6 dicas para prevenir e tratar torções de tornozelo

As torções de tornozelo são uma lesão muito comum que ocorre por diversos motivos, como cair com força sobre o pé ou praticar exercícios em uma superfície irregular. Forneceremos uma série de dicas para evitar esse problema ou tratá-lo assim que acontecer.
6 dicas para prevenir e tratar torções de tornozelo

Última atualização: 12 Fevereiro, 2021

As torções de tornozelo é um tipo de lesão bastante comum, principalmente em pessoas que costumam realizar atividades físicas regularmente. Isso é causado por uma tensão ou ruptura dos ligamentos que prendem os ossos do tornozelo.

As torções de tornozelo que não cicatrizam bem, podem levar a problemas como dores constantes nesta área do corpo, instabilidade, artrite articular, entre outros. Portanto, é importante levar em consideração algumas dicas para evitar essa condição.

Dicas para prevenir torções de tornozelo

Em muitos casos, os cuidados pessoais e alguns analgésicos podem ser suficientes para tratar uma torção. No entanto, como mencionamos, se você não prestar atenção especial aos seus cuidados, isso pode levar a outras complicações. A seguir, informaremos como esse problema pode ser evitado.

1. Treino proprioceptivo

Dicas para prevenir torções de tornozelo

É um treino fundamental, geralmente realizado por atletas, que visa fortalecer os ligamentos e prevenir o aparecimento de novas entorses de tornozelo. Sua principal função é preparar essa parte do corpo para responder a futuras lesões. Geralmente, é recomendado que sejam supervisionados por um fisioterapeuta, para evitar o agravamento da lesão.

2. Equilíbrio entre as duas pernas

Todas as pessoas tendem a manter um membro predominante. Isso pode fazer com que o outro membro não se desenvolva como deveria. Além disso, ter um tornozelo mais forte do que o outro é um problema, pois aumenta o risco de lesões futuras.

Para evitar torções, você precisa treinar as duas pernas igualmente. Da mesma forma, é essencial um desenvolvimento muscular equilibrado de ambas as extremidades, o que valoriza a musculatura e o bom estado dos ligamentos.

3. Treino muscular

Treino muscular

O treinamento muscular adequado fortalecerá a área do tornozelo de maneira ideal. Isso ajudará a prevenir torções e outras lesões, uma vez que os músculos que protegem os tornozelos estariam em boas condições. Para isso, você deve treinar não só com uma boa intensidade nos exercícios, mas também com atividades de equilíbrio e coordenação.

4. Eliminar o medo

Após a entorse, muitas pessoas sentem medo de que a lesão se repita. Isso gera algumas limitações de origem mental, tanto na postura quanto ao realizar certas atividades. Para que o tornozelo afetado se cure adequadamente é necessário encontrar um equilíbrio com o outro pé.

Um bom tratamento de recuperação ajuda a imobilizar adequadamente o tornozelo. Assim, a pessoa perderá o medo de uma lesão futura. Além disso, após o período de descanso recomendado pelo fisioterapeuta, é fundamental que essa parte do corpo receba os estímulos adequados.

5. Trate adequadamente

Quando você torce o tornozelo, é essencial seguir estas dicas simples da Mayo Clinic:

  • Descanse. Sobrecarregar a área lesada pode ser doloroso e prejudicar a sua recuperação.
  • Aplique gelo. Usar bolsas de gelo ou colocar o tornozelo em água gelada por períodos de 15 segundos a cada duas a três horas é muito conveniente para esse problema. Sempre levando em consideração o limiar de resistência de cada pessoa.
  • Coloque uma bandagem de compressão. Comprimir a área pode ajudar a diminuir o inchaço, desde que seja ajustado de forma que não comprometa a circulação sanguínea.
  • Eleve o tornozeloColocar a área acima do nível do coração pode ajudar com o inchaço, principalmente quando deitado.
Trate adequadamente

6. Reabilite o tornozelo

Somente quando o período de descanso indicado pelo médico for ultrapassado, a reabilitação pode começar. Dessa forma, uma vez que a inflamação da área afetada for reduzida, alguns exercícios de mobilidade serão introduzidos gradativamente.

A fisioterapia de reabilitação buscará restaurar a mobilidade total, bem como a força, estabilidade e flexibilidade do tornozelo afetado. O próprio profissional dará as orientações durante o processo, levando em consideração a gravidade da lesão e as características específicas de cada caso.

Outras dicas para evitar torções de tornozelo

Além do que foi citado na lista acima, existem outros hábitos que podem ser incluídos na rotina diária para evitar essa lesão, como fazer um aquecimento antes do exercício e usar os calçados adequados, ter cuidado especial ao andar em piso irregular e usar uma fita de suporte no tornozelo previamente lesado.

Se você já sofreu com esse problema ou deseja evitar que ele ocorra, siga estas etapas simples para fortalecer e reabilitar adequadamente essa área.

Pode interessar a você...
5 problemas de saúde dos quais os tornozelos inchados advertem
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
5 problemas de saúde dos quais os tornozelos inchados advertem

Você fica com os tornozelos inchados de forma permanente e não sabe muito bem por quê? Anote, porque há determinados problemas de saúde relacionado...



  • Vanmeerhaeghe, A. F., Tutusaus, L. C., de Antolín Ruiz, P., & i Ortigosa, N. M. (2008). Efectos de un entrenamiento propioceptivo sobre la extremidad inferior en jóvenes deportistas jugadores de voleibol. Apunts. Medicina de l’Esport43(157), 5-13.
  • Urrialde, J. M., Núñez, S. P., & del Olmo, A. B. (2006). Inestabilidad crónica de tobillo en deportistas. Prevención y actuación fisioterápica. Revista Iberoamericana de Fisioterapia y Kinesiología9(2), 57-67.
  • Cruz-Díaz, D. (2013). Inestabilidad crónica de tobillo: tratamiento mediante movilizaciones articulares y un programa de entrenamiento propioceptivo. Validación de la versión española del cuestionario” Cumberland Ankle Instability Tool”.
  • Clínica Mayo. Esguince de tobillo. (2018). Recuperado el 3 de junio de 2020. https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/sprained-ankle/symptoms-causes/syc-20353225