6 remédios caseiros para tratar a gengivite de forma natural

28 Novembro, 2019
Os remédios naturais contra a gengivite não devem substituir o tratamento médico. No entanto, eles podem servir como um complemento para aliviar os sintomas. Você se atreve a experimentá-los?

A gengivite é uma condição de saúde bucal que surge quando as gengivas se inflamam e ficam avermelhadas devido à infecção de algumas bactérias.

Ela costuma se originar a partir dos depósitos de placa, ou seja, do acúmulo de resíduos de alimentos que, no geral, acontece devido à má higiene.

Embora muitos casos sejam de caráter esporádico, é fundamental realizar um tratamento oportuno para evitar complicações e doenças mais graves.

Além disso, visto que os micróbios continuam se proliferando, esta condição pode causar dor e, entre outras coisas, mau hálito, sangramentos e úlceras.

6 remédios caseiros para tratar a gengivite

Antes de conhecer os remédios caseiros para tratar a gengivite, é importante destacar a importância de ir ao dentista. Embora alguns ingredientes possam ser benéficos contra esse problema bucal, o profissional deve ser responsável por fornecer um diagnóstico e tratamento adequados.

A gengivite é uma doença que pode levar a problemas mais graves, como periodontite e perda dentária. Daí a importância do atendimento profissional e de tratamentos especializados. De acordo com informações da Clínica Mayo, pode ser necessário:

  • Realizar uma limpeza dental com um profissional.
  • Restauração dentária, se necessário.
  • Higiene bucal reforçada.
  • Verificações dentais regulares.

Sabendo disso, deve ficar claro que os remédios caseiros são apenas um complemento contra esse problemaEles podem ser usados ​​durante o atendimento profissional ou como complemento do tratamento, desde que o dentista concorde. Você se atreve a experimentá-los?

1. Limão para tratar a gengivite

O limão ajuda a tratar a gengivite

O primeiro da lista é o suco de limão. Embora não haja evidências relacionadas à prevenção ou tratamento da gengivite, acredita-se que seja benéfico graças às suas propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianasAlém disso, na cultura popular, tem sido usada contra o mau hálito.

Ingredientes

  • O suco de ½ limão
  • 1 copo de água morna (200 ml)

Preparo

  • Esprema o suco de meio limão, acrescente-o em um copo de água morna e dilua bem.

Modo de uso

  • Use o líquido como um enxaguante bucal e faça bochechos durante dois minutos.
  • Cuspa e repita o tratamento duas vezes por dia.

2. Óleo de tomilho

Depois, temos o óleo de tomilho, cujas propriedades antimicrobianas podem ser usadas para combater micro-organismos que inflamam as gengivas, conforme sugerido por um estudo publicado no European Journal of Dentistry

Ingredientes

  • ½ colher de chá de óleo de tomilho (2 g)
  • ½ copo de água morna (100 ml)

Preparo

  • Dilua o óleo de tomilho em meio copo de água morna.

Modo de uso

  • Faça bochechos com a bebida durante um ou dois minutos.
  • Repita o procedimento depois de cada refeição principal.

Leia também: Descubra as propriedades e usos do tomilho

3. Bicarbonato de sódio e água oxigenada

Bicarbonato de sódio para tratar a gengivite de forma natural

Um enxaguante bucal caseiro de bicarbonato de sódio e água oxigenada pode efetivamente reduzir os sintomas desconfortáveis ​​causados ​​pela gengivite. No entanto, não é uma solução mágica contra a doença.

Segundo uma pesquisa publicada no Compendium of continuing education in dentistry, o bicarbonato é bactericida contra a maioria dos patógenos periodontais. No entanto, não é superior aos tratamentos convencionais. Portanto, deve ser usado apenas como um complemento.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (5 g)
  • 1 copo de água morna (200 ml)
  • 2 colheres de sopa de água oxigenada (20 ml)

Preparo

  • Adicione o bicarbonato em um copo de água morna e misture-o com a água oxigenada até que se dilua bem.

Modo de uso

  • Enxágue a boca com o líquido e faça bochechos durante dois minutos depois da escovação.
  • Evite usá-lo mais de duas vezes ao dia, já que pode ser um pouco abrasivo.

