3 receitas fáceis para preparar alimentos fermentados

13 Julho, 2020
Os alimentos fermentados, como missô, kefir e chucrute, são muito ricos em vitaminas e minerais, e o seu consumo está associado a uma série de benefícios que melhoram o estado geral de saúde do corpo.

Os alimentos fermentados são aqueles cujas moléculas passaram por um processo de transformação em outras moléculas mais simples. Dependendo dos micro-organismos que participam da fermentação, ela será de diferentes tipos: láctico, alcoólico, acético, etc. Você sabe como preparar alimentos fermentados?

Os melhores alimentos fermentados são aqueles que, em seu estado inicial, já possuem um alto valor nutricional, pois a fermentação aumentará os nutrientes que eles possuem naturalmente.

Benefícios dos alimentos fermentados

Os alimentos fermentados estão associados a vários benefícios, incluindo os seguintes:

  • Melhoram a digestão e o trânsito intestinal, pois são alimentos que já são parcialmente digeridos e fornecem enzimas e vitaminas que facilitam a absorção de nutrientes.
  • Nutrem a flora bacteriana intestinal. Para a sua preparação, são utilizados micro-organismos saudáveis semelhantes aos da nossa microbiota.
  • Promovem a modulação do sistema imunológico, aumentando as defesas que combatem as infecções.
  • Diminuem a resposta inflamatória associada a alergias e intolerâncias.

Receita para preparar alimentos fermentados: chucrute

Benefícios dos alimentos fermentados
A chave para a fermentação do repolho é eliminar as possíveis bolsas de ar para que a fermentação ocorra adequadamente.

O chucrute é o alimento resultante da fermentação láctica do repolho. É rico em vitaminas A, B1, B2 e C, além de cálcio, ferro, fósforo e magnésio.

Além disso, contém grandes quantidades de enzimas e ácido lático. Esses nutrientes são necessários para a absorção de ferro, a regulação do sistema nervoso e a regeneração tecidual.

A receita para preparar este alimento fermentado é muito simples, mas deve ser realizada respeitando as instruções para garantir um ótimo estado do produto.

Ingredientes

  • 2 repolhos médios
  • Aproximadamente 10 g de sal (são necessários 15 g de sal para cada quilo de repolho)

Modo de preparação

  • Primeiro, limpe e lave o repolho. Remova a camada externa, bem como todas as folhas que estiverem danificadas.
  • Corte ou rale o repolho em tiras muito finas.
  • À medida que você obtiver tiras, coloque-as em uma tigela com um pouco de sal e repita o processo para que o sal seja distribuído de maneira mais uniforme por toda a preparação.
  • Com a ajuda de um pilão, amasse a mistura de repolho e sal. Se você não tiver este utensílio, poderá fazê-lo com as mãos previamente lavadas.
  • Em um frasco com tampa de fechamento a vácuo, adicione o repolho, aperte e comprima com a ajuda de uma colher para garantir que não haja bolsas de ar.
  • Por fim, feche o frasco e mantenha-o em um local limpo e seco, em temperatura ambiente, por 4 a 6 semanas.

Leia também: Por que é bom consumir alimentos fermentados?

Receita para preparar missô

Receita para preparar missô
Este fermento de origem asiática fornece sabores intensos, juntamente com um perfil nutricional muito completo.

O missô é uma pasta aromatizante resultante da fermentação da soja, feijão ou cereais e sal iodado. É rico em proteínas de alta qualidade, aminoácidos e minerais essenciais (magnésio, cálcio, ferro). Além disso, contém altos valores de carboidratos de absorção lenta, vitamina B12 e ácido fólico.

Ingredientes

  • 2 xícaras de grão-de-bico ou grãos de soja
  • 5 xícaras de fermento de koji, o fermento do missô
  • 2 xícaras de caldo do cozimento do vegetal escolhido
  • 4 colheres grandes de sal

Modo de preparação

  • Coloque a leguminosa escolhida de molho 12 horas antes.
  • Cozinhe em uma panela de pressão com água até ficar macia o suficiente para derreter facilmente. O grão-de-bico leva cerca de 50 minutos e o feijão 90.
  • Coe as leguminosas e processe-as até obter uma pasta homogênea.
  • Adicione cerca de meio litro do caldo de cozimento e sal e cozinhe em fogo muito baixo, mexendo ocasionalmente.
  • Retire do fogo e adicione o fermento.
  • Coloque a preparação em um recipiente adequado para a sua preservação e tente evitar bolsas de ar.
  • O tempo de fermentação depende do sabor que você espera alcançar. Quanto mais tempo, mais forte e intenso será. Com esta receita, ele vai estar pronto em 40 dias.

Quer mais receitas? Descubra como preparar kimchi: o fermentado mais saudável

Como preparar alimentos fermentados: kefir de leite

Kefir de leite
Leite e fermento são os únicos ingredientes necessários para fazer o kefir.

O kefir é um alimento produzido a partir da fermentação láctica do leite com bactérias e leveduras. É muito rico em vitaminas do complexo B (B1, B5, B9 e B12, biotina), vitamina K e vitamina D. Além disso, possui altos valores de minerais essenciais para o correto funcionamento do organismo, como cálcio, magnésio, fósforo e potássio.

Ingredientes

  • 1 litro de leite integral
  • 200 g de grãos de kefir
  • Recipiente de vidro adequado para a sua conservação

Modo de preparação

  • Coloque o leite no recipiente de vidro.
  • Adicione os grãos de kefir, feche bem e deixe descansar por 24 a 30 horas.
  • Coe o líquido que se formou e repita o processo anterior, adicionando mais leite até obter a quantidade desejada de kefir.
  • Recomenda-se enxaguar a preparação resultante com água não clorada a cada quatro dias.

Agora você tem as suas receitas de alimentos fermentados para fazer em casa. Inclua-os na dieta de toda a família e aproveite os benefícios que mencionamos.

  • Ramirez-Ramirez, J. C., Rosas Ulloa, P., Velazquez Gonzalez, M. Y., Ulloa, J. A., & Arce Romero, F. (2011). Bacterias lácticas: Importancia en alimentos y sus efectos en la salud. Revista Fuente, 7. Retrieved from http://aramara.uan.mx:8080/jspui/bitstream/123456789/436/1/Bacterias lácticas%2C Importancia en alimentos y sus efectos en la salud.pdf
  • Universidad del Cauca. Facultad de Ciencias Agropecuarias. (n.d.). Biotecnología en el sector agropecuario y agroindustrial. Retrieved from http://revistas.unicauca.edu.co/index.php/biotecnologia/article/view/724
  • Estación Experimental Agropecuaria Rafaela. (n.d.). Soja. La reina de las legumbres. Retrieved April 12, 2019, from http://rafaela.inta.gov.ar/publicaciones/recetario_soja/valor_nutritivo.htm
  • Alimentos.org. (n.d.). Col. Retrieved April 12, 2019, from https://alimentos.org.es/col