Recomendações para pessoas que fazem tratamento anticoagulante

O tratamento anticoagulante deve ser cuidadosamente revisado por um médico a cada curto período de tempo. Assim, o risco de uma hemorragia é reduzido.
Recomendações para pessoas que fazem tratamento anticoagulante

Última atualização: 11 Junho, 2021

O tratamento anticoagulante, como o próprio nome sugere, é aquele que evita que o sangue realize o processo de coagulação. Assim, evita a formação de trombos que podem colocar em risco a saúde de uma pessoa.

Esse tratamento inclui diversos medicamentos que, ao fazerem o sangue demorar mais para coagular, reduzem a incidência de doenças tromboembólicas. Esta patologia ocorre quando um trombo, que é um coágulo dentro do sistema circulatório, bloqueia uma veia ou artéria ao circular pelos vasos sanguíneos, impedindo o sangue de atingir os tecidos corretamente.

Atualmente, muitos pacientes precisam de tratamento anticoagulante. Na verdade, estima-se que cerca de 2% da população precise deles; a grande maioria dessa porcentagem são pessoas com mais de 65 anos de idade.

No entanto, esses tipos de tratamento precisam de um controle rígido, porque existe um alto risco de efeitos colaterais, como uma hemorragia. Portanto, neste artigo explicamos algumas recomendações que as pessoas fazendo tratamento anticoagulante devem seguir.

Quando o tratamento anticoagulante é indicado?

O tratamento anticoagulante pode seguir diferentes diretrizes e formas de administração. Em primeiro lugar, os anticoagulantes orais são usados ​​em pessoas com fibrilação atrial.

A fibrilação atrial é uma arritmia cardíaca. Ou seja, é uma alteração do ritmo normal do coração. Infelizmente, é muito frequente. A porcentagem de pessoas com essa patologia é alta e muitas não conhecem os riscos. Além disso, o número de pessoas afetadas aumenta com a idade.

O que acontece é que a fibrilação atrial aumenta o risco de formação de coágulos dentro das câmaras do coração. Esses coágulos tendem a se soltar e avançar pelo sangue, podendo obstruir qualquer vaso e causar um acidente embólico.

Por outro lado, o tratamento anticoagulante também é usado em pessoas que tiveram uma prótese cardíaca colocada e naquelas com alto risco de tromboembolismo venoso. Outras indicações para este tratamento são:

A heparina como tratamento anticoagulante
A heparina é usada como tratamento anticoagulante, mas isso só pode ser feito sob orientação médica.

Não deixe de ler: Heparina: o que é e como é administrada?

Quais recomendações os pacientes com tratamento anticoagulante devem seguir?

Como já mencionamos, esse tratamento deve ser devidamente controlado, pois o fato de retardar a coagulação do sangue aumenta o risco de sangramento. Isso requer um exame de sangue a cada 4 semanas, no máximo.

O tratamento anticoagulante deve ser prescrito e acompanhado permanentemente por um médico ou enfermeiro. Eles serão os únicos a definir a dosagem exata. O ideal é tomar o medicamento todos os dias na mesma hora e não esquecer de fazê-lo. Se você alguma vez se esquecer de tomar a dose prescrita, nunca deve tomar uma dose dupla para compensar.

Da mesma forma, sempre que adicionar um novo medicamento aos que já estão sendo usados, é necessário consultar o médico. Isso ocorre porque esse tipo de medicação apresenta um alto risco de interagir com outros fármacos.

Além disso, é muito importante estar ciente de que este tratamento não deve ser interrompido sem a orientação do médico.

Quais outras recomendações devem ser levadas em conta?

É muito importante que, durante o tratamento anticoagulante, o paciente evite beber álcool e fumar. Além disso, há estudos que afirmam que é preciso ter cuidado com a dieta. Esses fármacos interferem no metabolismo da vitamina K.

A vitamina K nos processos de coagulação
O médico deverá orientar o paciente que for iniciar um tratamento anticoagulante a respeito das interações com outros medicamentos ou alimentos.

A vitamina K é uma vitamina que facilita o processo de coagulação. Ela está presente em muitos alimentos, como espinafre, fígado de animais e outros vegetais. Portanto, é necessário controlar a ingestão desse tipo de alimento. Recomenda-se limitar os alimentos com vitamina K a duas porções por dia no máximo.

Outra recomendação básica é estar atento a qualquer tipo de sangramento. Por exemplo, se você vir sangue nas fezes, urina ou quando tossir, o ideal é consultar um médico, mesmo que a sua próxima consulta ainda não esteja agendada.

No caso de mulheres em idade fértil, se desejarem engravidar, devem se consultar primeiro. Os anticoagulantes podem interferir na gravidez. O mesmo acontece se você precisar ser operado.

Conclusão

Todos aqueles que precisarem de tratamento anticoagulante devem seguir corretamente todos os controles realizados pelo médico. É importante saber que essas drogas estão associadas a muitos riscos, e isso precisa ser levado a sério.

Pode interessar a você...
Coagulação: em que consiste esse processo?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Coagulação: em que consiste esse processo?

Coagulação é o processo pelo qual o sangue passa de seu estado líquido natural para um estado de gel, formando um coágulo.