Quanto tempo demora para engravidar?

Quando o relógio biológico marca a hora de ter filhos, muitas mulheres e casais ficam preocupados em saber quanto tempo demora para engravidar. O milagre da concepção depende de muitos fatores internos e externos.
Quanto tempo demora para engravidar?

Última atualização: 05 Março, 2021

Determinar quanto tempo demora para engravidar é difícil de precisar. Para algumas mulheres pode ser muito rápido, enquanto que para outras pode demorar um pouco mais. Assim sendo, estabelecer uma média depende de vários fatores.

O tempo que leva para engravidar variará muito de acordo com o casal e as circunstâncias em que a concepção está sendo tentada. Antes de que se possa falar que existem problemas de infertilidade, há que se destacar muitas variáveis.

O ciclo menstrual

A fertilidade masculina é constante. Um homem fértil tem a chance de conceber em qualquer momento. Por outro lado, a mulher somente tem uns seis dias de fertilidade em seu ciclo menstrual.

Conhecer o ciclo menstrual é essencial para saber quanto tempo leva para engravidar. Os dias férteis do ciclo menstrual serão os dias anteriores à ovulação e um ou no máximo dois dias após a liberação do óvulo.

Por isso, sincronizar as relações sexuais com os dias férteis do ciclo menstrual é fundamental para engravidar. Quando as relações sexuais ocorrem fora dos dias férteis da mulher, simplesmente não há concepção.

Logicamente, para uma mulher com um ciclo menstrual regular será mais fácil determinar os dias férteis do que uma com um ciclo irregular. Nesse sentido, a mulher do ciclo regular saberá que o melhor momento para ter relações sexuais estará perto do dia 14 após a menstruação.

Se o seu ciclo menstrual é irregular, não é impossível engravidar. Os testes de ovulação que medem os níveis de hormônio luteinizante ou as características do muco cervical são fundamentais para determinar os dias férteis das mulheres com ciclo irregular.

A idade, um fator chave

A idade é um fator determinante para a fertilidade. Tanto feminina como masculina. Uma mulher entre os 20 e 30 anos está no momento de conceber porque seus órgãos reprodutivos estão completamente formados.

As chances de engravidar quando se está nessa faixa são mais altas do que uma mulher com 35 ou 45 anos, quando os óvulos já estão envelhecidos. Tudo isso sem contar com os riscos que trazem a gravidez nessas idades.

A qualidade e a quantidade dos óvulos de uma mulher diminuem de forma progressiva e natural desde a menarca (a primeira menstruação) até a menopausa. No entanto, há mulheres que terão mais facilidade para engravidar apesar de terem 35 anos, em comparação com uma de 25.

A idade também é determinante para os homens. A qualidade do esperma é melhor nos homens mais jovens do que nos mais adultos. Sempre se fala da idade nas mulheres, enquanto que a dos homens costuma-se colocar em segundo plano.

Um homem acima dos 50 ou 60 anos pode engravidar uma mulher em idade fértil naturalmente. Por outro lado, uma mulher, após ultrapassar o limiar dos 35 aos 45 anos, talvez precise da intervenção de especialistas em fertilidade para conseguir engravidar.

O uso de anticoncepcionais

ciclo menstrual

Quando a mulher passa um certo tempo controlando sua fertilidade com o uso de contraceptivos hormonais, saber quanto tempo demorará para engravidar depende novamente de vários aspectos.

  • Caso tenha controlado sua ovulação com contraceptivos hormonais e tenha decidido que já é tempo de engravidar, deve terminar o ciclo de pílulas contraceptivas que está tomando. Logo depois de deixar de tomar as pílulas, tenha relações sexuais sem proteção.
  • A ovulação pode aparecer ao final de duas semanas para aquelas mulheres com um ciclo regular, enquanto que para mulheres com um ciclo irregular pode demorar mais tempo.

A fertilidade não fica comprometida depois de se ter tomado contraceptivos hormonais. O que sim é importante é que não interrompa subitamente, já que pode ser prejudicial na recuperação do equilíbrio hormonal.

O que dizem as estatísticas

A maioria dos casais que decide engravidar poderá conseguir após três meses de relações sexuais frequentes e desprotegidas. As estatísticas dizem que, se você está tentando engravidar, esse é o período que pode ser necessário para conseguir a fertilização do óvulo.

Para sermos mais exatos, 30% dos casais vão conseguir engravidar após o primeiro ciclo menstrual (cerca de um mês), e aproximadamente 60% vão engravidar depois de três meses.

Outros casais devem esperar um tempo para engravidar de cerca de um ano. Contudo, evite ficar preocupado com as estatísticas. Se depois de tentá-lo durante um ano sem sucesso, pense em buscar a ajuda de um especialista em fertilidade.

É importante não adiar demais a decisão de consultar um especialista, caso haja um real problema de fertilidade. O melhor é procurar ajuda enquanto o processo natural de envelhecimento não estiver muito avançado.

Caso queira engravidar

dicas para engravidar

Para as mulheres ou casais que já querem viver a felicidade de serem mães e pais, é importante revisar o estado geral de sua saúde. Consultar previamente um especialista em ginecologia e obstetrícia  antes de engravidar é uma boa ideia.

Além disso, é importante abandonar hábitos poucos saudáveis como fumar, beber álcool ou café em excesso; assim como consumir outro tipo de drogas. Informe-se sobre quais são os melhores nutrientes para ajudar seu corpo a se preparar para a concepção.

Estar no peso adequado e ter uma boa rotina de exercícios é outro fator que deve ser levado em consideração. Além disso, o mais importante sempre será sincronizar as relações sexuais com os dias de fertilidade feminina.

Pode interessar a você...
5 mudanças durante a gravidez que você não conhecia
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
5 mudanças durante a gravidez que você não conhecia

Mesmo que o seu médico faça todos os testes pré-natais para garantir que o bebê esteja em perfeitas condições, as mulheres grávidas sempre têm dúvidas.



  • Jensen, E. T., Daniels, J. L., Stürmer, T., Robinson, W. R., Williams, C. J., Vejrup, K., … Longnecker, M. P. (2015). Hormonal contraceptive use before and after conception in relation to preterm birth and small for gestational age: An observational cohort study. BJOG: An International Journal of Obstetrics and Gynaecology. https://doi.org/10.1111/1471-0528.13114