7 sintomas de uma infecção dental

· 22 de novembro de 2017
Ante qualquer desequilíbrio que se produza na boca, devemos procurar um especialista para que nos examine e assim descartar uma possível infecção dental ou outros problemas orais

Nossos dentes estão em contato contínuo com resíduos de alimentos, bactérias, saliva e outra ampla variedade de componentes que, em algum momento, podem afetar a saúde.

Mesmo que a prática diária de hábitos de higiene ajuda a mantê-los limpos e saudáveis, em certos casos o ambiente da boca se altera e aparecem infecções que devemos cuidar.

Estas podem ser leves ou graves e, na verdade, em alguns casos comprometem a saúde geral de todo o organismo.

O mais preocupante é que, se não tratadas a tempo, podem gerar fortes dores e a perda total de dentes.

É por isso que é fundamental conhecer os sintomas e, principalmente, buscar ajuda profissional quando se identifique com algum problema.

Preste atenção!

1. Mau hálito pode ser um sintoma de uma infecção dental

Mau hálito pode ser um sinal de infecção dental

A halitose pode ser um dos sintomas mais evidentes de uma infecção dental.

Esta aparece pelo crescimento excessivo das bactérias, especialmente nas áreas onde a escova não alcança e não consegue eliminar por completo os resíduos.

Costuma ser controlada com os produtos de higiene oral, mas reaparece de forma constante até que a causa seja eliminada.

Sua presença pode indicar:

2. Deterioramento do esmalte dental

Quando aparece uma infecção dental, as bactérias presentes nos dentes produzem um ácido que com o tempo afeta o esmalte que os protege.

  • Estas substâncias se acumulam em uma placa de textura rugosa, que gera manchas amareladas devido aos resíduos de alguns alimentos.
  • Sua falta de controle pode causar um grave enfraquecimento dos dentes, causando perda de densidade e quebra.

3. Dor na mandíbula e dentes

Dor de dente pode ser sintoma de infecção

Uma sensação de dor na mandíbula e nos dentes, seja constante ou intermitente, pode alertar do desenvolvimento de doenças periodontais ou infecção nos dentes.

  • Estas, em geral, têm relação com o acúmulo de placa bacteriana, um conjunto de resíduos que facilitam o crescimento dos microrganismos patógenos.
  • O sintoma deve ser analisado por um dentista, já que pode ocorrer por diversas afecções orais ou lesões.

4. Sangramento das gengivas

As gengivas sangrantes costumam aparecer quando existe algum tipo de lesão ou infecção que compromete os tecidos.

  • É comum notá-las ao usar a escova de dentes ou fio dental, inclusive ás vezes podem ser percebidas enquanto ingerimos alguns alimentos.
  • Sua causa principal são os resíduos que formam placa nos dentes, os quais geram fraqueza nos tecidos, ou até mesmo infecções periodontais.

5. Inflamação e avermelhamento

Exame de uma infecção dental

A infecção periodontal, inclusive as cáries, geram inflamação e avermelhamento nas gengivas, quase sempre acompanhada de dor.

  • Sua atenção oportuna é determinante para evitar complicações, já que o inchaço pode se espalhar até o maxilar inferior.

6. Dentes frouxos

Sentir os dentes frouxos é uma razão mais do que suficiente para consultar o quanto antes um dentista.

  • Estes podem indicar a progressão da infecção dental e, por outro lado alertam que a estrutura óssea do suporte do dente está sofrendo erosão.
  • É comum quando não se controla a gengivite a tempo, o que passa a ser periodontite.
  • Esta afecção pode gerar um deslocamento dos dentes na zona afetada e, em casos mais graves, causa deterioramento do tecido do osso.

7. Pus

Gengiva inflamada que pode ser um sintoma de uma infecção dental

O aparecimento de pus nas gengivas é um sinal de alerta de uma doença periodontal.

Este aparece como resposta do sistema imune ante o ataque das bactérias patógenas que geram a infecção.

  • Inicialmente podem aparecer umas “bolinhas”, chamadas de abscessos, os quais têm em seu interior sangue e pus.
  • É um processo infeccioso complexo que deve ser tratado por um profissional, já que se não controlado a tempo, pode gerar danos irreversíveis.
  • A infecção pode chegar a originar a destruição do osso alveolar (o que suporta os dentes).

Importante!

Toda suspeita de infecção ou doença dos dentes e gengivas deve ser avaliada por um profissional, já que estas costumam apresentar complicações em pouco tempo.

Os processos infecciosos na boca podem chegar a afetar outros órgãos importantes através da corrente sanguínea e, por isso, é fundamental ter um tratamento pertinente.

Para reduzir o risco de qualquer infecção dental é ideal manter boas práticas de higiene oral e, além disso, consultar o dentista de forma regular.