7 poderosas ervas medicinais

· 6 de setembro de 2013
Várias ervas têm poderes medicinais comprovados, sendo largamente utilizadas pela indústria farmacêuticas na fabricação de diversos medicamentos.

Você sabia que a cura para várias doenças pode estar no jardim da sua casa? Neste artigo, confira 7 poderosas ervas medicinais.

Algumas delas são bastante conhecidas, outras nem tanto. Confira abaixo o nome de algumas ervas medicinais, lembrando que mulheres grávidas devem evitá-las, exceto sob recomendação médica!

Boldo

O boldo tem folhas verde escuras e aroma forte. Trazido da África, suas propriedades medicinais envolvem o tratamento de sintomas gastrointestinais, como cólicas, congestões e gases.

Além disso, também pode trazer benefícios em casos de ressaca alcoólica, insônia e dores de cabeça. O boldo deve ser consumido na forma de chá.

Carqueja

Nativa do Brasil, a carqueja pode ser usada no tratamento da diabetes tipo II. Isto porque atua no pâncreas, estimulando a produção de insulina e normalizando o índice glicêmico no sangue.

Além disso, também atua no baço, na bexiga, no fígado, nos rins e no tratamento de cálculos biliares e de vermes intestinais.

É bastante indicada em programas de desintoxicação voltados para o emagrecimento. Os flavonoides encontrados na carqueja são eficazes na diminuição dos níveis de gordura do sangue e combatem a arteriosclerose.

Leia também: Arteriosclerose: causas e tratamento

Camomila

ervas medicinais

Conhecida por seu poder calmante, ajuda pessoas com insônia e outras dificuldades pra dormir.

A camomila também é usada no tratamento de irritações cutâneas, resfriados, inflamações nasais e sinusite. Pode ser consumida na forma de chá ou em inalações com água quente.

Capim-limão

Também conhecido como capim santo e capim cidreira, tem propriedades calmantes, bactericidas e diuréticas. Seu óleo essencial apresenta o componente citronela, um repelente natural de insetos.

Ademais, exala um perfume semelhante ao limão, podendo ser utilizado em várias receitas culinárias. Pode ser consumido em forma de chá ou, para combater dores musculares, em forma de compressas quentes.

Erva-doce

ervas medicinais

A erva-doce é bastante utilizada em tratamentos de pele. Ajuda no emagrecimento e pode proporcionar uma noite mais tranquila quando embutida em travesseiros aromatizados.

Também pode ser usada na culinária para o preparo de bolos, pães, saladas, sucos, drinques, entre outros.

Erva-cidreira

A erva-cidreira é indicada como calmante, aliviando perturbações do sono e a ansiedade. Também pode ser de grande ajuda no caso de problemas gastrointestinais de origem emocional.

Essa erva deve ser consumida em forma de chá, que pode ser preparado com concentração mais forte e usado em banhos de banheira.

Leia também: Depure seu sistema gastrointestinal e controle a diabete com este suco

Hortelã

ervas medicinais

A hortelã é indicada para casos de perturbações do fígado e da vesícula biliar, gases, náuseas, vômitos, cólon irritável, nevralgias provocadas pelo frio, dores de dente e na prevenção de infecções respiratória.

Seu óleo essencial pode ser usado para tratar problemas respiratórios, como gripe e tosse.

Pode ser consumida na forma de chá, bochechos, inalação e sauna facial. Além das folhas e do óleo, a hortelã é encontrada em forma de essência e tintura.

  • Duke, J. A. (1990). CRC Handbook of Medicinal Herbs. International Clinical Psychopharmacology. https://doi.org/10.1097/00004850-199001000-00014

  • Duke, James A, M. J. B.-G. J. duCellier & P.-A. K. D. (2001). Handbook of medicinal herbs. Herbal reference library. https://doi.org/10.1186/1746-4269-7-30