Remédios caseiros para os furúnculos

· 10 de outubro de 2014
É muito importante intensificar a higiene e aplicar álcool ou iodo várias vezes ao dia. Sob nenhuma hipótese deve-se espremer o furúnculo para não espalhar a infecção.

Os furúnculos são problemas de pele que aparecem quando os folículos pilosos e glândulas sebáceas se infectam. Estas lesões não são graves, porém bastante dolorosas, já que apresentam uma reação inflamatória que causa forte irritação ao redor da parte afetada.

Estas lesões são muito comuns e podem ocorrer em qualquer parte do corpo, entretanto, os locais mais afetados por estes dolorosos grãos são as axilas, os glúteos, os ombros, a virilha e entre as pernas.

Por que os furúnculos se formam?

Estas lesões se apresentam como uns insignificantes pontos avermelhados, com algum grau de dor. No entanto, em resposta ao processo inflamatório originado pela infecção, à medida que as horas transcorrem, a dor pode se intensificar e o grão aumentar de tamanho.

Em geral, os furúnculos são produto de uma infecção bacteriana (principalmente Staphylococcus aureus). Mas esta não é única causa para a sua formação, pois eles podem ser originados por outros motivos, por exemplo:

  • Intoxicação do sangue.
  • Diabetes.
  • Má higiene.
  • Má alimentação.

Remédios naturais para tratar os furúnculos

tratamento natural para furúnculos

  • Na parte afetada, coloque um pedaço da membrana que se encontra na casca do ovo.
  • Faça um cataplasma com cenoura crua, ralada e misturada com um pouco de gérmen de trigo. Coloque diretamente no furúnculo e cubra com um pano limpo.
  • Coloque compressas de água quente com a ajuda de um pano limpo. Este procedimento deve ser realizado pelo menos três vezes ao dia. Quando o furúnculo arrebentar, siga o tratamento para que todo o conteúdo do grão possa ser eliminado.
  • Misture uma colher de mel, uma de levedura de cerveja e uma de farinha de trigo. Mexa até formar um creme suave e aplique diretamente sobre a parte afetada. Coloque um pano por cima e deixe atuar durante toda a noite.
  • Este problema acontece com frequência? Se for assim, recomenda-se realizar o cozimento de 80 gramas de urtiga em um litro de água, em três doses diárias, para limpar o organismo e limpar o sangue.

Leia também: Descubra o carrulim, o remédio para limpar o sangue com arruda e limão

Recomendações adicionais

Não aperte o furúnculo!

Um furúnculo é uma lesão delicada e não devemos exercer pressão sobre ela, pois ao fazê-lo as bactérias podem migrar para a corrente sanguínea e invadir outras partes do organismo (sepse).

Caso as bactérias atinjam outras partes do organismo, pode significar um risco muito grande, pois a infecção pode chegar ao coração ou ao cérebro e originar endocardite ou meningite, respectivamente.

Conheça: Meningite

A parte afetada deve permanecer muito limpa

curar furúnculos É de vital importância manter toda a parte que rodeia o furúnculo muito limpa, por isso você pode limpá-la com gaze ou algodão umedecido de soro fisiológico 0,9%.

Caso não possua estes materiais, utilize um pano limpo com o soro ou apenas água corrente e sabão. É necessário limpar esta parte e os arredores de três ou quatro vezes por dia.

Sempre antes e depois de manusear a lesão, lave bem as mãos e, se possível, utilize luvas descartáveis. O banho deve ser no chuveiro, não na banheira, evitando que a infecção se estenda para outras partes do corpo ou contamine outras pessoas.

Sinais de alerta para procurar um médico

furúnculos veja como combater de forma natural Se você estiver tratando um furúnculo e aparecerem estes sintomas, você deve procurar um médico imediatamente, pois a infecção pode estar se espalhando:

  • Ao redor do furúnculo pode ser notada uma área bastante avermelhada.
  • Os gânglios linfáticos que se encontram perto do furúnculo apresentam algum grau de dor.
  • Se de um lugar ao redor do furúnculo sair uma linha vermelha que se estende para fora da área.

Lembre-se…

Ter um furúnculo não é um problema grave, mas precisamos ter alguns cuidados especiais para que esta condição não se agrave e se transforme em uma infecção que exija outros procedimentos mais especializados.