Você está preocupado com a saúde do seu cérebro? Descubra seis maus hábitos que podem afetá-la

· 5 de setembro de 2017
Embora não se relacionem, há certos hábitos que podemos não considerar prejudiciais e que, no entanto, causam muitos danos para a saúde do nosso cérebro e nossas habilidades cognitivas.

Apesar de estarem cientes da importância da saúde do cérebro, muitos não têm consciência de que certos hábitos podem promover desgaste e causar várias doenças.

Enquanto doenças cognitivas estão relacionadas a fatores genéticos e à idade, algumas práticas diárias também podem influenciar em seu aparecimento.

O problema é que muitos não sabem como cuidar deste órgão e, apesar das recomendações, mantêm certos hábitos que aceleram o envelhecimento.

Como resultado, ocorrem danos aos neurônios e tecido cerebral, afetando suas habilidades, que envolvem as funções essenciais para ter uma boa qualidade de vida.

Por isso, é essencial descobrir quais hábitos o afetam e como podem ser evitados para reduzir o risco.

1. Consumir açúcar em excesso é prejudicial para o cérebro

O açúcar pode ser prejudicial para o cérebro

O consumo excessivo de açúcar refinado está relacionado com a tendência a desenvolver doenças metabólicas e cerebrais.

Este ingrediente, presente em muitos alimentos, reduz a produção de substâncias químicas no cérebro e, ao longo do tempo, afeta suas funções.

Sua ingestão diária é listada como uma das causas de ansiedade, depressão e demência.

Veja também:  5 estratégias pessoais para canalizar e aliviar a ansiedade em 15 dias

Recomendações

  • Escolha adoçantes naturais como mel, açúcar de coco ou estévia.
  • Verifique os rótulos dos alimentos e opte por alternativas com baixo teor de açúcar.

2. Pular o café da manhã

O consumo diário de um café da manhã saudável é um dos hábitos essenciais para manter um cérebro forte, saudável e jovem.

Esta refeição, que é uma das mais importante do dia, dá ao corpo uma grande quantidade de nutrientes essenciais que lhe permitem permanecer ativo durante todo o dia.

Ignorá-la ou substituí-la por escolhas pouco saudáveis ​​pode aumentar o risco de problemas metabólicos, emocionais e de memória.

Além disso, como o nível de energia é afetado, a atividade dos neurônios diminui e a concentração torna-se difícil.

Recomendações

Planeje seu café da manhã semanalmente, e certifique-se que contenha fontes de:

  • Vitaminas.
  • Minerais.
  • Fibra dietética.
  • Proteína.
  • Ácidos graxos ômega 3
  • Antioxidantes.

3. Fumar

Fumar pode ser prejudicial para o cérebro

Os fumantes são expostos a uma grande quantidade de toxinas que, com o tempo, afetam os tecidos de muitos órgãos.

Estas substâncias tóxicas aceleram o processo de envelhecimento celular e também aumentam o risco de câncer, interferindo nas funções cognitivas.

Essas consequências também afetam os fumantes passivos, que podem desenvolver doenças como demência e mal de Alzheimer.

Recomendações

  • Pare o mais cedo possível o consumo de cigarros, e adote hábitos saudáveis ​​para controlar a ansiedade.
  • Evite a exposição à fumaça do cigarro.

Recomendamos que você leia:  Deixar de fumar: 3 remédios simples para começar o dia e combater a síndrome de abstinência

4. Não consumir água suficiente

O consumo insuficiente de água é um dos fatores que influenciam na deterioração prematura dos tecidos cerebrais.

A desidratação diminui os níveis de energia, afeta o humor e reduz a concentração.

Isto porque o cérebro é constituído em grande parte por água, o que faz com que sua diminuição perturbe as suas funções.

Além disso, a falta de líquido afeta a saúde do sistema circulatório e, portanto, interfere no processo de oxigenação das células cerebrais.

 Sugestões

  • Consuma entre 6 a 8 copos de água por dia.
  • Aumente o consumo de frutas e vegetais ricos em água.
  • Opte por preparar infusões, sucos e outras bebidas naturais.

5. Dormir pouco

Dormir pouco pode ser prejudicial para o cérebro

Ter uma má qualidade de sono diminui a produtividade física e mental e, de fato, afeta a saúde emocional.

Quando o corpo não descansa por um tempo suficiente, as funções do lóbulo frontal são reduzidas e isso afeta o pensamento criativo.

Por sua vez, aumenta a liberação de hormônios do estresse e diminui a capacidade de resolver problemas cotidianos.

Sugestões

  • Durma em um ambiente calmo, nunca menos do que 8 horas.
  • Evite o uso de dispositivos eletrônicos antes de dormir.
  • Faça uma refeição leve no jantar, 2 ou 3 horas antes de deitar.

Veja também:  7 modos de começar bem o dia para combater o estresse e ansiedade

6. Estar exposto a ambientes poluídos

Para realizar todas as suas funções sem problemas, o cérebro precisa de um fornecimento contínuo de oxigênio, que permite que você mantenha seu nível de energia.

No entanto, devido ao ambiente poluído, os intercâmbios gasosos são afetados e o transporte de oxigênio pode ter dificuldades para chegar até as células.

Isso diminui a eficiência do trabalho cognitivo e, incidentalmente, aumenta o risco de distúrbios como a demência. 

Sugestões

  • Evite ambientes muito poluídos e, caso precise se expor, tome medidas preventivas.
  • Tente ir para áreas verdes, nas quais seja possível respirar ar fresco.

Como acabamos de observar, embora alguns hábitos pareçam inofensivos, na verdade, eles podem levar a diversas consequências para a saúde do seu cérebro.

Tente evitá-los ao máximo e siga as recomendações dadas.