10 alimentos proibidos caso queira regular a glicose

25 de novembro de 2019
Caso tenha problemas com a glicose, é bom limitar ou evitar o consumo de alguns alimentos. Conhece todos? Neste artigo detalhamos os 10 mais importantes.

A diabetes é uma doença que se encontra no auge, classificando-se como uma das doenças não transmissíveis mais perigosa do mundo atual. A Organização Mundial de Saúde acredita que 1 em cada 11 pessoas no mundo são diabéticas. No entanto, por que é necessário regular a glicose?

Existe uma fina linha entre os níveis elevados de glicose no sangue (pré-diabetes) e o aparecimento da diabetes. Impedir que isso ocorra está em nossas mãos. Por isso, convidamos a descobrir 10 alimentos que deve evitar para regular a glicose. Descubra-os!

Recomendações para regular a glicose

As alterações no controle da glicose podem provocar hiperglicemia ou hipoglicemiaQuando são ingeridos carboidratos, aumentam-se os níveis de glicose no sangue. Devido a este aumento (hiperglicemia), o pâncreas secreta insulina para que as células possam utilizar essa glicose.

Quando a secreção de insulina é normal, mas os receptores de insulina das células não funcionam corretamente (obrigando o pâncreas a secretar mais insulina), aparece a diabetes.

Por outro lado, se há um excesso de insulina, e a glicose cai para menos de 70 mg/dl, ocorre a hipoglicemia. Esta situação também implica risco para o organismo.

Os três pilares básicos para regular a glicose no sangue (glicemia) são: a dieta, o exercício físico e a insulina circulante. Portanto, para regular a glicose é necessário ter um bom controle da alimentação e estabelecer hábitos saudáveis:

  • Beber entre 2 a 2,5 litros de água diários.
  • Realizar ao menos 40 minutos de exercício moderado por dia.
  • Estabelecer horários de ingestão de alimentos.
  • Não deixar passar mais de 4-5 horas entre as refeições.
  • Ler os rótulos dos alimentos que serão consumidos.
  • Realizar uma dieta controlada em gorduras saturadas.

10 alimentos proibidos caso queira regular a glicose

A tendência atual nos leva a um aumento no consumo de alimentos “zero”, “light”, “pobre em…”, “sem”, etc., que são destinados a pessoas com alterações metabólicas, entre elas modificações nos valores normais de glicose.

Em termos gerais, todos estes alimentos costumam ter açúcar oculto. Por isso, é bom prestar atenção especial ao conteúdo de açúcar contido, já que podem provocar alterações na regulação da glicose.

Quando um produto contém mais de 10% de açúcar, ou seja, 10 gramas para cada 100 gramas, é melhor evitá-lo.

Caso queira manter sua glicose normalizada, deve saber que existem alimentos proibidos para aqueles que querem regular a glicemia. Muitos dos alimentos que mencionaremos a seguir podem parecer, de início, alimentos saudáveis.

Descubra: Dieta para a pré-diabetes – alimentos permitidos e proibidos

1. Molhos e temperos

Geralmente, os molhos e temperos constituem um acompanhamento para carnes, peixes ou saladas. O principal problema é que costumam ser produtos muito processados que contêm substâncias como xarope de milho, frutose, assim como outros aditivos que são prejudiciais para regular a glicose.

Molhos permitidos para a diabetes

Os molhos e temperos são produtos muito processados que contêm açúcares ocultos e outros aditivos que podem afetar o controle da glicose.

2. Carnes e embutidos processados

Este tipo de alimento processado está relacionado com o aumento do colesterol e triglicerídeos, o que leva a um aumento do risco cardiovascular.

3. Cereais refinados

Para obter um cereal refinado, vulgarmente denominados de cereais brancos ou farinhas brancas, o cereal é submetido a um processo em que perde fibras, vitaminas, minerais, bem como antioxidantes. O resultado é um cereal com alto índice glicêmico, o que provoca uma elevação brusca da glicose no sangue.

4. Álcool

Com a ingestão de álcool, o fígado deixa de produzir glicose, por isso que os níveis de açúcares no sangue são reduzidos. Em diabéticos, este fenômeno pode ser perigoso, já que pode produzir uma hipoglicemia.

5. Confeitaria

Constituem uma fonte de farinhas refinadas, além de conter gorduras trans. A combinação de ambas está ligada a uma redução na sensibilidade à insulina por parte dos tecidos, o que leva ao aumento do risco de sofrer diabetes.

6. Doces

Em resumo, caracterizam-se por conter em sua composição altos níveis de açúcares livres. Ademais, contêm gorduras e aditivos que podem afetar a saúde metabólica.

Leia também: Por que evitar os alimentos com conservantes?

7. Alimentos ultra processados

Toda a comida ultra processada, que tenha sido submetida a tratamentos térmicos elevados ou frituras, geram substâncias tóxicas. O resultado é que estas substâncias podem causar resistência à insulina.

Alimentos proibidos para diabetes

Os alimentos ultra processados estão repletos de substâncias que afetam os níveis de glicose. Ademais, seu consumo pode incidir em desordens como a resistência à insulina.

8. Refrigerantes ou bebidas açucaradas

Os refrigerantes, também denominados bebidas açucaradas, têm como ingredientes majoritário o açúcar livre, que é metabolizado rapidamente, produzindo, dessa forma, um pico de glicose no sangue.

9. Mel, xaropes naturais

Constituem uma fonte de açúcares como a glicose e a frutoseambos implicados no aparecimento de alterações no controle da glicose.

10. Suco natural e comercial

É verdade que contêm açúcares naturalmente presentes na fruta (frutose); ademais, a indústria costuma adicionar açúcares como sacarose e xaropes de milho como conservantes.

Está tentando regular a glicose por meio da dieta? Não esqueça que deve evitar os alimentos mencionados. Além disso, assegure-se de solicitar uma consulta com um nutricionista para receber um plano de dieta de acordo com suas necessidades.

  • Malacara, J. M., & Garay-Sevilla, M. E. (2009). Los conceptos en evolución sobre diabetes. Acta universitaria, 19(2), 5-10.
  • Nizami, F., Farooqui, M. S., Munir, S. M., & Rizvi, T. J. (2004). Effect of fiber bread on the management of diabetes mellitus. Journal of the College of Physicians and Surgeons–Pakistan: JCPSP, 14(11), 673-676.
  • Raatz, S. K., Johnson, L. K., & Picklo, M. J. (2015). Consumption of honey, sucrose, and high-fructose corn syrup produces similar metabolic effects in glucose-tolerant and-intolerant individuals. The Journal of nutrition, 145(10), 2265-2272.
  • Rentería, I. B. (2015). Diabetes, obesidad y síndrome metabólico: Un abordaje multidisciplinario. Editorial El Manual Moderno.
  • Micha R, Michas G, Mozaffarian D. Unprocessed red and processed meats and risk of coronary artery disease and type 2 diabetes–an updated review of the evidence. Curr Atheroscler Rep. 2012;14(6):515–524. doi:10.1007/s11883-012-0282-8