O que é a síndrome de deficiência de testosterona?

25 Maio, 2020
Entre as patologias que podem afetar significativamente as relações sexuais do casal, está o chamado déficit de testosterona. Trata-se de uma patologia que pode ter várias causas e consequências importantes.

A síndrome de deficiência de testosterona (SDT) é o nome pelo qual a patologia causada por um baixo nível desse hormônio é conhecida. As pessoas costumam confundir seus sintomas com os do envelhecimento. Portanto, é muito importante fazer um check-up médico que permita o diagnóstico correto.

Anteriormente, a deficiência de testosterona estava associada à idade. É verdade que a partir dos 50 anos esse hormônio começa a cair. No entanto, foi provado que os homens podem ter essa síndrome desde muito cedo.

Sua influência não ocorre apenas na função sexual, pois ela afeta grande parte da saúde geral. Daí a grande variedade de sintomas que podem surgir. 

Quais são os sintomas da síndrome de deficiência de testosterona?

Homem com disfunção erétil
A testosterona desempenha um papel essencial na vida sexual de um homem, além de afetar seriamente outros sistemas do seu organismo.

O hormônio sexual masculino e seus metabólitos funcionam em diferentes órgãos. Por esse motivo, os sintomas são altamente variáveis. Alguns podem passar despercebidos ou causar um leve desconforto, enquanto outros são mais graves:

  • Diminuição do desejo sexual
  • Disfunção erétil
  • Fadiga e queda de energia
  • Diminuição da densidade mineral óssea
  • Queda de pelos no corpo
  • Dificuldades cognitivas e de memória
  • Aumento da massa gorda
  • Alterações metabólicas e na sensibilidade à insulina

Um diagnóstico correto é feito através de um exame de sangue que mostra os níveis de testosterona do homem. Um baixo nível deste hormônio, juntamente com uma avaliação dos sintomas, é o que permite ao profissional de saúde diagnosticar o problema.

Leia também: 2 problemas sexuais masculinos e como agir

Existe um tratamento para a síndrome de deficiência de testosterona?

O tratamento é muito simples e permite alcançar resultados positivos em pouco tempoÉ indicado um suplemento do hormônio que pode ser administrado por via intramuscular ou através de um gel aplicado à pele.

Os sintomas mais leves desaparecem ou são aliviados nas primeiras semanas. Outros mais sérios podem levar até três meses. Tudo depende de quanto tempo a pessoa leva para atingir seu nível normal de testosterona. No entanto, em todos os casos, o problema é tratável após o diagnóstico.

A qualidade de vida dos homens melhora significativamente com o tratamento simples. O corpo começa a alcançar um equilíbrio em seus processos de regulação da gordura, insulina e desenvolvimento muscular. Por sua vez, o humor e a autoestima também melhoram.

Você pode se interessar em saber: Como aumentar o volume de sêmen

Quais podem ser as consequências de um déficit de testosterona não tratado?

Baixo nível de testosterona
Fadiga e cansaço são os primeiros sintomas observáveis que podem influenciar as relações pessoais e a qualidade de vida do paciente.

Conforme indicado pelos sintomas, existem vários problemas causados ​​por uma deficiência de testosterona, principalmente em pessoas de idade avançadaAs dificuldades físicas e psicológicas são consequências de um declínio significativo desse hormônio sexual masculino.

Aqui estão algumas consequências que costumam ocorrer:

  • Perda de energia e fadiga que modificam o ritmo de vida do paciente. O corpo não consegue responder como normalmente.
  • Diminuição da força, produto da diminuição da massa muscular. Os homens começam a se sentir fracos.
  • Disfunções sexuais como perda de libido ou da ereção, que causam problemas de relacionamento.
  • Problemas sociais e de trabalho associados a mudanças de humor.
  • Depressão e outras patologias psicológicas.
  • Outras doenças, como diabetes, distúrbios cardiovasculares ou fraturas por deficiência de minerais ósseos, começam a aparecer.

Importância da testosterona na vida de um homem

A testosterona é produzida pelos testículos. A SDT é causada por uma produção baixa ou inexistente desse hormônio ou por uma resposta fraca a ele. Ambas as razões são revertidas com bons hábitos alimentares, uma rotina de exercícios e tratamento clínico.

Equilibrar os níveis hormonais é essencial para ter uma boa qualidade de vida, pois isso favorece não apenas a atividade sexual e o desejo, mas também regula outros processos corporais. Seu controle é muito importante para prevenir doenças.

Finalmente, as relações pessoais também são influenciadas. No trabalho ou em ambientes pessoais, o humor é um aspecto importantíssimo. Quando a testosterona diminui, ocorrem alterações que o afetam negativamente.

  • Manuel Gil Salom y Jose María Martínez Jabaloyas. Servicio de Urología. Hospital Universitario Doctor Peset. Valencia. 2010. SÍNDROME DE DÉFICIT DE TESTOSTERONA Y DISFUNCIÓN ERÉCTIL. Extraído de: http://scielo.isciii.es/pdf/urol/v63n8/12.pdf
  • Servicio Navarro de Salud. 2012. Envecimiento y síndrome de déficit de testosterona. Extraído de: https://www.navarra.es/NR/rdonlyres/0220315B-65F6-44DA-A97A-7B1810DD2B39/237520/Bit_v20n5.pdf