7 dicas para o término não afetar o seu estado psicológico

14 de agosto de 2019
Embora seja normal ficar triste, você deve garantir que o término não afete sua vida em excesso. Ou seja, você pode pagar um período de luto, mas depois deve seguir em frente.

Para que um término não afete o estado psicológico das pessoas, é necessário agir imediatamente.

Em face de uma separação amorosa, entregar-se ao sentimento de angústia pode ser grave. Se não forem tomadas medidas para seguir em frente, é difícil não ficar doente.

Relacionamentos de anos ou de pouco tempo, com ou sem filhos… qualquer vinculo em que houve uma forte conexão precisa de um processo para assumir o término. A boa notícia é que é sempre possível continuar a vida com felicidade e ambição.

O problema surge principalmente quando as pessoas permanecem petrificadas diante do estado emocional posterior ao término. Assim, lhes assaltam dúvidas de todos os tipos, a maioria delas irracional.

Pensamentos como “eu ficarei sozinho”, “não voltarei a ter ninguém”, “não vou superar”… são o resultado do estado emocional do momento, mas são superados; eles sempre são superados.

Como garantir que o término não afete seu estado psicológico para se manter saudável?

Ajuda de amigos para superar o término

1. Primeiramente, o término exige distância verdadeira

Para que o término não afete a vida em geral, a distância deve ser real e em todas as áreas. Fotos e objetos que lembram que o casal devem ser guardados. Eles pertencem ao passado e, portanto, não devem ser exibidos como atuais.

O contato deve ser cortado completamente, exceto nos casos em que há crianças em comum, então, o necessário deve ser limitado. É essencial, para cuidar da sua saúde, evitar encontros ou tentar saber de detalhes da sua vida.

As redes sociais são amplamente utilizadas hoje e fornecem muitas informações. Mas, apesar disso, não fique tentado a visitar o perfil e muito menos comentar.

Leia este artigo: Como manejar um término nas redes sociais?

2. No término é preciso ocupar o tempo livre

Especialmente nos estágios iniciais da separação, você precisa manter sua mente ocupada. É melhor se inscrever em oficinas de treinamento ou começar a praticar algum esporte, por exemplo. Crie espaços para satisfação pessoal com um hobby ou apenas com amigos.

Responsabilidades e entretenimento não permitem que os pensamentos se concentrem no término. Assim, a razão supera os sentimentos até que se sinta em condições de se harmonizar.

Além disso, sair e fazer coisas novas lhe confere o benefício de conhecer outras pessoas e ampliar seu campo social. Você pode se surpreender com o quão positivo é um ar diferente.

3. Agradeça as coisas boas

Costuma acontecer que em algumas fases do término acredita-se que nada mais faz sentido, tudo parece escuro. Uma boa técnica para sair dessa fonte de negatividade é lembrar das coisas boas que se tem.

Assuma um papel e agradeça por cada ponto positivo: tenha vida, um emprego, amizades e tudo que passe por sua mente. Embora alguns duvidem deste método, ele funciona e muito bem.

4. Cuide da sua saúde

Escolher uma rotina de alimentação saudável e se exercitar são coisas que renovam as energias. Prestar atenção aos cuidados com o corpo é uma maneira de aumentar a autoestima e não ser vencido pela dor.

Também é uma distração investigar novas receitas e compartilhar o que você aprendeu com outras pessoas. Você começará a se sentir mais rejuvenescido e verá que a vida dos solteiros tem que ser vivida como a alegria da juventude.

5. No término também há um tempo para o luto

Não é necessário sair para procurar um novo companheiro que ocupe o lugar do anterior para não se sentir só. O luto é um processo pelo qual se deve passar mais cedo ou mais tarde e não deve ser evitado usando outra pessoa.

Emoções devem ser expressas e não é ruim que você chore ou fique com raiva. É uma maneira de limpar o interior para dar lugar a uma nova vida. Aprender a viver sozinho é o primeiro passo para retomar uma vida a dois.

6. Diante de um término, busque apoio nas pessoas que você ama

Apoio das pessoas que ama no término

Os amigos ou familiares mais próximos estão lá para dar o apoio necessário em todos os momentos. Buscar ajuda ou contenção neles é uma chave para que o término não afete sua mente. Falar sobre medos, inquietações e preocupações atuais lhes permite desabafar.

Há sempre alguém que sabe escutar e que também tem uma visão mais objetiva da situação. Suas palavras ou um simples abraço tornam-se, às vezes, a coisa mais importante para uma pessoa triste.

Não perca: Benefícios de sair com os amigos para a nossa saúde emocional

7. Definir limites para os membros da família

Nas relações de casal em que as famílias de ambos são muito envolvidas, é necessário estabelecer limites. A separação é de dois e os outros devem guardar as suas opiniões. Impedi-los de se intrometer é a coisa mais saudável para todos.

É uma questão de respeito e localização que favorece os recém-separados e seus arredores. Se todos puderem comentar, o luto nunca acaba e, pior ainda, tudo fica mais difícil.

Conclusão

Conseguir fazer com que um término não afete ao estado emocional das pessoas depende delas mesmas. Mas, o importante é não querer passar por esse processo sozinho ou se colocar no papel de vítima.

Por fim, além das razões para a separação, o importante é o modo como a situação é enfrentada. A vida continua e cabe a todos ficarem dignos e encontrar a felicidade novamente.