Ouvir música durante o exercício: quais os benefícios

· 9 de fevereiro de 2019
Ovir música durante o exercício e escolher as músicas certas de acordo com o exercício que você vai praticar ajudará a evitar a sensação de cansaço extremo, já que o cérebro estará focado na música.

A música é uma linguagem universal. Tem a grande peculiaridade de conectar pessoas através de emoções semelhantes, colocando-nos em sintonia até mesmo com momentos de nossa vida que pareciam esquecidos e nos lembramos. O cérebro humano é capaz de armazenar informações musicais ilimitadas, aproximadamente desde os primeiros meses de nascimento.

Por isso, embora não possamos nos lembrar de nossos primeiros dias de vida e nada antes dos 3 anos de idade, podemos lembrar pequenas cenas da nossa vida que estavam ligadas à música. Além de nos conectar, a música pode nos desconectar. Embora pareça paradoxal, é uma habilidade que a música certa tem.

Também, permite nos distrairmos dos problemas ou situações da atualidade, e pode nos deslocar para lugares mais felizes ou mais tranquilos. Quando se trata do exercício, a música é um excelente acompanhante para melhorar o desempenho no treinamento. Transforma-se em um elemento motivacional, e por nos distrair evita que percebamos quanto tempo passou ou quanto tempo ainda falta.

Essa sensação se traduz em segurança e, com isso, traz um melhor rendimento e desempenho.

5 benefícios de ouvir música durante o exercício

1. Ajuda a manter o ritmo

A música estimula o córtex cerebral, que se traduz em maior ativação do corpo. O cérebro envia sinais para nos movermos e sermos enérgicos, o que pode ser sincronizado com o exercício que estamos fazendo. Desta forma estaremos cheios de força para assumir o exercício que vier.

Sem dúvida alguma, a melhor maneira de usar essa energia a nosso favor é procurar uma música cujo ritmo e cadência estejam sincronizados com a intensidade do exercício. Assim, a música terá a batida mais alta quando você estiver no ponto mais difícil da rotina, e cairá quando for a hora de descansar e manter o corpo aquecido.

Leia também: Os 5 melhores exercícios aeróbicos para queimar gorduras sem ir à academia

2. Todos nós temos uma música

Benefícios de ouvir música durante o exercício melhora o humor

Embora a ciência não tenha uma explicação precisa sobre isso, para todos existe uma música que é a adequada. Que nos leva a um lugar melhor, e nos faz sentir cheios de energia e vitalidade. Que inevitavelmente nos convida a nos levantarmos da cadeira e nos movermos.

  • Às vezes, o impacto dessa música tem a ver com o momento, e o que você estava fazendo na primeira vez que a ouviu.
  • Por isso, vincular uma música que nos enche de vitalidade o com exercício, é a coisa mais simples. Você alcançará sua rotina sem muita dificuldade.

3. A música distrai

A música tem um potencial muito grande para nos distrair, e nos permitir suportar muito mais exercício. A música faz com que o cérebro dedique sua energia e concentração ao ritmo, e em muitos casos à letra, forçando-nos a segui-los.

  • Quando o cérebro está envolvido nesse processo, é fácil ignorar o impacto físico que a rotina está tendo. A dor, o desconforto ou a fadiga podem passar despercebidos.
  • Ademais, alguns estudos mostraram que a música pode fazer com que você renda 15% mais do que o normal em seu treinamento.

4. A música melhora o humor

Benefícios de ouvir música durante o exercício melhora o humor

A combinação de música e exercício é uma grande aliada do estado de humor. Ambos são capazes de inundar nosso cérebro com serotonina, o hormônio da felicidade e do bem estar, de modo que estas duas coisas juntas dão excelentes resultados.

Certamente, uma música bem animada e uma boa rotina de exercícios destacam-se entre as recomendações para combater o estresse, a depressão, a ansiedade, ou outros quadros. Elas também são amigas de seus relacionamentos interpessoais, porque quando está de melhor humor, você pode lidar melhor com o ambiente e os desafios que surgem.

Recomendarmos ler: Não tem tempo para ir à academia? Fique em forma sem sair de casa com esses exercícios

5. A música faz você se mexer

O cérebro encontra na música um estímulo impossível de ignorar. Ouvi-la imediatamente nos encoraja a querermos nos mexer, uma vez que ativa receptores específicos. Normalmente o movimento desencadeia a dança, que é uma das maneiras mais divertidas de se exercitar.

No entanto, com um pouco de determinação, a necessidade de se movimentar pode levar à realização dos exercícios. Como já comentamos anteriormente, é recomendável que você os sincronize com a música.

Sem dúvida alguma, a música pode ajudar você a aproveitar melhor sua rotina de caminhada ou corrida, pois lhe ajudará a permanecer estimulado.

  • Jeska Buhmann et al. “Shifting the Musical Beat to Influence Running Cadence”, Proceedings of the 25th Anniversary Conference of the European Society for the Cognitive Sciences of Music, 31 July-4 August 2017, Ghent, Belgium
  • T. Atan, “EFFECT OF MUSIC ON ANAEROBIC EXERCISE PERFORMANCE”, Biol Sport. 2013 Mar; 30(1): 35–39.
  • Costas Karageorghis and David-Lee Priest, “Music in Sport and Exercise : An Update on Research and Application”, Brunel  University, The sport journal, abstract

  • Kornysheva, K. , von Cramon, D. , Jacobsen, T. and Schubotz, R. I. (2010), Tuning‐in to the beat: Aesthetic appreciation of musical rhythms correlates with a premotor activity boost. Hum. Brain Mapp., 31: 48-64.