4 soluções caseiras para combater a gengivite

8 de dezembro de 2019
Uma boa higiene dental é a chave para combater a gengivite. No entanto, se você tiver algum sintoma, pode proteger as suas gengivas com alguns ingredientes naturais, como sal marinho ou óleo de coco.

A gengivite é a inflamação das gengivas, ou seja, o inchaço do tecido de cor rosada que envolve o dente. Como resultado, esta área sangra ao comer alimentos ásperos ou ao escovar os dentes. No entanto, existem soluções caseiras para combater a gengivite de maneira simples.

Inflamação da gengiva 

Geralmente a gengivite surge devido à presença de bactérias por uma má higiene bucal, o que resulta na formação da placa dental ou tártaro na boca e, se não houver cuidado, existe o risco de erosão do tecido gengival, e até mesmo o desgaste do osso da mandíbula.

Por outro lado, existem fatores que contribuem para a doença das gengivas e gengivite. Entre essas causas estão o estresse, a má alimentação, o tabagismo, as alterações hormonais, ou até mesmo o uso de aparelho. Também pode ocorrer em casos de gravidez, escorbuto, leucemia, ou deficiência de vitaminas.

Soluções caseiras para combater a gengivite 

Como você pode ver, a chamada doença periodontal é um mal sério que requer atenção imediata e tratamento. Para isso, em Melhor com Saúde, apresentamos 4 soluções caseiras para combater a gengivite.

1. Água salgada 

Sal para combater a gengivite

O sal tem propriedades antibacterianas. Na verdade, ele tem sido usado desde os tempos antigos para limpar feridas e até enxaguar a boca. O sal altera o pH na boca, e por isso não permite a reprodução de bactérias. Além disso, a água salgada não irrita as membranas mucosas, por isso é geralmente uma solução caseira para combater a gengivite muito comum e eficaz em pacientes que sofrem desta doença.

Ingredientes 

  • 1 colher de sopa de sal marinho (15 g)
  • ½ xícara de água morna (125 ml)

Preparação e aplicação 

  • Adicione o sal marinho em meio copo de água e mexa até a mistura ficar homogênea.
  • Depois de pronto, faça bochechos por dois minutos e cuspa. Realize o mesmo procedimento até acabar a solução e repita duas ou três vezes por dia.

Continue lendo: 13 razões pelas quais as gengivas sangram quando você escova os dentes

2. Bicarbonato de sódio: um grande aliado para combater a gengivite

O bicarbonato de sódio é uma substância poderosa que ajuda a neutralizar os ácidos encontrados na boca. Na verdade, é uma das soluções caseiras mais simples para combater a gengivite. Você pode comprar uma pasta de bicarbonato de sódio e substituir o creme dental que usa regularmente. Você também pode preparar a mistura que compartilhamos abaixo.

Ingredientes 

  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (4 g)
  • 3 gotas de azeite de oliva

Preparação e aplicação 

  • Em uma tigela misture o bicarbonato de sódio com o azeite de oliva até criar uma pasta homogênea.
  • Quando a pasta estiver pronta, aplique-a em uma escova de dentes e massageie suavemente as gengivas. Em seguida, deixe a mistura agir por dois minutos e enxágue com água morna.

Nota: O bicarbonato de sódio pode ser muito agressivo para os dentes. Por isso, recomenda-se usá-lo em conjunto com azeite e de vez em quando. Você pode usá-lo duas ou três vezes por semana.

3. Óleo de coco 

Óleo de coco para combater a gengivite

Além de promover a saúde bucal, o óleo de coco tem incríveis propriedades antibióticas, antivirais e antibacterianas. Ao mesmo tempo, ajuda a impedir que microrganismos nocivos se espalhem e sobrevivam. Por esse motivo, o óleo de coco é uma das soluções caseiras perfeitas para combater a gengivite.

Ingredientes 

  • 2 colheres de sopa de óleo de coco orgânico (30 g)
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (4 g)

Preparação e aplicação 

  • Em uma tigela misture o óleo de coco com o bicarbonato de sódio para criar uma pasta grossa.
  • Coloque a pasta de coco e bicarbonato de sódio em sua escova de dentes e massageie suavemente suas gengivas. Esta servirá para aplicar o remédio nas áreas afetadas.
  • Após escovar por pelo menos 5 minutos, descarte o resíduo e coloque-o no papel. Lave com água morna. Não jogue o resto no ralo já que o óleo se solidifica e pode entupir as instalações.

Não perca: Dê adeus ao tártaro, à gengivite e ao mau hálito com este óleo comestível

4. Própolis 

Segundo algumas pesquisas, o própolis é uma substância com excelentes propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, e cicatrizantes. De fato, devido à sua eficácia, recomenda-se a sua utilização em casos de gengivite, aftas, periodontite e até abscessos orais.

Ingredientes 

  • ½ copo de água (100 ml)
  • ½ colher de chá de própolis (2,5 ml)

Preparação e aplicação 

  • Misture o própolis com o copo de água e faça enxágues bucais com o líquido por alguns minutos.

Nota: Você pode aplicar diretamente o própolis com um conta-gotas na gengiva e permitir o máximo de tempo possível. Depois disso, pode enxaguar a boca com água morna.

Outras medidas para combater a gengivite

  • Escove os dentes corretamente, pelo menos três vezes ao dia.
  • Além disso, use corretamente o fio dental pelo menos uma vez por dia.
  • Evite fumar.
  • Ademais, use enxaguantes bucais antibacterianos.
  • Marque uma limpeza dental com o especialista.
  • Finalmente, limpe muito bem aparelhos odontológicos e ortodônticos.

Conclusões 

Em primeiro lugar, devemos destacar que a gengivite é uma doença que se desenvolve devido à má higiene bucal. Portanto, recomendamos que você escove corretamente os dentes e use o fio dental. Além disso, é importante visitar o dentista para realizar uma limpeza; preferencialmente, duas vezes por ano.

No entanto, a fim de aplicar as soluções caseiras acima para combater a gengivite, não é necessário estar nessa situação. Sinta-se à vontade para enxaguar ocasionalmente a boca para fortalecer sua rotina de higiene dental.

Por outro lado, se você tiver gengivite e observa que os remédios que apresentamos aqui não são suficientes, é conveniente que você visite um especialista. Certamente, o tratamento precoce evita complicações e riscos.

 

  • Löe, H., Theilade, E., & Jensen, S. B. (2010). Experimental Gingivitis in Man. Journal of Periodontology. https://doi.org/10.1902/jop.1965.36.3.177
  • Trombelli, L., Farina, R., Silva, C. O., & Tatakis, D. N. (2018). Plaque-induced gingivitis: Case definition and diagnostic considerations. Journal of Periodontology. https://doi.org/10.1002/JPER.17-0576
  • James, P., Worthington, H. V., Parnell, C., Harding, M., Lamont, T., Cheung, A., … Riley, P. (2017). Chlorhexidine mouthrinse as an adjunctive treatment for gingival health. Cochrane Database of Systematic Reviews. https://doi.org/10.1002/14651858.CD008676.pub2
  • Chapple, I. L. C., Van Der Weijden, F., Doerfer, C., Herrera, D., Shapira, L., Polak, D., … Graziani, F. (2015). Primary prevention of periodontitis: Managing gingivitis. Journal of Clinical Periodontology. https://doi.org/10.1111/jcpe.12366