Dicas para remover as espinhas da virilha

12 de dezembro de 2019
O aparecimento de espinhas na virilha pode responder a vários distúrbios da pele. Como reconhecê-las? O que fazer para tratá-las? Hoje, ajudamos você a resolver essas dúvidas. Descubra!

É muito comum o aparecimento de espinhas na virilha devido a que é uma região com certas peculiaridades anatômicas. São muito irritantes porque ocasionam coceira, irritação e, inclusive dor. Além disso, são também antiestéticas.

Aqui, neste artigo, ensinamos como você pode fazer para remover as espinhas na virilha.

Primeiramente é necessário conhecer sua origem para ter um diagnóstico e propor um tratamento. Além disso, deve-se levar em conta que é uma área úmida, com muitas dobras que favorecem o aparecimento de infecções e irritações. Aliás, o próprio atrito da roupa ou contato com produtos químicos pode favorecer o surgimento das espinhas na virilha. Vejamos algumas dicas para tratar esse problema.

Tipos mais comuns de bolinhas na virilha

Para saber como remover as espinhas da virilha devemos ser capazes de identificá-las por observação direta e saber se é uma espinha, um cisto, uma bolha ou uma verruga.

  • Espinha: bolinha vermelha causada por infecção e inflamação no ducto excretor de uma glândula sebácea da pele.
  • Bolha: uma bolsa que aparece na pele cheia de líquido seroso, causada por fricção, queimaduras ou como resultado de outras doenças dérmicas.
  • Verruga: é uma pequena protuberância que aparece através da epiderme devido à dilatação das terminações vasculares e subsequente endurecimento da epiderme.
  • Cisto: pequeno nódulo formado por gordura branca ou amarela queratinizada (célula da epiderme que perde a umidade e endurece). São comumente conhecidos como cistos de gordura ou cistos sebáceos. Quando são grandes, podem ser vistos a olho nu ou graças a uma lupa ou por palpação.

São os mais frequentes, juntamente com a dermatite de contato causada por produtos químicos ou pela composição dos tecidos das roupas. Neste artigo, daremos algumas dicas interessantes para remover as espinhas na virilha que são as mais comuns.

Roupas apertadas podem causar espinhas na virilha

Causa do surgimento das espinhas na virilha

As causas são variadas e impossíveis de resumir neste artigo. No entanto, vamos citar as mais frequentes.

Depilação

Aparece em pessoas, homens e mulheres, que têm pele sensível. Tanto a depilação como as lâminas de barbear irritam os folículos capilares, causando alterações em sua estrutura que eventualmente se manifestam com o aparecimento de espinhas.

Depois que os pelos foram cortados ou arrancados através de qualquer tipo de depilação, os resíduos das substâncias utilizadas penetram no folículo e causam essa reação na pele delicada da região.

Em geral, desaparecem em alguns dias. Às vezes, o pelo raspado ou depilado cresce no folículo e causa maior irritação e inflamação (foliculite), que também podem se infectar.

Leia também: Depilação: veja como fazer corretamente e evitar riscos

Secreção excessiva das glândulas

As glândulas sebáceas produzem substâncias gordurosas para lubrificar a área. Se sua produção for excessiva, bloqueiam os canais de saída, o que causa vermelhidão e inflamação da glândula.

Bactérias

Infiltram-se no folículo piloso e, devido ao seu crescimento, produzem pequenas bolsas esbranquiçadas. São muito contagiosas e às vezes graves quando o sistema imunológico não funciona corretamente.

Bactérias podem ocasionar problemas de pele

Atrito

O atrito com as roupas íntimas, ou o uso de roupas muito apertadas pode causar o aparecimento de espinhas na virilha. Além disso, aparecem pela temperatura que aumenta a transpiração e a umidade da zona, estimulando o crescimento de colônias de bactérias e fungos.

Doenças sexualmente transmissíveis

Algumas doenças sexualmente transmissíveis causam o aparecimento de espinhas na virilha. O mais óbvio e evidente é o cancro, que produz um grão grande e purulento na virilha, que pode drenar para fora e espalhar a infecção.

Outras causas

Existem várias causas, como cistos na glândula de Bartholin, verrugas genitais e herpes, que serão tratadas em outros artigos.

A seguir, damos dicas para remover as espinhas na virilha e evitar, na medida do possível, que reapareçam.

