Dor na cervical: causas e prevenção

17 de dezembro de 2013
Manter uma postura correta é essencial para a saúde da nossa coluna. Também podemos praticar a yoga ou a meditação se a dor na cervical for resultado de problemas emocionais.

Certamente, você já passou por situações em que não conseguia mover o pescoço ou em que sentia muita dor na cervical, como produto de algum esforço ou de suas atividades diárias. Nessa área, existem as vértebras cervicais, onde se originam a dor que você sentiu.

Para não apenas tratar esses problema, como também evitá-lo, é interessante ter em mente alguns dados sobre os transtornos relacionados à cervical.

Localização da cervical

Em primeiro lugar, você deve saber que a cervical é composta de sete vértebras localizadas na parte mais alta da coluna vertebral, ou seja, na altura da nuca.

Cada um dos discos ósseos está unido a outro por meio das articulações. A distância entre eles é dada pelos discos intervertebrais. Esses ossos são os menores da região e se movem graças aos ligamentos.

São muito importantes, porque têm como função suportar os movimentos da cabeça e, principalmente, sustentá-la.

Quais são as causas da dor na cervical?

A dor na cervical pode ser localizar na região da nuca, mas também irradiar para as costas e os ombros, já que o sistema está totalmente interconectado. Isso limita o bom funcionamento de cada osso e vértebra e não nos permite nos movimentarmos corretamente.

Em geral, não é possível girar para um dos lados ou provoca fisgadas de dor. Nos casos mais graves, essa dor aparece junto com formigamento, dormência, tonturas ou dores de cabeça.

Quais são as causas da dor na cervical?

Esses problemas geralmente aparecem devido a movimentos inadequados da cabeça, do pescoço ou das costas. Os mais frequentes são:

  • Má postura enquanto lemos ou assistimos televisão durante muito tempo;
  • Tela do computador mal posicionada (ou muito acima ou muito abaixo do recomendado);
  • Dormir de maneira incômoda, com um colchão ou travesseiros defeituosos;
  • Abaixar para pegar algo de maneira brusca;
  • Torcer ou girar o pescoço com muita velocidade quando realizamos algum exercício;
  • Acúmulo de muita tensão na região;
  • Vida sedentária ou obesidade;
  • Traumatismos ou choques;
  • Artrose cervical e debilidade muscular;
  • Dores crônicas e não tratadas no pescoço, nos ombros, na nuca e nas costas;
  • Depressão, estresse ou ansiedade.

Pode te interessar: Em que consiste a reeducação postural global?

Como prevenir a dor cervical?

Se você apresenta uma tendência a sofrer dores no pescoço, nos ombros ou nas costas, é necessário ter muito cuidado com a maneira de sentar, caminhar ou dormir, como primeira medida preventiva. A postura é essencial para que a saúde da coluna se mantenha em condições normais.

Procure sempre que sua coluna esteja em equilíbrio com a linha imaginária da gravidade que percorre seu corpo dos pés à cabeça. Vigie a todo o tempo a maneira como você se senta, não encurve as costas, não flexione o pescoço para frente ou os ombros para a mesma posição. Tudo isso gera muita tensão na região.

Como prevenir a dor cervical?

A postura ideal se consegue ao apertar o abdômen e alinhar a coluna com as costas e os ombros levemente para trás, Devemos fazer com que seja um movimento natural, sem fazer esforços para isso.

Outra alternativa é colocar um livro na cabeça e não permitir que caia. Você pode caminhar alguns minutos com o livro. Preste mais atenção em como se senta, deita ou caminha.

Se sua dor cervical se deve a problemas emocionais, algo que costuma provocar tensão no pescoço, é preciso fazer tudo com mais calma, analisar as situações e não se deixar vencer pelos problemas.

Se os nervos te afligem, busque atividades que te tranquilizem, como a yoga ou a mediação. Elas servirão para acalmar suas emoções e relaxar todo o corpo.

Não deixe de ler: Quais são as posturas de yoga mais fáceis?

Como tratar a dor na cervical?

Há alguns tratamentos caseiros podem ser de grande utilidade para aliviar a dor na cervical:

  • Aplique gelo ou calor na região. É preferível o frio primeiro (durante três dias após a dor começar) e depois aplicar calor, que pode ser feito através de banhos quentes, compressas, almofadas elétricas. Nunca durma com elas para evitar queimaduras.
  • Suspenda as atividades físicas para aliviar os sintomas e reduzir a inflamação.
  • Mova a região lentamente, para os lados, de cima pra baixo, em pequenos círculos, aproximando a orelha do ombro, etc. Tudo isso serve para alongar os músculos e eliminar a tensão e a dor.
  • Recorra a um massagista.
  • Durma em um colchão mais firme e duro (alguns optam por colocar uma madeira em baixo) e uma almofada especial para o pescoço.
Como tratar a dor na cervical?

Imagens: Cortesia de Simon James, Frank Kovalchek, Michael Dorausch, Averdeen proving ground.

Imagem principal: Cortesia de © wikiHow.com

  • Sarsam, Z. (2009). Cervical spine. British Journal of Neurosurgery. https://doi.org/10.1080/02688690902833352
  • Hurley, R. W., & Chang, J. L. (2018). Cervical radicular pain. In Fundamentals of Pain Medicine. https://doi.org/10.1007/978-3-319-64922-1_20
  • Binder, A. I. (2007). Cervical spondylosis and neck pain. British Medical Journal. https://doi.org/10.1136/bmj.39127.608299.80