Plantas e alimentos que impedem a coagulação do sangue

· 18 de janeiro de 2018
As pessoas que sofrem de certos distúrbios devem cuidar da sua dieta para evitar favorecer a coagulação do sangue.

A coagulação do sangue é o processo em que o sangue perde sua liquidez e forma coágulos. Isso evita a ocorrência de uma perda de sangue (hemorragia) em caso de lesão. É uma parte crucial da hemostasia: interromper a perda de sangue dos vasos sanguíneos danificados.

Na hemostasia, uma parede de um vaso sanguíneo danificado é coberta com uma plaqueta e um coágulo contendo fibrina para parar o sangramento. Desta forma, os danos causados ​​podem ser reparados. Por outro lado, quando a coagulação do sangue é afetada por certos fatores, podem ocorrer os seguintes distúrbios:

  • Angina.
  • Ataques cardíacos.
  • Embolias da artéria.
  • Derrames.
  • Embolias pulmonares.
  • Trombose da veia renal.
  • Trombose venosa profunda.

Os trombos são uma obstrução formada a partir de sangue coagulado e células que impedem o fluxo de sangue através desse ponto. Os trombos produzem inflamação, com dor e edema dos tecidos afetados. Esse fenômeno é chamado de trombose.

Se você sofreu alguma dessas condições, seu médico pode prescrever certos medicamentos para reduzir o risco de coagulação sanguínea. Muitos médicos também prescreverão uma aspirina por dia. Além desses medicamentos, também existem plantas e alimentos que podem prevenir a coagulação do sangue.

Para reduzir o risco de trombose interna ou coágulos sanguíneos, recomenda-se seguir uma dieta pobre em gorduras saturadas, rica em fibras, assim como frutas e vegetais. Neste sentido, existem vários alimentos que possuem propriedades anticoagulantes.

Plantas e alimentos que impedem a coagulação do sangue

Salicilatos

Uvas roxas

Quando o caso justifica, os médicos prescrevem uma aspirina por dia para reduzir o risco de coagulação sanguínea e evitar complicações para a saúde do paciente. De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde, os componentes da aspirina que são responsáveis ​​pela redução do risco de coagulação sanguínea são conhecidos como salicilatos.

Os salicilatos também podem ser encontrados em uma grande variedade de frutas e vegetais

Alimentos ricos em salicilatos:

  • Abacaxi.
  • Mel.
  • Uvas.
    • Derivados: vinho, vinagre, cidra.
  • Morangos.
  • Amoras.
  • Ameixas.
  • Laranjas.
  • Azeitonas.
  • Rabanete.
  • Tomate
  • Chicória.
  • Mirtilo.
  • Uvas pasas.
  • Tangerinas.
  • Framboesas.
  • Damascos.
  • Groselha preta.
  • Ameixas secas.
  • Pimentas picantes.

As ervas e especiarias ricas em salicilatos são: curry, caiena, páprica, tomilho, açafrão, gengibre, alcaçuz e hortelã.

Ácidos graxos ômega-3

De acordo com a Escola de Saúde Pública de Harvard, os ácidos graxos ômega-3 são nutrientes essenciais que ajudam a regular a coagulação normal do sangue. A maioria das pessoas acredita que para receber ácidos graxos ômega-3, devem consumir uma dieta rica em peixes.

Embora o peixe seja uma fonte de ácidos graxos ômega-3, você também pode encontrá-lo em muitos vegetais, incluindo couve-de-bruxelas, couve, espinafre e alface em salada. As fontes vegetais de ômega-3 são sementes de linhaça, sementes de girassol, óleo de canola, óleo de milho e soja.

Vitamina E

Manga

Um estudo publicado em 2011 na revista “Thrombosis Research” examinou os efeitos da vitamina E sobre a formação de coágulos sanguíneos. O que os pesquisadores descobriram é que esta vitamina é capaz de inibir as plaquetas, as células responsáveis ​​pela coagulação e, portanto, funciona como um anticoagulante natural. De acordo com o Escritório de Suplementos Dietéticos, a vitamina E pode ser encontrada em uma variedade de óleos, assim como em espinafre, brócolis, kiwis, mangas e tomates.

Álcool

O álcool é um potente anticoagulante. O mecanismo dele gera uma redução na agregação plaquetária; níveis reduzidos de fibrinogênio, que é um coágulo de sangue; e o aumento da fibrinólise, o processo pelo qual os coágulos sanguíneos se dissolvem.

Alimentos que devem ser evitados

Brócolis

Alimentos ricos em vitamina K estimulam a formação de coágulos. Portanto, pessoas suscetíveis à trombose devem evitar consumi-los. Alimentos ricos em vitamina K incluem vegetais de folhas verdes. Também a couve, o espinafre, o brócolis, a alface e os espargos; assim como algumas frutas, como pêssegos e bananas.

Considerações gerais

A grande questão é: como podemos evitar nos tornarmos um paciente ou, pior, uma estatística?

A abordagem farmacêutica é tomar uma dose baixa de aspirina diariamente para diluir o sangue. Mas a natureza nos deu uma grande ajuda para fazer o sangue se diluir convenientemente e combater a coagulação sanguínea inadequada.

Uma das opções naturais mais utilizadas é o óleo de peixe de bacalhau. Outras alternativas são encontradas em certas plantas, como a família Allium de ervas (alho e cebola) porque elas contêm enxofre e são eficazes no tratamento de problemas de pressão arterial.

O alho é anti-inflamatório, reduz o colesterol, relaxa os vasos sanguíneos e reduz a aglutinação das plaquetas.

O açafrão, ou cúrcuma, combate a inflamação e a formação de placas perigosas. Por sua vez, o gengibre promove a circulação, diminui a pressão arterial elevada e desencoraja a formação de coágulos.

Emboras as frutas e vegetais façam parte de uma dieta equilibrada, os excessos podem causar complicações. Se você está se tratando com anticoagulantes, deve evitar os alimentos acima mencionados. Não se esqueça de informar ao médico sobre os medicamentos que você toma e qual é a sua dieta habitual.