4. Aloe vera para a gengivite

Como os outros ingredientes da nossa lista, o gel de aloe vera é um produto antibacteriano e anti-inflamatório que combate o inchaço das gengivas enquanto diminui o crescimento de micróbios. 

De fato, as suas propriedades foram comprovadas em um estudo publicado no Journal of Indian Society of Periodontology, que determinou que o aloe vera tinha uma importante propriedade anti-inflamatória que pode ser usada como um complemento à terapia mecânica para tratar a gengivite induzida por placas.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de gel de aloe vera (30 g)
  • 3 gotas de óleo essencial de melaleuca

Preparo

  • Misture o gel de aloe vera com as gotas de óleo essencial.

Modo de uso

  • Aplique o tratamento sobre os dentes e gengivas e deixe agir sem enxaguar.
  • Repita seu uso duas vezes por dia.

5. Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é um dos remédios caseiros para tratar a gengivite

O vinagre de maçã contém uma substância chamada ácido acético à qual foi atribuída propriedades antimicrobianas e, portanto, é frequentemente usada para lidar com o crescimento bacteriano que causa a gengivite. 

No entanto, as evidências a esse respeito são limitadas e são necessárias mais pesquisas.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de vinagre de maçã (20 ml)
  • 1 copo de água morna (200 ml)

Preparo

  • Acrescente o vinagre de maçã em um copo de água morna e dilua bem.

Modo de uso

  • Faça bochechos com a bebida pela manhã e à noite.

6. Óleo de coco para a gengivite

Finalmente, o óleo de coco é igualmente importante. Este produto possui propriedades antibacterianas que podem reduzir efetivamente a placa que se forma nos dentes e ao redor das gengivas.

De fato, isso foi concluído por uma pesquisa publicada em 2015 no Nigerian Medical Journal que, além disso, observou que este óleo diminui o risco de gengivite induzida pela placa.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de óleo de coco (30 g)
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (5 g)

Preparo

  • Combine o óleo de coco orgânico com a colher de chá de bicarbonato de sódio até conseguir uma pasta espessa.

Modo de uso

  • Coloque o produto sobre a sua escova de dentes e escove como de costume.
  • Use uma vez ao dia, sem se exceder.

Você tem sintomas de gengivite? Lembre-se de que o principal é procurar um profissional antes que você apresente uma complicação. Use esses remédios apenas como um complemento ao tratamento que o médico prescrever.

  • Safiaghdam H, Oveissi V, Bahramsoltani R, Farzaei MH, Rahimi R. Medicinal plants for gingivitis: a review of clinical trials. Iran J Basic Med Sci. 2018;21(10):978–991. doi:10.22038/IJBMS.2018.31997.7690
  • Chapple, I. L. C., Van Der Weijden, F., Doerfer, C., Herrera, D., Shapira, L., Polak, D., … Graziani, F. (2015, April 1). Primary prevention of periodontitis: Managing gingivitis. Journal of Clinical Periodontology. Blackwell Munksgaard. https://doi.org/10.1111/jcpe.12366
  • Thosar N, Basak S, Bahadure RN, Rajurkar M. Antimicrobial efficacy of five essential oils against oral pathogens: An in vitro study. Eur J Dent. 2013;7(Suppl 1):S071–S077. doi:10.4103/1305-7456.119078
  • Newbrun, E. (1997). The use of sodium bicarbonate in oral hygiene products and practice. Compendium of Continuing Education in Dentistry. (Jamesburg, N.J. : 1995). Supplement18(21).
  • Ajmera N, Chatterjee A, Goyal V. Aloe vera: It’s effect on gingivitis. J Indian Soc Periodontol. 2013;17(4):435–438. doi:10.4103/0972-124X.118312
  • Herrera Sandoval, Laura Viviana, Caballero Romero, Stephanny Gissell, Claro Numa, Andrea, Torres Pinzón, Harold, & Martínez López, Carmen Alodia. (2012). Actividad antimicrobiana del ácido acético y el cepillo colgate 360° antibacterial®: un estudio in vitro. Revista Facultad de Odontología Universidad de Antioquia24(1), 62-75. Retrieved November 01, 2019, from http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0121-246X2012000200005&lng=en&tlng=es.
  • Peedikayil FC, Sreenivasan P, Narayanan A. Effect of coconut oil in plaque related gingivitis – A preliminary report. Niger Med J. 2015;56(2):143–147. doi:10.4103/0300-1652.153406