6 receitas caseiras para atenuar as estrias

Aproveite para aplicar esses tratamentos quando as estrias ainda estiverem roxas. Quando elas adquirem uma tonalidade branca, são mais difíceis de remover, pois já formaram uma cicatriz.
6 receitas caseiras para atenuar as estrias

Última atualização: 14 Novembro, 2021

Em primeiro lugar, é importante deixar claro que é muito difícil eliminar 100% das estrias. Embora atualmente existam técnicas para melhorar a sua aparência, elas podem reaparecer, ou seja, não desaparecem por completo. Porém, vale a pena testar algumas recomendações alternativas que, aplicadas constantemente, podem ajudar a tratar as estrias. Descubra-as abaixo.

Receitas para tratar as estrias

Para entender por que é difícil remover as estrias, é importante saber do que se trata. As estrias são atrofias cutâneas em forma de linhas sinuosas esbranquiçadas ou roxas que, localizadas no tecido conjuntivo, são observadas por transparência através da epiderme.

Em geral, tendem a se formar em áreas como glúteos, coxas e abdômen e costumam ocorrer por motivos como mudanças bruscas de peso, descontrole hormonal e/ou gravidez.

Por sua vez, seu desenvolvimento ocorre em duas fases: a fase avermelhada, que é a mais recente e, posteriormente, a fase nacarada, que é quando se forma a cicatriz.

As estrias semelhantes a cicatrizes costumam ser mais difíceis de eliminar, pois não têm circulação sanguínea e há ausência de fibroblastos.

Portanto, a melhor época para tentar tratar as estrias é quando elas ainda estão avermelhadas, para que possam ser bastante reduzidas. Para isso, é importante ser constante na aplicação de tratamentos e, sobretudo, complementá-los com hábitos saudáveis.

Atualmente, existem vários procedimentos profissionais que dão bons resultados em pouco tempo. Algumas alternativas de origem natural também são utilizadas, embora não tenham respaldo científico.

1. Rosa mosqueta e óleo de amêndoas

Óleo de Rosa Mosqueta para as estrias

Não existem estudos que comprovem a eficácia deste tratamento. No entanto, em uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Nursing, o óleo de amêndoas ajudou a tratar as estrias causadas pela gravidez. Seus efeitos são atribuídos ao seu teor de vitamina E e ácidos graxos que nutrem a pele.

O que fazer?

  • Primeiro, misture partes iguais de óleo de rosa mosqueta e óleo de amêndoas.
  • Em seguida, a mistura deve ser aplicada apenas nas áreas onde se encontram as estrias.
  • Recomenda-se fazê-lo com massagens suaves nas áreas afetadas.
  • Importante: deixe a mistura agir na pele por muito tempo.
  • Sugere-se aplicar de manhã antes de sair ou à noite, antes de dormir.

2. Abacate

Outro produto que se espalhou na cultura popular como possível adjuvante contra as estrias é o abacate. Esta fruta é rica em gorduras saudáveis, proteínas e outros nutrientes que beneficiam a pele. Neste caso, vamos combiná-lo com mel e limão.

O que fazer?

  • A primeira coisa é amassar a polpa do abacate em um recipiente limpo.
  • Em seguida, deve-se misturar com 1 colher de sopa (5 ml) de suco de limão e 1 colher de sopa (10 g) de mel até formar uma pasta homogênea.
  • Recomenda-se aplicar a mistura diariamente nas áreas afetadas, deixando-a agir por um período de 10 a 15 minutos.
  • Por fim, você pode tomar um banho ou retirar a mistura com bastante água morna.

3. Cavalinha

De acordo com uma publicação na Dermatologic Surgery, os extratos de cavalinha, que são prescritos para cuidar dos tecidos, incluindo a cartilagem, também têm sido usados em vários tratamentos para tratar as estrias.

No entanto, não há evidências para apoiar esses efeitos. Em todo o caso, se você pretende experimentá-lo no seu estado natural, opte pela seguinte alternativa, que apesar de demorar bastante para utilizar, valerá a pena graças às propriedades desta planta.

O que fazer?

  • Misture 100 g de cavalinha com 8 gotas de limão em 1 litro de álcool a 40º por 20 ou 30 dias.
  • Após este tempo recomendado, deve-se diluir em 50% da água potável.
  • O próximo passo seria aplicá-lo nas áreas afetadas.
  • Use as mãos para massagear suavemente em movimentos circulares.
  • Tente fazer isso diariamente para obter uma maior eficácia.

