O que é o traumatismo cranioencefálico?

04 Setembro, 2020
As principais causas de traumatismo cranioencefálico são os acidentes de trânsito e as quedas.

O traumatismo cranioencefálico, como o próprio nome sugere, é uma lesão que afeta o crânio e o encéfalo, uma parte do cérebro. Também pode ser um comprometimento funcional, mesmo se não houver uma lesão física observável.

Pode ser provocado por um impacto do crânio com outro elemento, seja um objeto ou uma arma perfurante. Por outro lado, também pode ocorrer devido a movimentos de aceleração e desaceleração sem um impacto direto.

O traumatismo cranioencefálico é a terceira principal causa de morte nos países desenvolvidos. De fato, é a principal causa de morte e incapacidade em adultos com menos de 45 anos. É causada principalmente por acidentes de trânsito, quedas e brigas.

Há um risco aumentado para homens jovens, porque está associado ao abuso de substâncias tóxicas, como álcool e drogas. Neste artigo, explicaremos quais são as principais causas e sintomas do traumatismo cranioencefálico.

Quais são as principais causas e sintomas do traumatismo cranioencefálico?

Para definir uma lesão cerebral traumática, deve haver uma força externa que cause alguma disfunção cerebral. É um distúrbio que tem dois picos de incidência:

  • Em jovens: geralmente ocorre devido a acidentes de trânsito ou agressões. Outras causas são acidentes de trabalho ou a prática de esportes.
  • A partir dos 65 anos: a principal causa são as quedas.

Os sintomas geralmente dependem da intensidade do impacto. Eles podem aparecer imediatamente após o incidente ou até levar dias ou semanas.

Você pode estar interessado em ler: Concussão em crianças

Traumatismo cranioencefálico leve

Os sintomas após uma pancada leve podem ser inexistentes. No entanto, os mais proeminentes são tonturas, desorientação e amnésia. A pessoa que sofre o golpe pode perder a consciência por segundos ou minutos. Além disso, pode sentir dor de cabeça, náusea, vômito e cansaço.

Outros sintomas podem ser:

  • Dificuldade para dormir ou dormir mais do que o habitual
  • Tonturas ou perda de equilíbrio
  • Visão turva ou zumbido nos ouvidos

Traumatismo cranioencefálico de intensidade moderada ou grave

Nesses casos, os sintomas mencionados ocorrem, mas podem ser mais complicados. A inconsciência costuma ser mais grave, e dores de cabeça constantes e vômitos são mais comuns. Além disso, geralmente há convulsões, alteração das pupilas e perda de coordenação.

Nesses casos, a desorientação é muito maior. É importante saber que, em lesões cerebrais traumáticas graves, a pessoa pode entrar em coma.

Quais são as lesões de um traumatismo cranioencefálico?

O trauma na cabeça pode provocar uma ampla variedade de lesões. Em primeiro lugar, podem ser lesões abertas ou fechadas, dependendo do fato de afetarem ou não o couro cabeludo.

Pode haver fraturas dos ossos do crânio, mas cabe destacar que sua ausência não exclui lesão cerebral. Quando há fraturas, sinais muito visíveis costumam aparecer, como olhos de guaxinim e sangramento no ouvido ou nariz.

Por outro lado, podem ocorrer hemorragias intracranianas. Estas podem ser intracerebrais ou ocorrer no espaço epidural ou subdural. Todas elas podem causar lesões neurológicas mais graves. Pode haver paralisia, paresia, distúrbios da fala, etc.

Às vezes, as lesões cerebrais traumáticas causam lesões axonais difusas nos neurônios que compõem o cérebro. Elas são produzidas por um mecanismo de aceleração e desaceleração. Além disso, tendem a ter consequências mais complexas e irreparáveis ​​do que as hemorragias.

Traumatismo craniano

Talvez você possa se interessar: O que é um mini-derrame cerebral? Chaves para detectá-lo

Tratamento

O tratamento depende da gravidade da lesão. Quando o caso é leve, o tratamento geralmente se limita ao descanso, observação e administração de analgésicos. Quando se trata de algo mais sério, o mais importante é manter a pressão arterial e a ventilação adequada do paciente.

Casos graves devem ser atendidos em um hospital. Exames complementares, como tomografia computadorizada, serão realizados para localizar possíveis lesões. Além disso, o paciente receberá medicamentos para reduzir a pressão intracraniana ou prevenir convulsões.

Em alguns casos, uma cirurgia poderá ser necessária para remover hematomas, interromper o sangramento ou reparar fraturas.

Conclusão

É importante tomar medidas de segurança para se proteger contra uma possível pancadaA principal medida deve ser dirigir com segurança, evitando conduzir depois de ingerir álcool ou drogas. Também é preciso usar um capacete, tanto em bicicletas quanto em motocicletas. Aperte bem o cinto de segurança.

Além disso, após qualquer tipo de golpe na cabeça, o ideal é ir ao médico. Ele fará os exames relevantes e verificará se há ou não a possibilidade de complicações futuras.

  • Traumatismo craneoencefálico (TCE) | Institut Guttmann. (n.d.). Retrieved June 12, 2019, from https://www.guttmann.com/es/treatment/traumatismo-craneoencefalico-tce
  • TRAUMATISMO CRANEOENCEFÁLICO (TCE). CAUSAS MÁS FRECUENTES, SECUELAS Y REHABILITACIÓN – estimulacioncognitiva. (n.d.). Retrieved June 12, 2019, from https://www.estimulacioncognitiva.info/2019/01/17/traumatismo-craneoencefálico-tce/
  • Traumatismo craneoencefálico – Causas y Tratamiento. (n.d.). Retrieved June 12, 2019, from https://neurorhb.com/traumatismo-craneoencefalico/
  • Carney, N., Totten, A. M., OʼReilly, C., Ullman, J. S., Hawryluk, G. W. J., Bell, M. J., … Ghajar, J. (2016). Guidelines for the Management of Severe Traumatic Brain Injury, Fourth Edition. Neurosurgery, 1. https://doi.org/10.1227/NEU.0000000000001432
  • Chesnut, R. M., Temkin, N., Carney, N., Dikmen, S., Rondina, C., Videtta, W., … Hendrix, T. (2012). A Trial of Intracranial-Pressure Monitoring in Traumatic Brain Injury. New England Journal of Medicine, 367(26), 2471–2481. https://doi.org/10.1056/NEJMoa1207363