6 práticas saudáveis ​​para evitar crises de ansiedade

28 Maio, 2020
A prática de hábitos saudáveis ​​pode contribuir para a prevenção de crises de ansiedade. Você tem tido dificuldade para lidar com este problema? Descubra 6 recomendações importantes a seguir.

Há muitas pessoas procurando maneiras de evitar as crises de ansiedade. Esses ataques de pânico começam subitamente e são caracterizados por sintomas como palpitações, sudorese e falta de ar, entre muitos outros.

Neste artigo, compartilharemos 6 práticas saudáveis ​​que podem ajudar a evitar as crises de ansiedade. Entretanto, nunca devemos ignorar o diagnóstico médico e outras possibilidades de tratamento para melhorar a nossa qualidade de vida. 

6 práticas saudáveis ​​para evitar as crises de ansiedade

1. Faça exercício físico

prática regular de exercícios físicos nos ajuda a melhorar a nossa saúde física. No entanto, também tem um impacto positivo em nossa mente, apesar de existirem poucos estudos que demonstrem isso.

Praticar esportes nos ajuda a melhorar o humor e a prevenir a ansiedade e a depressão a curto e longo prazo. Ou seja, os benefícios surgem após o treino e também continuamente com exercícios regulares.

O ideal seria realizar sessões de 30 ou 40 minutos de intensidade moderada, três vezes por semana. Isso pode nos ajudar a reduzir ou evitar as crises de ansiedade.

Leia também: Benefícios do exercício físico para a saúde mental

Evitar a ansiedade com exercícios
A prática regular de exercício físico oferece benefícios importantes para a saúde mental. Trata-se de um excelente recurso terapêutico para evitar as crises de ansiedade.

2. Aprenda a respirar corretamente

Um dos sintomas das crises de ansiedade é a falta de ar ou sensação de asfixia. Inclusive, este pode ser um dos sinais que nos ajudam a detectar o início do ataque.

Nesse sentido, aprender a controlar a respiração pode nos ajudar a evitar crises de ansiedade ou, se já estivermos sofrendo com ela, a diminuí-la. A hiperventilação é um dos fatores que contribuem para manter a crise.

O que significa aprender a respirar? Algumas práticas, como a ioga e outras semelhantes, se dedicam a ensinar a respirar profundamente e com toda a capacidade do nosso corpo.

Como fazer isso?

  • Para começar, mantenha-se sentado, se possível com os cotovelos apoiados para evitar a tensão nos ombros.
  • A respiração deve ser suave, lenta, regular e calma.
  • Respire pelo nariz e encha o abdômen em 4 segundos.
  • Em seguida, retenha o ar por 2 segundos.
  • Depois, expire lentamente pela boca em 4 segundos.
  • Aguarde alguns segundos e repita por alguns minutos. Pratique todos os dias.

3. Mantenha uma dieta equilibrada e nutritiva

Uma dieta equilibrada é muito importante como complemento para qualquer tratamento médico. Há alguns alimentos que devemos evitar porque nos prejudicam, enquanto outros nos fornecem nutrientes muito benéficos.

No caso da ansiedade, recomendamos uma dieta rica em fibras e ácidos graxos essenciais. Esses alimentos nos ajudarão a melhorar a microbiota intestinal, que está relacionada a distúrbios de ansiedade, depressão e estresse.

4. Remédios e suplementos naturais que ajudam a evitar as crises de ansiedade

Alguns remédios naturais podem nos ajudar a equilibrar o sistema nervoso. Com algumas plantas medicinais, podemos alcançar estados de relaxamento e evitar as crises de ansiedade. Algumas delas são:

  • Passiflora
  • Lavanda
  • Erva-de-são-joão

Alguns suplementos também podem ser eficazes. No entanto, recomendamos sempre tomá-los com receita médica:

  • Magnésio
  • Lisina

Leia também: Descubra os 7 tipos de ansiedade: cavalos de guerra que precisamos controlar

Medicina natural para controlar a ansiedade
Remédios calmantes, como o chá de passiflora, são boas alternativas para lidar com a ansiedade. No entanto, eles devem ser tomados com cautela, pois não deixam de causar efeitos adversos.

5. Aproveite a vida

Para acabar com a ansiedade de uma maneira definitiva, precisamos nos aprofundar em nossas emoções. Em nosso plano para evitá-la, devemos incluir todas as pessoas, hobbies e atividades que nos enchem de sentimentos positivos, aqueles fatores que não podem estar ausentes

Além disso, devemos buscar nosso bem-estar emocional para alcançar uma maior qualidade de vida através da alegria, gratidão, vitalidade e esperança. É importante tentar preencher nossas vidas com o que nos inspira e nos dá satisfação.

6. Psicoterapia para evitar as crises de ansiedade

Por último, se sentirmos que a ansiedade nos supera, devemos buscar apoio profissional. Não devemos nos comparar a outras pessoas ou esperar que as crises se tornem mais graves. 

O psicoterapeuta poderá nos ajudar a entender e a expressar nossas emoções relacionadas a esse distúrbio. Além disso, serão avaliadas as causas e como as crises se manifestam, bem como possíveis tratamentos médicos de acordo com a gravidade.

Somente com um tratamento completo poderemos enfrentar as crises de ansiedade. No entanto, essas dicas podem nos ajudar a reduzi-las gradualmente e, assim, melhorar nossa qualidade de vida.

  • Birch, M. (2015). Breathing retraining in anxiety and panic disorder. Australian Nursing and Midwifery Journal. https://doi.org/10.1002/14651858.CD009041.pub2.Kern
  • Oudejans, R. R. D., & Pijpers, J. R. (Rob. (2010). Training with mild anxiety may prevent choking under higher levels of anxiety. Psychology of Sport and Exercise. https://doi.org/10.1016/j.psychsport.2009.05.002
  • Murphy, M., & Mercer, J. G. (2013). Diet-Regulated Anxiety. International Journal of Endocrinology. https://doi.org/10.1155/2013/701967
  • Taylor, A. M., & Holscher, H. D. (2018). A review of dietary and microbial connections to depression, anxiety, and stress. Nutritional Neuroscience. https://doi.org/10.1080/1028415x.2018.1493808
  • Edenfield, T. M., & Saeed, S. A. (2012). An update on mindfulness meditation as a self-help treatment for anxiety and depression. Psychology Research and Behavior Management. https://doi.org/10.2147/PRBM.S34937
  • Clínica Mayo.https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/depression/in-depth/depression-and-exercise/art-20046495
  • VV.AA. (2017).Essential oil of lavender in anxiety disorders: Ready for prime time?. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6007527/
  • Rapee, RM. (1985).A Case of Panic Disorder Treated With Breathing Retraining.https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3998176/