Sintomas da apendicite nas crianças

· 10 de junho de 2018
A apendicite é uma doença comum nas crianças e adolescentes e é uma das principais causas de visita à urgência. A recomendação básica é procurar um médico ao aparecerem os sintomas

A apendicite em crianças é uma doença comum. Se produz pela inflamação do apêndice, uma pequena estrutura tubular que se encontra aderida ao cólon. A inflamação do apêndice é uma das causas mais frequentes de cirurgia abdominal de emergência em crianças e adolescentes.

Pode ocorrer em crianças e adolescentes de todas as idades, ainda que sejam raros os casos que afeta crianças menores de 2 anos. Os sintomas mais comuns variam de acordo com a idade do doente, mas qualquer médico pode dar um diagnóstico certo e tomar a decisão de fazer a necessária cirurgia.

Por que a apendicite aparece?

Dor do lado direito do abdome pode ser um dos sintomas da apendicite nas crianças

O apêndice pode ser obstruído por várias razões:

  • Presença de uma massa de matéria fecal dura e seca, que se denomina fecaloma.
  • Inflamação dos gânglios linfáticos dos intestinos.
  • Presença de parasitas.

Quando o apêndice se obstrui, inflama e aparece o primeiro sintoma: a dor. Neste momento as bactérias das fezes se reproduzem em seu interior de forma acelerada. O apêndice se infecta e se não for extirpado a tempo, pode se romper, o que compromete gravemente a saúde, inclusive a vida, da criança.

Principais sintomas da apendicite em crianças

Como o apêndice varia de tamanho e de localização de uma pessoa a outra, em certos casos a apendicite em crianças apresenta sintomas diferentes e variáveis. Porém, como são sintomas bastante comuns, podem ser associados a outras doenças, desde uma simples indigestão a algo mais complexo.

Nem sempre aparecem todos os sintomas. Por este motivo, quando aparecerem uma combinação destes mal-estares, deve-se procurar um médico porque é o que tem a experiência para diagnosticar a apendicite em crianças.

Entre 24 e 72 horas depois do aparecimento dos sintomas o apêndice pode arrebentar, por isso que devemos levar a apendicite muito a sério.

Sintomas mais comuns

1. Dor abdominal

É o sintoma mais comum. A dor que se localiza ao redor do umbigo e depois migra para a zona inferior direita do ventre.

Piora ao exercer uma pressão leve, com a respiração profunda ou ao se mover. Também pode existir rigidez nos músculos abdominais ou dor ao evacuar ou urinar.

2. Vômitos e perda do apetite

Enjoos, náuseas, vômitos e perda do apetite costumam vir juntos quando existe uma apendicite.

Como são sintomas comuns a outras doenças, ao estarem associados com a dor localizada, pode-se relacionar com a apendicite em crianças.

Cólicas podem ser um dos sintomas da apendicite nas crianças

3. Leucocitose

Quando há uma inflamação ou o início de uma infecção, o organismo se defende criando mais glóbulos brancos.

Ao fazer um exame de laboratório se evidencia o aumento do número de leucócitos no hemograma.

Sintomas menos frequentes

4. Febre

Nas primeiras horas de evolução da doença pode aparecer a febre, principalmente em crianças, ainda que não seja comum. Pode aparecer uma febre alta quando a inflamação tenha avançado e o apêndice tenha sido perfurado, com isso o material fecal passa para o abdômen.

5. Diarreia ou prisão de ventre

Não são sintomas frequentes, mas podem aparecer. A diarreia não é a usual evacuação profusa e líquida: é em pequenas quantidades e apresenta muco.

A prisão de ventre não é típica, mas pode formar parte do quadro.

6. Distensão abdominal

O abdômen inchado ou distendido se manifesta em poucos casos de bebês ou em crianças pequenas com apendicite.

Como são os sintomas de acordo com a idade?

Dor abdominal pode ser um dos sintomas da apendicite nas crianças

Quando o apêndice de crianças entre 5 e 12 anos e adolescentes se inflama, os sintomas costumam ser o mesmos que os dos adultos: dor abdominal, vômitos e perda do apetite.

  • A apendicite em bebês com menos de um ano é muito rara. O principal sintoma é a distensão abdominal. Em segundo lugar se apresentam os vômitos e a falta de apetite. É difícil determinar se existe dor, já que a criança não pode indicá-la.

Como o tubo do apêndice é tão pequeno é difícil que se apresente a obstrução e inflamação.

  • Em crianças entre 1 e 5 anos a apendicite não é frequente. Quando ocorre, os principais sintomas são dor, febre e vômitos. Destaca-se que quando se pressiona o abdômen e quando este se descomprime, a criança se queixa de uma dor intensa.
  • Em crianças entre 5 e 12 anos, pode ser que não apareça a típica migração da dor do centro do abdômen para a parte inferior direita. Algumas crianças apresentam febre e poucos têm diarreia.

Leia também: 5 sinais iminentes de uma possível apendicite

A solução: procurar um médico

A apendicite somente se trata extraindo o apêndice mediante uma cirurgia (apendicectomia), que não deveria ter maiores complicações. Não existe nenhum tratamento caseiro ou remédio natural para tratar ou desinflamar o apêndice.

Se o apêndice infectado não for extirpado pode arrebentar e disseminar as bactérias. A infecção ocasionada pela ruptura do apêndice é muito grave, pode formar um abscesso (uma infecção de pus) ou se espalhar por todo abdômen (o que se denomina peritonite).

É raro que um médico não possa dar um diagnóstico certo de apendicite em crianças, a menos que haja um padrão anormal de dor, ou quando a criança pequena não possa descrever bem os sintomas.

A apendicectomia é um procedimento regular e depois de dois ou três dias de hospitalização, o pequeno voltará para casa.