Por que os trabalhos manuais são excelentes para o cérebro

Com os trabalhos manuais ativamos o cérebro para que possamos evitar transtornos cognitivos leves, uma vez que eles favorecem o relaxamento psicomotor e a coordenação.

Fazer trabalhos manuais é um passatempo muito interessante com o qual podemos exercitar o cérebro e um conjunto de habilidades cruciais para as atividades que fazemos todos os dias.

Está provado que são uma grande terapia para combater o estresse e a depressão, uma vez que aumentam a sensação de bem-estar e promovem o relaxamento.

Sua prática regular melhora o desenvolvimento de habilidades motoras finas, criatividade e até mesmo a autoconfiança e a autoestima.

Além disso, é uma maneira de sair da rotina diária e de se desconcentrar dos problemas que nos causam angústia, ansiedade e outras emoções pouco saudáveis.

Passar alguns minutos por dia tecendo, pintando, desenhando ou fazendo qualquer outra atividade artística manual é considerado um tipo de “manutenção do cérebro”.

Embora muitos ignorem isso, o cérebro é o que mais tira benefícios das habilidades necessárias para realizá-los.

No espaço abaixo queremos destacar os principais benefícios e razões para começarmos a nos dedicar aos trabalhos manuais.

Quais são os benefícios dos trabalhos manuais para o cérebro?cerebro-criatividade

O artesanato é uma terapia relaxante que ajuda a melhorar a saúde mental, o bem-estar e a atividade cerebral.

Aqueles que os praticam regularmente se concentram com mais facilidade e aumentam sua capacidade criativa e imaginativa.

Em um levantamento realizado pela Betsan Corkhill com 3545 artesãos, permitiu-se concluir que o artesanato e os jogos mentais têm qualidades que são benéficas para o desenvolvimento do cérebro e da saúde emocional.

Tais tarefas melhoram o humor e a comunicação social, ajudando a construir a confiança.

Isso é porque levam ao relaxamento e impõem um desafio para o cérebro, que tem que trabalhar para resolvê-los da melhor maneira.

Na prática, os cinco sentidos são aguçados e as habilidades motoras são fortalecidas, especialmente nas mãos.

De acordo com dados da pesquisa, 50% dos entrevistados disseram que tecer aumenta seu sentimento de felicidade e relaxamento.

Além disso, a maioria concordou que a prática os ajuda a reduzir o estresse e aumenta sua capacidade criativa.trabalhos-manuais

O estudo encontrou uma relação significativa entre a quantidade de vezes da prática da atividade manual e o humor do indivíduo.

Os artesãos que fazem o seu trabalho três ou mais vezes por semana se sentem mais calmos, felizes e menos ansiosos do que aqueles que fazem menos.

Este tipo de trabalho envolve a concentração no desafio proposto e, ao mesmo tempo, pensamentos internos em uma única tarefa.

Por outro lado, ajuda a ter mais paciência no momento de desenvolver um projeto e querer alcançar um objetivo. A pessoa se torna mais persistente e aumenta sua segurança para superar os obstáculos.

Os trabalhos manuais como  treinamento para o cérebro

neuronios-cerebro

Em outro estudo publicado na revista Neurology concluiu que a atividade artística pode reduzir o risco de comprometimento cognitivo leve.

Os cientistas queriam saber se era possível evitar essa condição à medida que se dá o processo de envelhecimento, e os resultados foram surpreendentes.

Indivíduos que pintaram, esculpiram, fotografaram e desenharam na meia e terceira idade eram 73% menos propensos a desenvolver transtorno cognitivo leve do que aqueles que não o fizeram.

Aqueles que praticavam artesanato reduziram seu risco de demência em até 45% em comparação com aqueles que não praticavam essas atividades.

Em suma, o artesanato beneficia o cérebro porque:

  • Representa um desafio mental e conduz à resolução de problemas.
  • Melhora as conexões sociais.
  • Aumenta a concentração
  • Promove o desenvolvimento da coordenação, percepção espacial e habilidades motoras finas.
  • Serve para aprender e ensinar.
  • Concentra a atenção ou pensamentos em um único trabalho.
  • Incentiva a imaginação e a criatividade.
  • Protege a memória e reduz o risco de deficiência mental.
  • Facilita a aprendizagem e as técnicas de  relaxamento, meditação e ritmo.
  • Serve como tratamento para a depressão ou o estresse.

Por tudo o acima mencionado, podemos concluir que com as atividades manuais simples podemos ativar o cérebro e fornecer-lhe mais proteção.

Ainda que a saúde do cérebro dependa de muitos outros fatores, a prática regular dessas tarefas pode ser benéfica a longo prazo.

O interessante é que agora há uma facilidade muito grande para aprendê-las e executá-las, e os materiais são baratos e recicláveis.

Recomendados para você