Você pode estar interessado: Espinhas no pênis: a que se devem?

Medidas preventivas para evitar espinhas na virilha

As medidas a seguir visam impedir o aparecimento de espinhas na virilha e reduzir seu desconforto e consequências. Coloque-as em prática!

Recomendações para eliminar as espinhas na virilha

  • Dieta equilibrada e com pouca gordura: para ajudar a reduzir a deposição de sebo nas glândulas epidérmicas.
  • Hidratação correta: é importante beber água em quantidade suficiente para que as secreções das glândulas sejam menos espessas e sua saída seja facilitada pelo poro da pele.
  • Limpeza da pele com moderação: seu excesso pode ser ainda mais prejudicial do que a falta de higiene. O uso de produtos inadequados altera a flora bacteriana normal e facilita a colonização de patógenos, o que pode levar ao aparecimento de espinhas na virilha e outras complicações mais graves.
  • Mantenha a área o mais seca possível: para impedir a proliferação de bactérias e fungos. É importante secar a região cuidadosamente após o banho.
  • Use roupas de tecidos naturais e evite que sejam apertadas.
  • Controle o estresse e a ansiedade: são reconhecidos como causas de alterações da pele em qualquer parte do corpo.
  • Use materiais e dispositivos esterilizados ou lâminas novas para a depilação.
  • Aplique cremes esfoliantes: para remover as células mortas e o excesso de gordura e prevenir a obstrução e a inflamação das glândulas sebáceas.
  • Use antibióticos tópicos antes e depois da depilação com cera ou com lâminas.
  • Use panos ou compressas de água quente: pois favorecem a abertura dos poros e a saída das substâncias retidas que produzem inflamação, vermelhidão e dor.
Cuidados com a depilação da virilha

O que você deve evitar para que não apareçam espinhas na virilha?

  • Sabonetes alcalinos e abrasivos, pois secam a pele e favorecem o surgimento de espinhas.
  • Manipular as espinhas na virilha pode fazer com que infectem e compliquem sua cura.
  • Cremes e substâncias excessivamente gordurosas, porque causam bloqueio e inflamação das glândulas sebáceas.
  • Produtos à base de álcool que secam a pele e modificam a flora bacteriana.
  • Roupas muito justas e excesso de calor na área, pois isso aumenta a transpiração e, portanto, a umidade, e pode ser um fator que ajude o aparecimento de espinhas na virilha.
  • Evite expor-se ao estresse e à ansiedade porque predispõem ao aparecimento do problema.
  • Lesões devido ao atrito na pele, seja no esporte devido ao atrito das dobras inguinais, contra roupas íntimas ou ao praticar sexo. O atrito causa superaquecimento da epiderme, maceração por calor e umidade e pode até levar a lesões abertas na epiderme, além de bolhas e espinhas.
  • Ataduras oclusivas que dificultam a circulação sanguínea e causam fricção contra a pele.
  • Contato com bactérias em banheiras de hidromassagem e piscinas com tratamento inadequado de pH.
  • Produtos cosméticos que contenham cobre, níquel, álcool e outras substâncias irritantes.

Essas dicas para remover espinhas na virilha geralmente são muito eficazes. No entanto, apesar de segui-las, se você não notar melhora, procure um especialista para fazer um diagnóstico correto e prescrever o tratamento mais adequado.

  • Arenas, R. Dermatofitosis en México. Revista Iberoamericana de Micologia. 2002; 19: 63-67
  • Bonifaz, A., Sánchez. T., Ponce, R,M. Granuloma de Majocchi. Revisión. Gac Med Mex. 2008; 144: 429-435
  • Foster, T.J. Inmmne evasion by staphylococci. Nat rev Microbiol. 2005; 3: 948
  • Agger, W.A., Mardan, A. Pseudomona aeroginosa infections of intact skin. Clin Infect Dis. 1995; 20: 302-308
  • Wolff, K., Goldsmith, L., Katz, S., Gilchres,t B., Gilchrest, B.A., Paller, A. et al. Fitzpatrick’s dermatology in general medicine. Gram-negative coccal and bacillary infections. Chapter 180. 7a ed. United States: McGraw-Hill; 2008. pp. 1735-1739
  • Bayliss, J.S. Hot tub folliculitis or hot hand foot syndrome caused by Pseudomonas aeruginosa. JAAD. 2007; 57 (4): 596-600