Sintomas de desgaste nos joelhos

· 29 de janeiro de 2015
Podemos sentir fisgadas quando subimos as escadas ou estalos e ruídos nos joelhos de vez em quando. A artrose também pode fazer com que o joelho se inflame ou até se deforme.

Sabemos que o desgaste nos joelhos é uma doença crônica muito dolorosa e incapacitante, por isso a longo prazo é possível passar por uma operação para finalmente usarmos uma prótese de joelho.

A prevenção e hábitos de vida adequados são fundamentais, por isso leia este artigo e conheça os sintomas desta afecção.

Quais são as causas do desgaste nos joelhos?

O desgaste nos joelhos é devido à artrose. Em muitos casos o fator genético e hereditário predispõe, como assim também a obesidade ou um peso muito elevado, pois os joelhos acabam ficando sobrecarregados. Mas, dentro deste problema articular, existem casos cuja origem ainda é desconhecida.

Podem existir alterações dentro das células da cartilagem articular, uma alteração dos chamados condrócitos e do osso subcondral, que origina uma falta de resistência à pressão e de elasticidade da cartilagem, que vai se deteriorando e diminuindo.

Além disso, também não podemos ignorar a artrose relacionada com o envelhecimento, onde a saúde da cartilagem sofre mudanças degenerativas.

Outra das causas pode ser, por exemplo, uma lesão e inclusive uma anomalia prévia da própria articulação. É o que se conhece como artrose secundária de joelho e acontece basicamente por lesões no menisco, fraturas e problemas nas articulações por exigir demais delas, como no caso de atletas ou pela obesidade.

Leia também: Como controlar a artrose?

Veja agora seus sintomas mais indicativos:

Sintomas do desgaste nos joelhos

Desgaste nos joelhos

  • Dor ao ficar muito tempo em pé, sentimos fisgadas súbitas;
  • Dificuldade para andar por áreas com pedras ou com desníveis, como caminhar por uma fazenda, por exemplo;
  • Súbitas fisgadas ao subir escadas. Isso pode fazer com que você dê um passo em falso;
  • Dor ao levantar após estar muito tempo sentado;
  • Súbitos “rangidos” nos joelhos;
  • Em determinados casos, é possível sentir como se o joelho estivesse inflamado. Mas, tenha cuidado, saiba diferenciar uma inflamação de uma simples retenção de líquidos. Na inflamação existe inchaço e vermelhidão, e somente um dos joelhos estará inflamado, os pés e as pernas não;
  • Em etapas mais avançadas, pode aparecer inclusive uma ligeira deformação, como uma mudança no alinhamento do joelho, geralmente em direção ao interior das pernas.

    E por que isso acontece? Basicamente porque o joelho deforma pela reação do osso articular ante a artrose, logo, forma-se uma espécie de borda na articulação que recebe o nome de osteófito.

Podemos prevenir o desgaste do joelho?

A alimentação pode prevenir o desgaste nos joelhos

Uma vez diagnosticado o desgaste nos joelhos, a nossa vida deve mudar de rumo. É preciso tratar a consequente dor com medicação e com as indicações prescritas.

Não devemos expor o joelho a muitas atividades como longas caminhadas. Assim, é melhor fazer caminhadas curtas e com seus respectivos descansos.

Leia também: Caminhada diária para manter a forma física.

Muitas pessoas vivem muitos anos com o desgaste nos joelhos até que chegam a uma idade avançada, então optam por uma prótese. No entanto, a prótese tem uma vida limitada, por isso existe a alternativa de realizar a cirurgia em idades avançadas. Enquanto isso, tente viver da melhor forma possível.

Daí a importância de prevenir o desgaste no joelho. Talvez você tenha antecedentes hereditários, e é possível que ao longo de sua vida você tenha tido problemas nos ossos e nas articulações.

Porém, um aspecto tem que ficar claro: a cartilagem sempre pode se regenerar e uma vida saudável pode prevenir o avanço do desgaste e inclusive sua aparição.

Aspectos mais relevantes:

  • Mantenha um peso saudável, evite aqueles quilos extras que sobrecarregam os joelhos;
  • Cuide de seu sistema imune, eleve sua dose de cálcio, fósforo e, principalmente de magnésio. É ideal se acostumar a consumir frutas e verduras frescas, e frutos secos. Peça ao seu médico para que ele lhe receite complementos ricos em magnésio, por exemplo.
  • Siga uma dieta para renovar a cartilagem, com os legumes, bacalhau, levedura de cerveja, gelatina, ovos. A vitamina C também é importante. Ela está presente em frutas como o limão, a laranja e o kiwi, por exemplo.
  • Um dos esportes mais apropriados para a saúde articular é a natação. Por isso, vamos lá! Vale a pena seguir estes simples conselhos.