Reimplante de um dente de leite

08 Agosto, 2020
Para aumentar as chances de sucesso no reimplante de um dente de leite, é essencial tomar medidas para tentar manter o dente fora da boca em boas condições.

O reimplante de um dente de leite é um tratamento pelo qual um dente que foi extraído ou que caiu devido a um golpe ou pancada, por exemplo, é colocado novamente na cavidade da gengiva. Com isso, tenta-se fazer com que este dente possa recriar as fibras ligamentares com a gengiva e ser capaz de se fixar.

Como regra geral, em dentes temporários, também chamados de dentes de leite, os reimplantes são realizados como tratamento para avulsões. Uma avulsão dental é a remoção completa de um dente do seu alvéolo, geralmente por uma pancada. Muitas vezes, os dentes mais afetados são os incisivos superiores centrais.

Nas crianças, o melhor tratamento possível é reposicionar o dente, tentando a regeneração do tecido. Em que consiste esse tratamento? Quais são as suas consequências? Detalhamos tudo a seguir.

O que acontece com o dente após a avulsão?

Quando o dente é completamente retirado da gengiva, as fibras do ligamento que o sustentam se rompem. Há também uma ruptura do feixe vasculonervoso, que permite que o suprimento de sangue e as correntes nervosas cheguem ao dente.

Você pode se interessar: 7 sintomas de uma infecção dental

Como devemos conservar um dente fora da boca?

Dentes de leite
Para tornar possível o reimplante de um dente de leite, é importante tentar preservá-lo. Portanto, ele não deve ser manipulado ou limpo.

Quanto menos tempo o dente estiver fora da boca, mais bem-sucedido será o tratamento. Por esse motivo, o reimplante de um dente de leite é considerado uma emergência.

O mais importante é não tocar no dente e evitar limpá-lo com um lenço ou algo semelhante, pois, removendo a camada que permanece na raiz do dente, eliminamos quaisquer fibras possíveis que possam permanecer.

Existem várias soluções líquidas onde podemos mergulhá-lo até chegarmos à clínica odontológica. A solução líquida ideal para mergulhá-lo é a solução de Hank.

  • A solução de Hank é um método de cultivo que permite a manutenção do pH correto, evitando a reabsorção da raiz do dente. Pode ser encontrada em farmácias.
  • O segundo melhor líquido para preservar um dente é o leite, de preferência o leite desnatado. Pode nos permitir preservar a vitalidade dos fibroblastos por 3 horas.
  • Se não tivermos nenhuma dessas substâncias, podemos mantê-lo em soro fisiológico.
  • Se não estiver disponível, pode ser armazenado em água ou, se não tivermos nenhum líquido em mãos, ele poderá ser armazenado em saliva. No caso de fazê-lo na saliva, o ideal é colocá-lo embaixo da língua para evitar engoli-lo.

Como é realizado o reimplante?

Antes de tudo, o dentista analisará toda a área afetada para descartar fraturas, lesões ou lacerações ósseas que exijam sutura. Depois de verificar se tudo está correto, o alvéolo será delicadamente lavado com solução salina.

Preparação do dente

Se o dente estiver imerso em qualquer uma das substâncias mencionadas acima, nenhuma preparação será necessária. No entanto, é aconselhável introduzir o dente na solução de Hank alguns minutos antes.

O dente de leite sempre deve ser manipulado pela coroa sem tocar a raiz. Além disso, ele deve permanecer em um ambiente úmido. Quanto mais tempo o dente ficar fora da boca e em um ambiente seco, pior será o resultado para o reimplante.

Não perca: 5 remédios para aliviar a dor de dentes

Colocação do dente para o reimplante

O dente é inserido lentamente no alvéolo da gengiva até ser posicionado em seu lugar. Uma vez colocado, é preciso fazer uma tala, ou seja, uni-lo aos dentes adjacentes para fornecer um suporte. A tala costuma ser feita com um fio semirrígido no interior do dente, muito semelhante ao que é colocado após a remoção da ortodontia.

Sempre deve-se fazer um raio-x para verificar se o dente está no lugar e se não há problemas no osso. A última coisa a verificar é a oclusão do dente. Sua posição não deve permitir que sofra muita força ao mastigar.

Criança no dentista
Após o reimplante do dente de leite, é importante fazer um raio-x para verificar se o dente está na posição correta.

Tratamento farmacológico

Normalmente, o dentista prescreve os medicamentos necessários para controlar possíveis infecções e inflamações. Ele também pode sugerir analgésicos para aliviar a dor do trauma.

Controles

Os controles da peça dentária devem ser realizados uma vez por semana, 3 semanas, 2 meses, 6 meses e um ano. Essa frequência é necessária para verificar se tudo está correto e se o dente não apresenta infecções.

Consequências de um reimplante dentário

Sempre devemos levar em consideração a idade da criança e o grau de desenvolvimento do germe definitivo do dente, pois assim evitamos possíveis danos ao germe no momento do reimplante do dente de leite.

No entanto, em caso de dúvida, devemos sempre dar uma maior importância ao dente permanente. Se o dente perdido no momento do trauma for um dente permanente, o reimplante é o tratamento de escolha.

  • Halawany HS, AlJazairy YH, Alhussainan NS, AlMaflehi N, Jacob V, Abraham NB. Knowledge about tooth avulsion and its management among dental assistants in Riyadh, Saudi Arabia. BMC Oral Health. 2014;14:46. Published 2014 May 6. doi:10.1186/1472-6831-14-46
  • Bejeh-Mir KP, Bejeh-Mir AP. Children dental trauma facts for emergent field management. Asian J Sports Med. 2012;3(1):64.
  • Alotaibi S, Wagner ND. Tooth Avulsed. [Updated 2019 Mar 23]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2019 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK539876/
  • McTigue, D. J. (2000). Diagnosis and management of dental injuries in children. Pediatric Clinics of North America47(5), 1067–1084. https://doi.org/10.1016/S0031-3955(05)70258-3