O que são os pródromos de trabalho de parto?

Os pródromos do trabalho de parto são contrações que preparam o colo do útero para o parto. Elas podem ser incômodas, mas não são dolorosas.
O que são os pródromos de trabalho de parto?

Última atualização: 03 Julho, 2021

Quando o nascimento se aproxima, todos os sinais parecem apontar para aquele momento esperado. Desconforto, dor e contrações serão interpretados como indicadores da proximidade do parto. No entanto, muitas vezes a futura mãe pode confundir o trabalho de parto verdadeiro com os pródromos.

Principalmente se a mãe for de primeira viagem, distinguir que ela está enfrentando o trabalho de parto requer o atendimento especializado do profissional. Isso se deve à frequência de casos de falso trabalho de parto em hospitais. Neste artigo, ajudaremos você a conhecer e reconhecer os pródromos.

O que são os pródromos de trabalho de parto?

Como seu nome indica, os pródromos (do grego pro, que significa ‘antes’, e dromos , ‘trilha’ ou ‘rota’) são sinais que anunciam o nascimento. Eles são acompanhados por contrações preparatórias irregulares de intensidade variável, às vezes não muito dolorosas, que passam após alguns minutos com repouso ou mudança de posição.

Eles desaparecem para se apresentar novamente indefinidamente e por até 2 semanas antes do parto ocorrer. A quantidade pode aumentar à medida que eles fazem seu verdadeiro trabalho: modificar o colo do útero.

O colo do útero é fechado e mede aproximadamente 3 centímetros. À medida que ocorrem as contrações, o útero amolece, encurta e dilataIsso é conhecido como dilatação. A fase de dilatação pode atingir até 2 centímetros de diâmetro da estrutura.

Dor no final da gravidez
As contrações fora do trabalho de parto preparam o colo do útero para o momento do parto em si.

Quais são os sintomas dos pródromos do trabalho de parto?

No âmbito das contrações, existem as da gravidez e as do parto. Nas gestantes, são conhecidas as de Braxton Hicks, que aparecem a partir da 20ª semana, e os pródromos no final. As de dilatação, por outro lado, são parte das contrações que levam ao trabalho de parto real.

Com os pródromos, mudanças significativas começam a ocorrer no colo do útero, de onde o bebê sairá. A descida e a acomodação da sua cabeça ou encaixe no canal são sinais determinantes. É por isso que o desconforto se localiza na região abdominal inferior e até na virilha.

Os pródromos do parto não têm início definido, porém, são acompanhados pelo aumento e frequência da intensidade das contrações. O corrimento vaginal aumenta, a periodicidade da micção e, às vezes, o tampão mucoso é expelido.

Os pródromos têm duração estimada de 30 segundos a cada 5 a 20 minutos. Embora estejam presentes, a mãe pode levar uma vida normal. Se ela repousar, eles se distanciam.

Como diferenciá-los do trabalho de parto real?

As contrações de treinamento, ou contrações de Braxton Hicks, são as primeiras a se manifestar e causam desconforto. Elas costumam ser indoloresTêm intensidade variável e frequência menor do que 1 a cada 10 minutos.

Essas contrações aparecem antes da 20ª semana e envolvem uma grande área do músculo uterino. Às vezes ocorrem em momentos de estresse ou cansaço, sempre de uma forma desordenada.

No final da gravidez, elas provocam dor moderada no hipogástrio, que é o que se conhece como falso trabalho de partoElas não são motivo de alarme: pelo contrário, indicam que o corpo está se preparando para o parto porque ajudam a amolecer o colo do útero.

A diferença está na intensidade e regularidade, mas também na semana de aparecimento. As contrações reais do trabalho de parto duram cerca de 1 minuto e geralmente se repetem a cada 3 minutos, aumentando sua força. Se elas se distanciarem, o farão em um ritmo regular.

Mas há algo que faz a diferença definitiva: com as contrações de trabalho de parto reais, a mãe não consegue fazer mais nada. Todo o seu corpo, em um dado momento entre as semanas 37 e 40, estará focado na experiência do parto.

A oxitocina, hormônio que também é liberado durante o orgasmo e a lactação, é estimulada pela distensão do útero devido ao rompimento da bolsa, e irriga a corrente sanguínea da mãe, chegando até mesmo a desafiar a frase: “você dará à luz com dor”.

Contrações do trabalho de parto
As dores das contrações, tanto as de treinamento quanto aquelas que levam ao parto real, são variáveis ​​de acordo com a sensibilidade da mulher.

Reconhecer os pródromos irá ajudá-la a acalmar a ansiedade

É importante notar que os pródromos não precisam levar a mãe ao hospital, pois ainda podem separá-la do trabalho de parto por horas ou até dias. A expulsão do tampão, esbranquiçado ou rosado com algum sangue residual, pode manchar a roupa íntima um ou vários dias antes do parto.

Por outro lado, a mãe sente como se fosse menstruar ou uma forte pressão na pelve. Regulares ou não, os pródromos se distanciam entre 5 a 20 minutos. A menos que você esteja a um mês ou mais da sua data do parto, você precisa ir ao hospital. Caso contrário, é melhor passar por isso em casa.

Na verdade, esperar pelo ritmo regular das contrações requer serenidade, respiração controlada e companhia. O verdadeiro trabalho de parto consiste em contrações regulares e intensas, que duram mais tempo e não param com a mudança de posição ou com o repouso.

Se a mãe for de primeira viagem, antes de ir para o hospital, recomenda-se observar o seguinte: que as contrações ocorram pelo menos a cada 5 minutos, durem 1 minuto e se manifestem por 2 horas. Caso esta não seja a sua primeira gestação, as contrações típicas do trabalho de parto durarão 1 hora e, no mínimo, ocorrerão a cada 10 minutos.

Reconhecer quando o trabalho de parto começou evita chegar ao hospital prematuramente e sofrer medidas desnecessárias para adiantá-lo, como estourar a bolsa e aplicar oxitocina intravenosa. Quando se trata de dar à luz, quanto mais natural for o processo, melhor.

Pode interessar a você...

Como são as contrações do parto?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como são as contrações do parto?

As contrações do parto são um dos sinais mais esperados pelas gestantes. Mas às vezes podem ser confundidas. Veja conosco como realmente são.