4. Pasta de cenoura para tratar as estrias

Creme de cenoura contra as estrias

A aplicação tópica da cenoura tem sido utilizada para hidratar, potencializar o bronzeamento e tratar a presença de estrias. Embora não haja evidências que sustentem seus efeitos, sua aplicação constante pode gerar efeitos interessantes, segundo a crença popular.

O que fazer?

  • O primeiro passo seria colocar algumas cenouras cozidas no vapor e esperar que amoleçam.
  • O segundo passo é, quando estiverem prontas, amassar até obter uma pasta uniforme.
  • Em seguida, você deve adicionar algumas colheres de sopa de óleo de coco.
  • A última coisa a fazer é aplicar a mistura obtida nas áreas afetadas com massagens circulares suaves.
  • Deixe agir por um tempo de 15 a 20 minutos e, por fim, enxágue com água morna em abundância.

5. Aloe vera

Esta planta pode hidratar, proteger e estimular a cicatrização da pele. Em uma pesquisa publicada no Journal of Maternal-Fetal and Neonatal Medicine, o aloe vera, assim como o óleo de amêndoas, mostrou efeitos positivos ao reduzir a coceira das estrias e prevenir a sua progressão.

O que fazer?

  • Extraia meia xícara (200 g) de gel de aloe vera diretamente da planta.
  • Misture com 1 colher de sopa (10 g) de azeite, até obter uma aparência uniforme.
  • Aplique nas partes do corpo afetadas pelas estrias.
  • Deixe agir por 30 minutos e enxágue com água morna em abundância.
  • O processo pode ser repetido 1 a 2 vezes por semana.

6. Manteiga de cacau para tratar as estrias

Manteiga de cacau

A manteiga de cacau é um dos produtos tradicionalmente utilizados para a prevenção e o tratamento das estrias. Contém polifenóis, teobromina, cafeína e minerais que ajudam a nutrir a pele. No entanto, até o momento, sua eficácia contra as estrias não foi comprovada.

O que fazer?

  • É tão simples quanto pegar manteiga de cacau pura e aplicá-la em áreas do corpo que apresentam estrias.
  • Sugere-se aplicar esta manteiga 2 a 3 vezes ao dia.
  • Depois, como nas alternativas anteriores, basta enxaguar com água morna.

Um breve resumo

Podemos testar algumas alternativas naturais que podem ajudar a tratar as estrias. No entanto, devemos estar cientes de que não há evidências que demonstrem a sua eficácia e, além disso, é difícil eliminá-las. Portanto, sua aplicação deve ser constante e deve ser complementada com outros cuidados.

Pode interessar a você...
Conheça esses cremes à base de café para celulite e estrias
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Conheça esses cremes à base de café para celulite e estrias

Embora seja algo totalmente natural ter celulite e estrias, existem alguns cremes à base de café que podem melhorar a aparência da nossa pele.



  • Elsaie, M. L., Baumann, L. S., & Elsaaiee, L. T. (2009). Striae distensae (Stretch Marks) and different modalities of therapy: An update. Dermatologic Surgery. https://doi.org/10.1111/j.1524-4725.2009.01094.x
  • Timur Taşhan, S., & Kafkasli, A. (2012). The effect of bitter almond oil and massaging on striae gravidarum in primiparaous women. Journal of Clinical Nursing21(11–12), 1570–1576. https://doi.org/10.1111/j.1365-2702.2012.04087.x
  • Korgavkar, K., & Wang, F. (2015). Stretch marks during pregnancy: A review of topical prevention. British Journal of Dermatology. https://doi.org/10.1111/bjd.13426
  • Ud-Din, S., McGeorge, D., & Bayat, A. (2016). Topical management of striae distensae (stretch marks): Prevention and therapy of striae rubrae and albae. Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology. https://doi.org/10.1111/jdv.13223
  • Elsaie, M. L., Baumann, L. S., & Elsaaiee, L. T. (2009, April). Striae distensae (Stretch Marks) and different modalities of therapy: An update. Dermatologic Surgery. https://doi.org/10.1111/j.1524-4725.2009.01094.x
  • Hajhashemi, M., Rafieian, M., Rouhi Boroujeni, H. A., Miraj, S., Memarian, S., Keivani, A., & Haghollahi, F. (2018). The effect of Aloe vera gel and sweet almond oil on striae gravidarum in nulliparous women. Journal of Maternal-Fetal and Neonatal Medicine31(13), 1703–1708. https://doi.org/10.1080/14767058.2017.1325865
  • Ud-Din S, McGeorge D, Bayat A. Topical management of striae distensae (stretch marks): prevention and therapy of striae rubrae and albae. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2016;30(2):211–222. doi:10.1111/jdv.13223