As propriedades antiparasitárias do tomilho

O tomilho melhora significativamente o sabor dos pratos aos quais é adicionado. Experimente usá-lo com mais frequência nas suas receitas!
As propriedades antiparasitárias do tomilho

Última atualização: 16 Outubro, 2021

Neste artigo, falaremos sobre as propriedades antiparasitárias do tomilho e seus efeitos benéficos para o corpo. Entre outras consequências positivas, ele ajuda a eliminar piolhos, parasitas e pulgas.

O que devemos saber sobre o tomilho?

O tomilho é um arbusto aromático usado para dar sabor e aroma aos alimentos. No entanto, também é um remédio natural poderoso. Existem diferentes tipos, mas o mais conhecido é o branco ou salseiro.

O tomilho é utilizado desde a antiguidade – existem indícios da sua aplicação na época romana – para fins medicinais e também para perfumar vinhos e queijos. Hoje, outras propriedades também são reconhecidas no âmbito da estética.

Para que serve o tomilho?

Os usos mais frequentes do tomilho estão relacionados com a gastronomia. No entanto, também traz benefícios para os sistemas digestivo e respiratório. Esta planta é usada para:

  • Reduzir os gases, devido às suas propriedades carminativas.
  • Aliviar a tosse e o catarro, devido às suas propriedades expectorantes.
  • Tratar feridas, e até mesmo feridas abertas, por seu poder antisséptico.
  • Equilibrar o pH do couro cabeludo e eliminar caspa e dermatites.
  • Aliviar problemas orais, como gengivite e aftas.
  • Tratar infecções por Candida albicans ou vaginite.
  • Reduzir a dor causada por reumatismo ou artrite.
  • Promover a circulação sanguínea.
  • Evitar o envelhecimento precoce das células, pois possui propriedades antioxidantes.
  • Ajudar mulheres com períodos menstruais dolorosos ou difíceis, pois é emenagogo.
  • Reduzir a intensidade das enxaquecas e dores de cabeça.
  • Fortalecer o sistema imunológico e prevenir resfriados e gripes.
  • Combater todos os tipos de infecções do sistema urinário (uretrite, cistite, prostatite).
  • Prevenir o mau hálito.
  • Manter os dentes saudáveis.
  • Tratar a diarreia em crianças.
  • Repelir mosquitos e outros insetos.

No entanto, nem todas essas propriedades são evidenciadas pela ciência. A literatura mostra suas propriedades antimicrobianas. Além disso, também afirma que a combinação de tomilho com o tratamento farmacológico melhora o prognóstico nos casos de bronquite, de acordo com um artigo publicado na revista Arzneimittelforschung.

Usos do tomilho

As propriedades antiparasitárias do tomilho

Uso interno

Desde os tempos antigos, o tomilho tem sido usado para eliminar parasitas intestinais. Também funciona no combate a vermes. No entanto, este é um remédio natural cuja eficácia não é endossada pela comunidade científica.

Para tirar proveito dessas propriedades, é necessário tomar uma infusão que permite expulsar os oxiúros, parasitas muito comuns em crianças.

Ingredientes

  • ½ litro de água
  • 2 colheres de sopa de tomilho

Preparação

  • Ferva os dois ingredientes por 10 minutos.
  • Após esse tempo, desligue o fogo e deixe descansar até ficar morno.
  • Coe e beba com o estômago vazio.
  • Não pode ser adoçado, diluído ou misturado com outras bebidas.
  • Repita o tratamento por 1 semana consecutiva. Nestes 7 dias, você deve evitar consumir açúcares e farinhas refinadas.

Parasitas internos

Os adultos com parasitas internos podem realizar um tratamento de combate aos mesmos baseado nas propriedades antiparasitárias do tomilho. Deve-se notar que este remédio natural não deve substituir o farmacológico.

Estas são as etapas para a sua preparação:

Ingredientes

  • 1 punhado de tomilho fresco
  • 1 litro de água

Preparação

  • Coloque em uma panela e aqueça até ferver.
  • Deixe por 15 minutos e retire do fogo.
  • Cubra por mais 15 minutos.
  • Coe e beba todo o litro de água em várias doses; a primeira deve ser o jejum e a última antes de dormir.
  • Repita o tratamento por uma semana e mantenha uma dieta detox que inclui vegetais, frutas e grãos integrais. Qualquer coisa que contenha fibras será benéfica para promover a eliminação de vermes e amebas.

