Como aliviar o desgaste nas articulações?

· 16 de dezembro de 2013
É recomendado mudarmos de postura a cada 5 ou 10 minutos, principalmente se já estivermos há muito tempo sentados ou em pé.

Caso os seus joelhos ou pulsos comecem a doer, não deixe que passe muito tempo para consultar um médico. Nesses casos, é vital realizar a prevenção e tratamento rapidamente. Neste artigo falaremos sobre como tratar o desgaste nas articulações.

Esse tipo de dor geralmente está associada ao desgaste nas articulações que pode resultar em artrite ou artrose, doenças que geram muita dor e transtornos. Nada melhor do que dar uma olhada para aprender mais sobre situações como essas.

O que pode causar o desgaste nas articulações?

São muitas as razões pelas quais uma pessoa começa a sofrer com o desgaste nas articulações. As mais frequentes são:

  • A idade: os anos produzem desgaste e, quanto mais o tempo passa, mais difícil fica para curar ou erradicar a doença, porque o dano é crônico.
  • Genética: segundo alguns estudos, as mulheres que sofrem de artrose nas mãos podem ter herdado um gene que desencadeia esse problema. Cerca de 10% dos casos apresentados têm antecedentes na família.
  • O sobrepeso: a obesidade danifica as articulações de áreas como os joelhos e os quadris, já que todo o peso do corpo recai sobre as extremidades inferiores.
  • Sobrecarga: carregar caixas ou malas pesadas durante um tempo prolongado, sempre carregar bolsas do mesmo lado do corpo, etc. são hábitos que fazem com que uma articulação trabalhe mais do que outra.

articulacoes2

  • A profissão: de acordo com a profissão que tenhamos, podemos desenvolver com mais facilidade artrose ou artrite com o passar do tempo.
  • Lesões: qualquer ferida ou acidente envolvendo uma articulação resulta em uma maior predisposição ao desgaste, porque a recuperação nunca costuma ser 100%.
  • Umidade: esse tipo de desgaste também pode estar associado ao clima da cidade onde vivemos ou do lugar onde trabalhamos. Se passamos muitas horas em contato com a água, também podemos desenvolvê-lo.
  • Alimentação: está intimamente relacionada com a artrite e a artrose, porque os alimentos podem produzir muito ácido úrico, formando cristais que degeneram as partes brancas das articulações e depois os ossos.

Descubra: Como a alimentação influencia no controle da artrite?

Quais são os sintomas mais comuns do desgaste nas articulações?

Preste muita atenção aos sintomas, já que são eles que podem determinar se apresentamos problemas nas articulações ou não:

  • Sensação de rigidez ao se levantar ou pouca flexibilidade para se movimentar ou levantar um objeto do chão.
  • Dor articular em um lugar pontual e habitual. Isso quer dizer que se a mesma região sempre dói, pode ser devido a um mau movimento ou um problema muito maior.
  • Debilidade em geral, ou seja, se nos sentirmos cansados durante a maior parte do dia.
  • Dores violentas nos ossos (como se estivessem quebrados), dores pulsantes ou agudas nos músculos (como descargas elétricas) ou que mudam de lugar com rapidez. Essas dores podem se agravar com a temperatura ambiente, umidade, com o calor que se produz quando estamos deitados, com um passeio na rua durante o inverno, etc.
  • Articulações avermelhadas e dolorosas ao mínimo contato. Também podemos apresentar “manchas violetas” em lugares pontuais.
  • Transpiração excessiva durante toda a noite e com cheio ruim. Febre.

Recomendamos a leitura: Como diminuir a febre de maneira natural?

articulaçoes3

O que fazer em caso de desgaste nas articulações?

Essas dicas servirão para tratar ou amenizar a dor gerada pelo desgaste nas articulações, além de ajudarem na melhora da qualidade de vida:

  • Mova as pernas antes de se levantar: por exemplo, ao sair da cama, para que o peso do corpo não recaia de súbito sobre os joelhos. Depois de ficar sentado por muito tempo (trabalhando, viajando, assistindo um filme, etc.), mova várias vezes as extremidades inferiores antes de se levantar.
  • Realize descansos todos os dias: em meio à jornada de trabalho ou durante qualquer atividade que esteja realizando, é aconselhável relaxar durante 5 a 10 minutos, principalmente se você ficar constantemente de pé ou sentado.
  • Calçado adequado: deve ter uma boa fixação, que não permita que o pé se mova dentro do sapato nem que haja um esforço para que o sapato não saia. Sapatos fechados são preferíveis e, para problemas nos joelhos, é melhor que a sola seja plana (sem salto). Além disso, comprove que o sapato esteja em bom estado e que um pé não tenha se desgastado mais do que outro.
  • Estique as pernas quando permanecer por muito tempo sentado, todas as vezes que você puder e à medida que o espaço permita. Dessa forma, a rótula exerce menor pressão sobre o fêmur.
  • Cuidado ao carregar peso: se você possui um trabalho que exige levantar peso ou se costuma carregar muitas sacolas quando vai ao supermercado, trate de equiparar o peso e, se possível, não leve tudo ao mesmo tempo (é preferível fazer mais viagens). Ao pegar algo do chão, fique de cócoras e não encurve as costas.
  • Subir e descer escadas: o movimento deve ser lento, apoiando-se nos corrimões e subindo ou descendo uma escada por vez.

desgaste nas articulações

Como aliviar o desgaste articular com a alimentação?

Além de respeitar as recomendações anteriores, é bom seguir uma dieta saudável e útil contra esse tipo de problema. Para isso, siga as seguintes recomendações:

  • Beba muita água: para se manter hidratado e manter o líquido das articulações em seus níveis ideais;
  • Consuma a quantidade de vitaminas necessárias: por exemplo, a vitamina C ajuda a formar colágeno, matriz óssea e cartilagem; a vitamina A trabalha na regeneração dos tecidos; a vitamina D promove a absorção de cálcio e fósforo. Estes são elementos que evitam a osteoporose e outros problemas ósseos.
  • Consuma alguns alimentos que possuem mucopolissacarídeos: por exemplo, a carne de porco ou de boi, para fortalecer e recuperar as articulações. Não consuma esses alimentos em excesso, pois também possuem muita gordura e colesterol.