5 remédios calmantes para o prurido vaginal

O prurido vaginal é desconfortável e pode alertar para infecções na região íntima. Felizmente, existem remédios naturais que ajudam a acalmá-lo enquanto combatem fungos e bactérias. Confira!

Última atualização: 21 Fevereiro, 2021

Os remédios para o prurido vaginal podem ser úteis quando o desconforto é persistente ou acompanhado por corrimento e odores desagradáveis. Esse sintoma é uma sensação desagradável de coceira que geralmente aparece devido a infecções, pH alterado da vagina e níveis reduzidos de estrogênio.

Embora geralmente não seja grave e desapareça sem a necessidade de tratamento, o ideal é tomar alguns cuidados e aplicar remédios para acelerar a recuperação. Dessa forma, a necessidade de coçar a área íntima é aliviada e as complicações são evitadas. Esse problema está afetando você?

5 remédios calmantes para o prurido vaginal

A maioria dos casos de prurido vaginal pode ser tratada em casa e sem a necessidade de atenção médica. Isso acontece porque o sintoma é causado por uma reação alérgica a produtos químicos agressivos, como géis de banho, amaciantes de roupas, detergentes, cremes e duchas, entre outros.

Limitar o uso desses elementos e aplicar alguns remédios calmantes pode ser suficiente para acabar com o desconforto. No entanto, se os problemas estiverem sendo causados ​​por desequilíbrios hormonais ou infecções, é melhor consultar o seu médico para avaliar se outros tipos de tratamentos serão necessários. Descubra 5 opções naturais a seguir.

1. Vinagre de maçã para o prurido vaginal

O vinagre de maçã possui propriedades antibacterianas que podem ser úteis no tratamento da coceira e da irritação.

O pH ácido do vinagre de maçã orgânico pode ajudar a restaurar o equilíbrio da flora bacteriana da vagina. Além disso, graças às suas propriedades antibacterianas e antifúngicas, ajuda a combater algumas infecções que provocam a irritação e a coceira.

O que fazer?

  • Primeiro, adicione 2 a 3 colheres de sopa de vinagre de maçã não filtrado em um copo de água morna.
  • Em seguida, use este líquido para lavar as partes externas da vagina.
  • Repita o tratamento 2 vezes ao dia durante uma semana.
  • De forma opcional, dilua uma colher de sopa de vinagre de maçã em um copo de água morna e beba.

Não deixe de ler: 5 benefícios do vinagre de maçã de acordo com a ciência

2. Banho com sal marinho

Preparar um banho com sal marinho pode servir como remédio para a coceira e as infecções vaginais. Este ingrediente natural tem propriedades antimicrobianas que ajudam a interromper o crescimento de bactérias patogênicas.

O que fazer?

  • Dilua uma colher de sopa de sal marinho em um copo de água morna e use-a para lavar a vagina quando sentir alguma irritação.
  • Repita o procedimento por 3 dias seguidos ou até sentir algum alívio.

3. Kefir

Por possuir um grande número de bactérias lácticas, o kefir pode ajudar a restaurar a flora vaginal alterada.

Os produtos fermentados com probióticos são excelentes remédios para o prurido vaginal e outros desconfortos associados à alteração do pH da vagina. Devido ao seu teor de bactérias benéficas, como Lactobacillus e Bifidus, o kefir favorece a eliminação dos fungos, bactérias e outros micro-organismos patogênicos da região vaginal.

O que fazer?

  • Para aliviar o desconforto na área da vagina, molhe um absorvente interno com kefir e insira-o por uma ou duas horas.
  • Repita o procedimento 2 vezes ao dia até que o desconforto desapareça.
  • Se a coceira for externa, apenas aplique um pouco de kefir na área.
  • Você também pode consumir a bebida todos os dias por 2 semanas para fortalecer as funções imunológicas.

Leia também: O que é a água de kefir? Benefícios, usos e prescrição

4. Alho cru

O dente de alho cru contém substâncias ativas que ajudam a combater fungos e bactérias. Por esse motivo, sua aplicação externa pode ajudar a controlar o prurido vaginal, distúrbios de secreção e outros sinais de infecções vaginais.

O que fazer?

  • Primeiro, descasque e amasse cerca de 3 dentes de alho cru.
  • Em seguida, coloque-os em uma bacia de água quente e deixe repousar.
  • Para finalizar, faça um banho de assento por 5 minutos.
  • Realize esse procedimento antes de dormir por uma semana.

5. Óleo de vitamina E

Às vezes, a coceira ocorre como resultado da secura vaginal; a vitamina E ajuda a hidratar a região.

A vitamina E é um dos melhores remédios para a coceira vaginal quando esta é causada pela secura da região íntimaSeu óleo pode ajudar a lubrificar a área para evitar a coceira, a queimação e outros desconfortos.

O que fazer?

  • Fure uma cápsula de vitamina E e aplique o produto nas partes externas da vagina.
  • Massageie com cuidado e deixe agir sem enxaguar.
  • Repita a aplicação 2 vezes ao dia, até sentir uma melhora.

Além dos remédios para o prurido vaginal, lembre-se…

  • Mantenha uma boa higiene íntima, lavando a área com água e sabão neutro.
  • Não use produtos perfumados ou irritantes.
  • Além disso, use roupas íntimas de algodão para evitar o acúmulo de umidade e bactérias.
Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
8 conselhos para cuidar da saúde vaginal

Cuidar da saúde vaginal é uma parte importante da saúde geral da mulher e do seu bem-estar. Saiba mais a respeito neste artigo.



  • Ozen, B., & Baser, M. (2017). Vaginal Candidiasis Infection Treated Using Apple Cider Vinegar: A Case Report. Alternative Therapies in Health and Medicine.
  • Genet, J. (1995). [Natural remedies for vaginal infections]. SIDAhora : Un Proyecto Del Departamento de Publicaciónes Del PWA Coalition, NY.
  • S.E., D., A.A., A., S., F., & M.L., C. (2008). Natural antimicrobials and their role in vaginal health: A short review. International Journal of Probiotics and Prebiotics.
  • Cribby S, Taylor M, Reid G. Vaginal microbiota and the use of probiotics. Interdiscip Perspect Infect Dis. 2009;2008:256490. doi:10.1155/2008/256490
  • de Oliveira Leite AM, Miguel MA, Peixoto RS, Rosado AS, Silva JT, Paschoalin VM. Microbiological, technological and therapeutic properties of kefir: a natural probiotic beverage. Braz J Microbiol. 2013;44(2):341–349. Published 2013 Oct 30. doi:10.1590/S1517-83822013000200001
  • Bekut, M., Brkić, S., Kladar, N., Gavarić, N., & Božin, B. (2018). Garlic clove applied as vaginal suppository – A case report. Complementary Therapies in Medicine. https://doi.org/10.1016/j.ctim.2018.05.017
  • Thiele, J. J., & Ekanayake-Mudiyanselage, S. (2007). Vitamin E in human skin: Organ-specific physiology and considerations for its use in dermatology. Molecular Aspects of Medicine. https://doi.org/10.1016/j.mam.2007.06.001