Uso externo

Sua ação antiparasitária não se aplica apenas aos vermes intestinais, mas também serve para eliminar pulgas, piolhos, sarna e fungos nas unhas ou na pele. Aqui explicamos como:

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 120 gramas de flores e folhas secas de tomilho

Preparação

  • Aqueça a água e acrescente as flores.
  • Deixe ferver até que a água reduza pela metade.
  • Retire do fogo, deixe descansar e amornar.
  • Coe e molhe uma bola de algodão no líquido.
  • Aplique no couro cabeludo, pele ou unhas, conforme apropriado.
  • Em casos mais avançados, você pode fazer lavagens ou compressas com um pano na área afetada.
  • Qualquer um dos dois tratamentos deve ser seguido por oito dias; então, você tem que descansar por duas semanas e repetir para evitar um novo crescimento.
As propriedades antiparasitárias do tomilho

Por que o tomilho é tão bom para essas condições? Porque tem um composto chamado timol, que inibe o crescimento de ácaros, micose e outros parasitas, segundo especialistas. Por isso, combate bactérias, amebas, fungos, etc.

Além do que detalhamos antes, você pode fazer um remédio que funciona para todas essas condições e que podemos armazenar por várias semanas. Estas são as instruções:

Ingredientes

  • Tomilho fresco ou seco
  • Álcool

Preparação

  • Em uma jarra, coloque 4 colheres de sopa de tomilho e despeje álcool branco até atingir a borda.
  • Cubra bem e deixe repousar por 3 semanas em um local fresco e escuro.
  • Após esse tempo, molhe um algodão e esfregue sobre a área afetada, que pode ser o couro cabeludo, a pele ou as unhas.
  • Outra opção é aplicar como cataplasma e deixar por cerca de 15 minutos (para sarna, piolhos ou fungos).

Você pode se interessar: Os parasitas alimentares mais comuns

Uso gastronômico

A última das formas de aproveitar os benefícios do tomilho que iremos mencionar aqui é na alimentação. Ele combina bem com:

  • Peixes
  • Frutos do mar
  • Vegetais
  • Frango
  • Vinagres
  • Óleos
  • Molhos
  • Marinadas

O tomilho tem efeitos colaterais?

Chá de tomilho

Embora seja uma das plantas menos tóxicas que existem, o consumo excessivo pode causar o que se chama de tiroxicose, que consiste em vários distúrbios clínicos devido ao aumento dos níveis de tiroxina.

Portanto, é necessário cumprir um tratamento interno de no máximo uma semana e deixar o corpo repousar quinze dias antes de repetir. No caso do uso tópico, deve-se prestar muita atenção às reações da pele ou das unhas para detectar possíveis alergias. A consulta médica é altamente recomendada se os sintomas persistirem ou se agravarem.

Lembre-se!

O uso do tomilho pode ser muito positivo tanto para melhorar o sabor dos pratos quanto para combater algumas infecções graças às suas propriedades antiparasitárias e antimicrobianas.

Por esse motivo, recomendamos que você tente usá-lo com mais frequência, junto com outros temperos e especiarias.

Pode interessar a você...
Como preparar um xarope caseiro de tomilho e alcaçuz para aliviar a tosse
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como preparar um xarope caseiro de tomilho e alcaçuz para aliviar a tosse

Conheça um xarope caseiro de tomilho e alcaçuz para acabar com a tosse, um sintoma desconfortável que ajuda a manter as vias aéreas limpas.



  • Rosas, A., & López, A. (2011). Actividad Antimicrobiana de Aceite Esencial de Tomillo. Temas Selectos de Ingeniería de Alimentos. https://doi.org/10.1145/1978942.1978984
  • Folcarà, S. C., & Vanaclocha, B. (2000). Usos terapéuticos del tomillo. Revista de Fitoterapia, 5–13.
  • Sakkas H., Papadopoulou C., Antimicrobial activity of basil, oregano, and thyme essential oils. J Microbiol Biotechnol, 2017. 27 (3): 429-438.
  • Kemmerich B., Eberhardt R., Stammer H., Efficacy and tolerability of a fluid extract combination of thyme herb and ivy leaves and matched placebo in adults suffering from acute bronchitis with productive cough. A prospective, double blind, placebo controlled clinical trial. Arzneimittelforschung, 2006. 56 (9): 652-60.
  • Salehi B., Mishra AP., Shukla I., Sharifi Rad M., et al., Thymol, thyme and other plant sources: health and potential uses. Phytother Res, 2018. 32 (9): 1688-1706.