Patologia dual: tudo que você precisa saber

20 Julho, 2020
O termo patologia dual combina os sintomas do transtorno mental com os sintomas produzidos pela droga no organismo, como o nervosismo e a agressividade.

O termo patologia dual pode ser usado para uma pessoa que sofre de duas patologias simultaneamente. No entanto, especificamente, é usado nos casos em que uma pessoa sofre de um distúrbio mental e de um vício.

Ou seja, uma pessoa que sofre de uma patologia dual é alguém que tem algum tipo de transtorno mental e um vício em qualquer substância. Isso envolve uma ampla gama de possibilidades dentro dessa patologia.

É um distúrbio muito mais comum do que pensamos. Estima-se que cerca de 40% das pessoas que consomem álcool tenham algum tipo de doença mental. De fato, calcula-se que o mesmo ocorra em quase 53% dos consumidores de qualquer droga.

Por ser uma circunstância que afeta muitas pessoas atualmente, neste artigo vamos explicar tudo que você precisa saber sobre a patologia dual.

O que é a patologia dual?

Como já mencionamos, esse termo se refere a uma pessoa que tem uma dependência em alguma substância e, além disso, também apresenta um transtorno mental.

É importante saber que o vício pode ser tanto em substâncias legais quanto ilegais. Uma pessoa com patologia dual pode ser viciada em cigarro ou álcool, por exemplo. São substâncias legais e socialmente aceitas, mas que produzem muitos efeitos nocivos para quem as consome.

Patologia dual: transtorno e drogas

Também podem ser drogas como as anfetaminas, a cocaína, os barbitúricos, etc. De fato, o vício pode até estar relacionado a certos comportamentos, como o sexo. 

Por outro lado, a patologia dual também pode estar vinculada a uma ampla gama de transtornos mentais. Uma pessoa com essa doença pode sofrer de esquizofrenia, depressão ou transtorno de hiperatividade, entre outros.

A patologia dual engloba uma ampla combinação de circunstâncias. Por exemplo, pode se tratar de alguém com depressão e dependência de álcool ou alguém com hiperatividade e dependência de maconha.

Muito provavelmente essas pessoas sofrem exclusão social e desenvolvem problemas financeiros. Além disso, o fato de consumir esse tipo de substância deixa o diagnóstico e o tratamento da patologia mental mais complexos.

É preciso considerar que as duas coisas andam de mãos dadas. Tanto o transtorno mental pode levar ao vício quanto o contrário. De fato, vários estudos afirmam que o consumo de maconha pode ser o gatilho para um surto psicótico, em alguns casos.

Você também pode se interessar: Remédios caseiros contra a abstinência à cafeína

Quais são os sintomas da patologia dual?

Levando em consideração que qualquer alteração mental pode estar associada ao vício em uma substância ou um comportamento, os sintomas são muito variados. Os sintomas e sinais da dupla patologia vão depender de qual é o transtorno da pessoa e o vício que ela apresenta.

No entanto, é verdade que a maioria tem um agravamento do transtorno devido ao consumo da substância em questão. As alterações mais associadas a esses comportamentos viciantes são:

  • Psicose. É um estado em que a percepção da realidade é alterada. Essas pessoas costumam ter delírios, que são crenças falsas que não são baseadas na realidade. Elas também sofrem alucinações, isto é, veem, ouvem ou sentem coisas que não existem.
  • Transtornos de personalidade. São pessoas que têm dificuldade para perceber e se relacionar com situações e pessoas. Por exemplo, pode se tratar de uma pessoa paranoica, que tende a suspeitar de todos ao seu redor.
  • Transtornos do humor. São aqueles caracterizados por alterações emocionais. Pode ser alguém que sofre de períodos de tristeza excessiva ou euforia. Os principais transtornos são a depressão e a mania.
  • Ansiedade. Provoca sintomas como nervosismo constante e sensação de pânico. Também costuma causar sudorese, tremores e taquicardia.
  • Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade.
Pessoa cobrindo o rosto

Em geral, além dos sintomas produzidos por esses transtornos, há os sintomas provocados pela substância responsável pelo vício. Também há a influência do desejo incessante de consumir a droga e da síndrome de abstinência, se houver.

Você também pode gostar de ler: Como saber se você tem um vício em bebidas alcoólicas

Conclusão

A patologia dual é uma doença que afeta muitas pessoas à nossa volta. Além disso, o diagnóstico e o tratamento adequado são muito complicados.

Em primeiro lugar, para ajudar essas pessoas, precisamos que elas consigam manter a abstinência total da droga consumida ou do comportamento viciante. Um forte apoio da família é muito importante nesse sentido.

Além disso, devemos conseguir fazer a estabilização do transtorno psicológico. Portanto, se você acha que sofre dessa doença, ou que qualquer pessoa do seu meio sofre, não deixe de procurar um médico ou psicólogo.

  • ¿Qué se entiende por patología dual? (n.d.). Retrieved August 26, 2019, from https://www.isesinstituto.com/noticia/que-se-entiende-por-patologia-dual
  • Artículo sobre patología dual en el Día Mundial de la Salud Mental. (n.d.). Retrieved August 26, 2019, from https://www.efesalud.com/patologia-dual-salud-mental-trastorno-actual-habitual/
  • torrens Mèlich, M., & Torrens Mèlich, M. (n.d.). Patología dual: situación actual y retos de futuro. Retrieved from https://www.redalyc.org/pdf/2891/289122048001.pdf
  • Fundación Patología Dual – Qué es. (n.d.). Retrieved August 26, 2019, from https://www.fundacionpatologiadual.org/patologiadual.php
  • Cannabis y esquizofrenia. (n.d.). Retrieved from http://spu.org.uy/sitio/wp-content/uploads/2016/09/04_REV.pdf