seus componentes são benéficos.

Por exemplo, uma pesquisa publicada no Journal of the National Cancer Institute detalha que o licopeno, o principal antioxidante do tomate, está associado a um menor risco de câncer de próstata. Nesse caso, podemos aproveitar suas propriedades consumindo o suco de tomate ou, ainda, adicionando-o a saladas e sopas.

Leia também: Que tratamentos existem para a hiperplasia prostática?

Remédios para a próstata: apenas um complemento

O consumo desses remédios naturais pode contribuir para a prevenção e a redução da progressão de alguns problemas da próstata. No entanto, eles são apenas um complemento e, por nenhuma razão, substituem o tratamento médico. Sempre que houver suspeita de alguma doença, um médico deverá ser consultado.

  • Espinosa, G. (2013, January). Nutrition and benign prostatic hyperplasia. Current Opinion in Urology. https://doi.org/10.1097/MOU.0b013e32835abd05
  • Vahlensieck, W., Theurer, C., Pfitzer, E., Patz, B., Banik, N., & Engelmann, U. (2015). Effects of pumpkin seed in men with lower urinary tract symptoms due to benign prostatic hyperplasia in the one-year, randomized, placebo-controlled GRANU study. Urologia Internationalis94(3), 286–295. https://doi.org/10.1159/000362903
  • Olamide, A. (2011). Effects of Methanolic Extract of Citrullus lanatus Seed on Experimentally Induced Prostatic Hyperplasia. European Journal of Medicinal Plants1(4), 171–179. https://doi.org/10.9734/ejmp/2011/588
  • Zu, K., Mucci, L., Rosner, B. A., Clinton, S. K., Loda, M., Stampfer, M. J., & Giovannucci, E. (2014). Dietary lycopene, angiogenesis, and prostate cancer: A prospective study in the prostate-specific antigen era. Journal of the National Cancer Institute106(2). https://doi.org/10.1093/jnci/djt430