Como tratar os furúnculos crônicos naturalmente?

· 9 de dezembro de 2013
Apesar de ser uma doença crônica, uma mudança em nossos hábitos alimentares pode melhorar consideravelmente este problema.

Os furúnculos são infecções cheios de pus, às vezes dolorosos, resultantes de uma infecção bacteriana. Não são apenas questão de estética, como também um sintoma de acúmulo de toxinas.

Apesar de ser uma doença crônica, evitando alguns alimentos, cuidando da saúde do intestino e aplicando alguns remédios naturais, podemos notar uma grande melhora.

Inclusive, essas medidas podem até fazê-los desaparecer para evitar tratamentos mais agressivos.

Alimentação saudável ajuda a evitar furúnculos crônicos

As pessoas que sofrem com furúnculos crônicos, como em toda doença que se repete continuamente, deveriam revisar sua alimentação.

Isso para descobrir quais alimentos não estão sendo assimilados corretamente e estão originando toxinas que o corpo tenta expulsar através dos furúnculos.

Nesse caso, prestaremos especial atenção no açúcar e carboidratos. Podemos inclusive realizar um teste de glicemia, para comprovar se estamos sofrendo com uma diabetes sem saber.

Açúcar

Também devemos evitar alimentos como:

  • Carne vermelha
  • Leite
  • Queijos gordurosos
  • Nata
  • Cremes e molhos

Leia também: 7 dicas para se livar da acne nas costas

Nutrientes básicos

Para nutrir nossa pele e combater os furúnculos, devemos procurar evitar os déficits de vitamina C, E e zinco.

Esses nutrientes podem ser obtidos por meio da alimentação ou suplementos naturais que os contenham.

  • Fontes de vitamina C: cítricos, frutas vermelhas, abacaxi, kiwi, acerola, pimentão vermelho.
  • Fontes de vitamina E: abacate, azeite de oliva de qualidade, amêndoas, nozes, sementes, vegetais de folhas verdes.
  • Fontes de zinco: Peixe, ostras, ovo, carne de cordeiro, marisco, gérmen de trigo, pólen.

Além disso, tanto a vitamina E como o zinco podem ser aplicados topicamente.

A pele e o intestino

Na pele se reflete o estado de nosso intestino. Todas aquelas toxinas que se acumulam nos intestinos passam diretamente para a corrente sanguínea e daí o corpo trata de expulsá-las através da pele.

Para limpar bem o intestino, além de manter uma alimentação equilibrada, podemos recorrer a um remédio antigo como os enemas naturais de água morna.

Outra opção são os emplastros de argila na barriga. Para prepará-los, misture argila vermelha e água até obter uma pasta que não seja muito líquida.

Aplique na zona da barriga e cubra com um tecido ou toalha que envolva toda a região do ventre e a zona lombar.

Beber muita água ajuda a evitar furúnculos crônicos

Para limpar a pele, também temos ao nosso alcance o remédio mais natural e econômico que existe: beber água.

Deveríamos beber pelo menos 6 copos de água por dia, exceto durante as refeições, sobretudo em jejum.

Se é difícil consumir toda essa água pura, podemos adicionar um pouco de suco de limão e um pouco de estévia.

Dessa forma, estaremos bebendo água, mas também degustando uma deliciosa e saudável limonada.

Leia também: Limpe as impurezas da pele em um mês

Limpar e nutrir a pele

É fundamental que limpemos bem nossa pele para evitar infecções.

Podemos passar um algodão com água e algumas gotas de água oxigenada na pele antes de hidratá-la.

Como opção natural antibiótica podemos usar óleos essenciais, que são altamente terapêuticos e não contêm efeitos secundários.

Podemos usar o de tomilho, orégano ou o de árvore de chá (melaleuca).

Destacamos também especialmente o óleo essencial de palmarosa, já que é pouco conhecido, mas muito indicado contra furúnculos.

Ele é antisséptico, bactericida, adstringente, cicatrizante e estimula a circulação.

É extensamente utilizado na medicina Ayurveda como regenerador celular. Além disso, tem um aroma parecido ao de rosas.

Ayurveda para tratar furúnculos crônicos

E como aplicamos?

Basta misturar algumas gotas do óleo essencial de nossa preferência com uma base natural, segundo nosso tipo de pele:

  • Para quem tem pele seca: óleo de amêndoa ou gérmen de trigo
  • Para quem tem a pele mista: óleo de coco ou gergelim misturado com um pouco de gel de babosa
  • Para quem tem a pele gordurosa: gel de babosa (aloe vera)

Se já temos um creme facial que utilizamos habitualmente, podemos misturar os óleos essenciais nele.

De todas as maneiras, recomendamos que sejam cremes naturais e orgânicos, livres de substâncias químicas que penetrem na pele através dos poros, aumentando ainda mais o acúmulo de toxinas.

Também recomendamos evitar, a não ser que os furúnculos se agravem, os cremes que contenham antibióticos ou cortisona.

Para tratar os furúnculos de maneira natural, ajudaremos o organismo a eliminar essas toxinas, ao invés de aplicar cremes que façam com que essas toxinas retornem para o interior.

Imagens oferecidas por Judy y Fernando Stankruns