Remédios naturais para combater furúnculos vaginais

05 Agosto, 2020
Os furúnculos vaginais podem resultar em infecção se não forem tratados. Neste artigo, contamos a você por que eles ocorrem e como combatê-los com remédios naturais.

Eles são incômodos, dolorosos e podem levar a infecções complicadas. Portanto, a análise do conceito de furúnculos vaginais e suas consequências é uma informação muito útil da qual todas as mulheres devem dispor. Esta condição a aflige? Compartilhamos vários remédios naturais para tratar os furúnculos vaginais e aliviar os sintomas a seguir.

O que são os furúnculos vaginais?

A inflamação do folículo piloso afeta o tecido subcutâneo e a derme. Surge uma espécie de espinha, dolorosa e muito incômoda; essa infecção é gerada na raiz dos pelos do corpo e a matéria produzida obstrui a saída dos pelos para fora da pele.

Furúnculos vaginais
Os furúnculos vaginais são causados ​​pela inflamação do folículo piloso. Em alguns casos, eles podem levar a uma infecção.

Causas frequentes de furúnculos vaginais

A causa geralmente está ligada aos pelos que encravam e crescem dentro do folículo piloso. A depilação pode estar relacionada a esses episódios que não implicam riscos à saúde; será suficiente manter uma esfoliação periódica para evitar que o pelo encrave.

Os furúnculos vaginais também estão associados à infecção pela bactéria Staphylococcus aureus ou à ação de leveduras ou fungos. É chamada de foliculite fúngica e é contagiosa. Roupas íntimas apertadas também podem fazer com que essas condições apareçam, bem como a falta de higiene.

Os furúnculos podem aparecer ao redor dos lábios vaginais e na vulva. Eles também são muito comuns no pescoço e no rosto, bem como nas nádegas e coxas. Além disso, também podem aparecer nas axilas e em áreas com muito pelo e umidade.

Se o pelo encravar, é aconselhável colocar água morna ao seu redor, desinfetar e tentar removê-lo do interior do folículo. É um processo simples e sem complicações.

Leia também: Remédios caseiros para os furúnculos

Quando um furúnculo representa risco?

Quando o grão muda de cor, aumenta de tamanho, causa desconforto e febre, é aconselhável consultar um médico. Se permanecer por mais de uma semana, pode ser um alerta.

Um furúnculo vaginal nessas condições pode ser indicativo da presença do vírus da imunodeficiência humana. A miíase cutânea ou miíase furuncular, uma infecção da pele por larvas, é outra possibilidade. A diabetes, principalmente a mellitus, tem entre suas manifestações a presença de furúnculos.

O furúnculo também pode ser indicativo de insuficiência renal, cirrose, doenças de pele, falta de higiene pessoal e envelhecimento. Nestes casos, a consulta médica é importante, porque o profissional poderá detectar se é uma infecção que não foi controlada ou se é consequência de uma doença.

Remédios naturais para tratar os furúnculos vaginais

Existem vários remédios naturais que permitem tratar os furúnculos vaginais. Eles são complementares e não substituem o tratamento médico, se este for necessário. Em muitos casos, colocar água morna ao redor do furúnculo ajudará a secá-lo rapidamente.

Pimenta-do-reino antisséptica

A pimenta-do-reino é muito útil para tratar furúnculos vaginais e aliviar os sintomas. É antisséptica, anti-inflamatória e alivia a dor.

  • Primeiramente, coloque as folhas de pimenta em água fervente para preparar uma infusão.
  • Logo depois de passar o líquido por uma peneira, embeba uma compressa e aplique na área para aliviar o desconforto e a dor do furúnculo infectado.
Pimenta-do-reino
Devido às suas propriedades antissépticas e anti-inflamatórias, a pimenta-do-reino pode ser útil para tratar os furúnculos vaginais.

Frutos de Caesalpinia coriaria

Esses frutos têm efeitos cicatrizantes. São originários da América e são úteis para tratar úlceras na boca, furúnculos e feridas. Também são usados ​​para lavagem vaginal e para o alívio de problemas de estômago.

A melhor maneira de usar esses frutos é prepará-los em uma infusão e usá-la para lavar a área afetada pelos furúnculos vaginais. Também podemos macerá-los para depois transformá-los em pó; tudo isso será misturado até produzir uma pasta aplicada na área e mantida por um tempo.

Descubra: Como tratar os furúnculos crônicos naturalmente?

Alternanthera pungens

A alternanthera pungens, conhecida como “periquito”, tem propriedades curativas. Deve ser consumida com cautela, pois pode causar envenenamento. A melhor maneira de usá-la é fervendo as folhas, esmagando-as com um morteiro até formar uma pasta que será colocada sobre os furúnculos.

Além desses remédios naturais, a higiene diária deve estar presente. Sabonetes que mantêm o pH natural são recomendados. Além disso, também é aconselhável evitar roupas íntimas apertadas e ter precaução antes da depilação.

Quando descobrimos a causa e como tratar os furúnculos vaginais, aprendemos a evitá-los. Os remédios naturais são ideais para desinfetar e combater a inflamação. As maneiras de usá-los são muito simples e baratas, ideais para tratar essas condições que, em geral, não têm gravidade.

  • Rubenstein RM, Malerich SA. Malassezia (pityrosporum) folliculitis. J Clin Aesthet Dermatol. 2014;7(3):37–41.
  • Navarrete-Dechent Cristián, Ortega Rinna, Fich Félix, Concha Marcela. Manifestaciones dermatológicas asociadas a la infección por VIH/SIDA. Rev. chil. infectol.  [Internet]. 2015  Feb [citado  2019  Jun  04] ;  32( Suppl 1 ): 57-71. Disponible en: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-10182015000100005&lng=es.  http://dx.doi.org/10.4067/S0716-10182015000100005.
  • Cohen PR. Follicular contact dermatitis revisited: A review emphasizing neomycin-associated follicular contact dermatitis. World J Clin Cases. 2014;2(12):815–821. doi:10.12998/wjcc.v2.i12.815
  • Ibler KS, Kromann CB. Recurrent furunculosis – challenges and management: a review. Clin Cosmet Investig Dermatol. 2014;7:59–64. Published 2014 Feb 18. doi:10.2147/CCID.S35302