5 estratégias pessoais para canalizar e aliviar a ansiedade em 15 dias

· 29 de junho de 2017
O exercício físico e a meditação podem ser dois pilares muito úteis na hora de combater a ansiedade e encontrar essa calma adequada que nos ajuda a nos sentirmos melhor.

A ansiedade, em qualquer uma de suas tipologias, é vivida por parte de seus protagonistas de um modo intenso, devastador e imprevisível.

Há quem a defina como um monstro, como um inquilino incômodo que, de vez em quando, visita nossa mente para derrubá-la, para assumir o controle de nossa realidade e desafiná-la.

Assim, ela é capaz de nos tirar o ar, o equilíbrio e nossa capacidade de nos sentirmos competentes em cada lugar em que vamos.

Os pensamentos, em ocasiões, agem como nossos verdadeiros inimigos.

Isto é algo que podemos descobrir já na adolescência, até o ponto de chegarmos à maturidade sentindo a esfera de uma mente que oscila entre épocas de tranquilidade e momentos de depressão.

Não é fácil assumir o controle e nem prever em que momento nosso cérebro vai antecipar um ameaça, para depois, desencadear essa resposta intensa marcada por um aumento da adrenalina.

As palpitações, a aceleração do coração, o suor frio, a negatividade e os pensamentos catastróficos costumam ser as respostas mais comuns.

Hoje, aqui em nosso espaço, proporemos 5 estratégias importantes nesse processo para que você pense nelas com carinho e no melhor das hipóteses, as aplique.

São fáceis de realizar e você só precisa de uma dose de vontade e outra mais adequada de perseverança: depois de 15 dias você vai sentir os resultados. Confira.

1. Crie novas rotinas

Caminhar ajuda a controlar a ansiedade

As rotinas são adequadas para reduzir o impacto da ansiedade e de sua aparição. Ajudam a nos sentirmos seguros, a anteciparmos ao que pode acontecer em cada momento e, antes de tudo, a distribuir o tempo em períodos de trabalho e de ócio.

  • Um dos instantes mais complexos para pessoas que sofrem de ansiedade são os momentos centrais do dia, quando estão enfrentando a cada uma de suas responsabilidades.
  • Para enfrentá-las melhor será muito adequado iniciar o dia com alguns exercícios de meditação ou ioga. É um modo sensacional de apaziguar a mente, de acalmá-la.
  • Em suas rotinas você deve estabelecer no fim do dia algumas horas de descanso para relaxar. Será ideal sair para caminhar, fazer natação ou, simplesmente, relaxar pintando algumas mandalas ou lendo um livro.

Leia também: A magia das mandalas para aliviar o estresse

2. Aprenda a racionalizar

Escrever ajuda a controlar a ansiedade

Ninguém pode enfrentar seus medos se não os conhece, não os delimita e nem os identifica primeiro.

  • É necessário que realizemos um processo de reflexão e introspecção adequado, onde enumeremos o que nos preocupa, o que nos tira a calma e o que nos confunde.
  • Considere que, em ocasiões, os autênticos problemas são camuflados com emoções adjacentes, como um emaranhado confuso e caótico de sensações.
  • Pense que sensações tais como “sinto raiva, tenho medo, estou chateado com o mundo”, podem esconder problemas como: não gosto do meu corpo, sinto-me machucado por um relacionamento ou minha infância traumática ainda me define…

É preciso identificar o problema central.

3. Alguém com quem falar

Falar com alguém ajuda a controlar a ansiedade

Todos precisamos de alguém com quem falar, com quem desabafar e, antes de tudo, com quem sintamos que somos escutados e entendidos.

  • É necessário que você preste bastante atenção com quem decide compartilhar tempo cada vez que notar o demônio da ansiedade começando a rondar.
  • Procure por alguém que não o julgue, nem que diga “é que você enxerga tudo de forma extrema, você é exagerado…”.
  • Você não precisa ser julgado e nem que reforcem ainda mais suas emoções negativas.
  • O que procuramos é calma e equilíbrio, que nos ajudem a racionalizar nossas inquietudes, medos e que acalmem nossos pensamentos obsessivos.

4. Mindfulness na vida cotidiana

Alimento para controlar a ansiedade

mindfulness é uma filosofia de vida baseada, antes de tudo, na prática da meditação.

Porém, inclui muito mais enfoque que nos permita canalizar a ansiedade de um modo muito útil, sempre e quando investimos tempo e vontade.

  • mindfulness nos ensina a levar uma vida mais presente, por isso temos de ser conscientes de nossas necessidades atuais.
  • Nos conecta com a realidade que nos rodeia, no “aqui e no agora”, por isso não há porque antecipar as coisas que ainda não aconteceram, como ocorre com a ansiedade.
  • mindfulness nos propõe aprender a comer melhor, de forma relaxada, sem estímulos.
  • Nos ensina a relaxar, a conectarmos mente e corpo, aproveitarmos as oportunidades que nos envolvem sem adiantar os fatos negativos.

5. Frases que devo dizer a mim mesmo para acalmar minha ansiedade

A meditação controla a ansiedade

Ter em nosso dia a dia uma série de frases com as quais nos concentramos e com as que encontramos um ponto de necessário equilíbrio dentro de nós é, sem dúvidas, uma boa estratégia para canalizar nossa ansiedade.

Deixaremos aqui alguns exemplos simples:

  • Eu tenho o controle, nada ruim vai acontecer, minha mente está em calma e meu coração bate devagar, relaxado e sem pressa.
  • Tudo está bem, estou calma. Sou dona da minha mente, sou artesã das minhas emoções, capitã do meu coração: nada vai me superar.
  • Estou bem, nada me confunde. Sinto-me bem, nada e nem ninguém vai me tirar a paz. Eu sou importante, me amo, me respeito e agora só preciso de calma.

Não deixe de pôr estes conselhos em prática. Serão de grande utilidade.

 

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com