Fortalecer o coração e se desintoxicar naturalmente

Além de ter propriedades desintoxicantes, este remédio é muito benéfico para aquelas pessoas que possuem problemas de circulação, pois é um potente anticoagulante e por essa razão previne a formação de trombos.
Fortalecer o coração e se desintoxicar naturalmente

Última atualização: 16 Novembro, 2018

Porque fortalecer o coração e desintoxicar o corpo de forma natural? Para obter a resposta, continue com a gente neste artigo completo e esclarecedor!

Gozar de uma boa saúde cardíaca envolve levar um estilo de vida saudável, baseado em uma alimentação balanceada e praticar regularmente atividade física.

Infelizmente, na atualidade muitas pessoas não são conscientes da importância de ter bons hábitos. E isso não somente para proteger seu coração, mas também para todos os sistemas do corpo.

A má alimentação e o sedentarismo estão provocando uma intoxicação no organismo. Esta, por sua vez, pode desencadear doenças crônicas a médio e longo prazo.

Por esta razão, já faz um tempo que se promove diferentes remédios depurativos para eliminar dejetos do corpo e proteger os órgãos vitais. Isso inclui o complexo sistema cardiovascular.

Assim, nesta ocasião, queremos compartilhar um interessante remédio natural. Ele é perfeito para desintoxicar o corpo e fortalecer o coração. Se trata de uma receita que utiliza somente dois ingredientes para fazer um poderoso desintoxicante. Você gostaria de saber do que se trata? Então confira.

Remédio natural de limão e pimenta caiena

A combinação de ingredientes naturais como o limão e a pimenta caiena criam uma bebida medicinal com uma ação desintoxicante capaz de eliminar os rejeitos que se acumulam no sangue e em vários órgãos importantes do organismo. E, além disso, capaz de fortalecer o coração como uma das consequências.

O limão é famoso por sua capacidade para regular o pH do sangue ao possuir um suave efeito alcalino. Além disso, também tem propriedades depurativas e descongestionantes que apoiam a purificação do corpo para prevenir diferentes infecções e transtornos de saúde.

Por sua vez, a pimenta caiena é valorizada por sua ação analgésica e anti-inflamatória. Ela é capaz de aliviar diferentes dores e regular o processo inflamatório do organismo.

Para ser mais conscientes do efeito que este remédio natural possui, destacamos os benefícios de seus componentes.

Benefícios do limão
Limao

Além de ser uma fruta rica em antioxidantes e fibra, o limão é um alimento alcalino que reduz a acidez do corpo. Inclusive, essa acidez é responsável pelo desenvolvimento de muitas doenças leves e crônicas.

Seus nutrientes ajudam a equilibrar o metabolismo celular. Com isso se melhora a capacidade para queimar gorduras e reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Por seu alto teor de potássio e magnésio, o limão, contribui a normalizar a pressão sanguínea, reduzindo o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC).

Além disso, contém quantidades significativas de bioflavonoides, substâncias antioxidantes que fortalecem os vasos sanguíneos e conseguem fortalecer o coração.

Benefícios da pimenta caiena
Pimienta-caiena

Utilizada como especiaria no preparo de muitas receitas, a pimenta de caiena tem ganhado um lugar muito especial no catálogo de medicinas alternativas naturais.

Seu composto ativo,capsaicina, responsável por seu sabor picante, oferece importantes benefícios sobre a saúde cardiovascular que valem a pena aproveitar.

Por exemplo, age como um estimulante do sistema circulatório, ideal para prevenir a formação de coágulos e tromboses, causas principais de patologias cardíacas graves.

Seus nutrientes ajudam a nutrir as células das artérias, veias e capilares para que mantenham sua elasticidade e não dificultem a circulação do sangue.

Por isso mesmo, pode reduzir a pressão sanguínea elevada para que o coração não tenha dificuldades ao bombear o sangue para todo o corpo.

Como preparar este remédio natural para fortalecer o coração e se desintoxicar?
Agua-com-limao

Por ser um ingrediente tão utilizado na cozinha, é muito provável que conte com ele na sua dispensa.

A preparação do remédio é bastante simples e o ideal é fazê-lo todos os dias para que suas propriedades atuem de forma eficaz.

Ingredientes

  • 1 limão
  • 1 colher de chá de pimenta caiena (5 g)
  • ½ copo de água (100 ml)

Preparo

  • Coloque para ferver ½ copo de água e deixe repousar até que alcance a temperatura ambiente.
  • Adicione o suco de um limão, a colher de pimenta de caiena e misture tudo para que fique bem integrado.

Modo de consumo

  • Deve ser ingerido logo em seguida, preferencialmente em jejum.
  • Como se trata de uma desintoxicação, sua ingestão deve ser diária durante um mês seguido.
  • Pode-se utilizar deste método até 3 vezes ao ano.

Contraindicações

Este remédio está contraindicado para aquelas pessoas que consumem medicamentos anticoagulantes, como aspirina.

Algumas pessoas podem sofrer reações alérgicas à pimenta caiena, em especial se também sofrem este mesmo efeito com os abacates, bananas, castanhas ou kiwis.

Para finalizar… Por motivo algum, deve-se exceder a quantidade aconselhada de pimenta. Afinal, a capsaicina em excesso pode causar dano renal e hepático.

Pode interessar a você...
9 truques para fortalecer o coração
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
9 truques para fortalecer o coração

É importante fortalecer o coração pois trata-se do músculo mais importante que temos. Saiba o que podemos fazer para alcançar este objetivo.



  • Schaup, F., & Luchsinger, P. (1956). American Heart Association. Cardiology (Switzerland). https://doi.org/10.1037/pap0000114
  • Šarabon, N., Löfler, S., Cvecka, J., Hübl, W., & Zampieri, S. (2018). Acute effect of different concentrations of cayenne pepper cataplasm on sensory-motor functions and serum levels of inflammation-related biomarkers in healthy subjects. European Journal of Translational Myology. https://doi.org/10.4081/ejtm.2018.7333
  • Reyes- Escogido, Gonzalez-Mondragon y Vazquez-Tzompantzi. Chemical and Pharmacological Aspects of Capsaicin. Molecules 2011, 16, 1253-1270; doi:10.3390/molecules16021253