Os 6 piores alimentos que consumimos

· 8 de setembro de 2014
Limite o consumo de comida processada, embutidos e bebidas açucaradas. Além de serem ricos em calorias, podem ser muito prejudiciais para a saúde.

A saber, nossa alimentação é muito importante para a saúde. Portanto, comer determinados tipos de alimentos ajuda a ficar bem e não ter nenhum tipo de doença.

Por outro lado, ao consumir outros alimentos mais gordurosos, por exemplo, (principalmente se for em excesso) pode gerar sérios problemas de saúde. Dessa forma, a segui apresentaremos alguns dos piores alimentos que costumam ser consumidos.

Embutidos

Os embutidos (como o presunto, as salsichas, o salame ou o chouriço) são produtos muito prejudiciais para a saúde. Isso se deve ao seu alto nível de gorduras saturadas, já que em média aportam 10% deste tipo de gordura para cada 100 g (!) do dito produto.

Isso está muito acima dos padrões recomendados, os quais recomendam que não superem 2% das gorduras saturadas para cada 100 g do produto.

Algumas das afecções mais comuns que ocasiona o consumo de embutidos são: a obesidade, a hipertensão e doenças cardiovasculares, tais como infartos ou acidentes cerebrovasculares.

Portanto, não se deve abusar destes alimentos, além disso, o consumo deve ser moderado, caso não se consiga eliminar de vez da dieta. Ou seja, consuma pequenas quantidades de vez em quando.

Leia mais: 10 alimentos que reduzem anos de vida

Batatas fritas

É verdade que existem maneiras de consumir a batata frita (ou melhor, neste caso, a batata palito) sem que seja excessivamente prejudicial, como, por exemplo, assando-a.

No entanto, a preferência é comê-las fritas e, desse modo, são outro dos alimentos que se tornam prejudiciais para a saúde. Mesmo que tenham um sabor agradável, seu consumo implica em sérios problemas; graças ao seu teor de gorduras saturadas, trans etc.

Em números, as batatas fritas geralmente fornecem 500 calorias para cada 100 gramas delas, assim como 36 gramas de gordura.

Se ainda é pouco, a quantidade de sódio também é muito alta, o que pode ocasionar retenção de líquidos e hipertensão. Portanto, modere seu consumo. 

Alimentos que fazem mal a saúde

Sorvete

Apesar de seu delicioso sabor e consistência, o sorvete é um produto que não se recomenda o consumo muitas vezes na semana ou no mês.

Geralmente contém grande quantidade de gordura (tanto saturada como trans), bem como fornece colesterol ruim e açúcar.

Portanto, seu consumo pode influenciar no desenvolvimento de doenças como a obesidade e o diabetes. Contudo, atualmente existem sorvetes com baixo teor de gordura e açúcar, os quais podem ser muito saudáveis.

Além disso, é possível dar preferência aos picolés de frutas ou até mesmo preparar o famoso “geladinho” de frutas em casa. Será uma delícia!

Saiba mais: Como fazer sorvetes saudáveis?

Sucos de latinha, refrigerantes e outras bebidas açucaradas são alimentos que devemos evitar

No geral, as bebidas açucaradas são muito perigosas para a saúde, principalmente no caso das crianças. Este tipo de bebida costuma concentrar uma elevadíssima quantidade de açúcar, o que, é claro, traz sérias consequências para o organismo.

O açúcar pode ocasionar a obesidade ou o sobrepeso e em casos mais graves, desencadear doenças como o diabetes.

Bebidas gasosas e alimentos que devemos evitar em nossa dieta

Hambúrguer

O hambúrguer é mais um dos alimentos que são prejudiciais para a saúde, principalmente os de famosos estabelecimentos de fast-food.

Isso se deve ao seu alto teor de gorduras saturadas e inclusive o sal. Como já mencionamos, pode provocar danos cardiovasculares e sobrepeso, além de obesidade.

Para evitá-lo, o melhor é preparar hambúrguer caseiro e com pouca gordura, enriquecendo sua receita com o uso de ervas e condimentos naturais.

Pizzas

Igual aos hambúrgueres, as pizzas costumam ser ricas em gorduras saturadas e trans, bem como em sódio e, inclusive, açúcares. Isso se encontra, principalmente, em alguns dos alimentos que são utilizados para sua preparação como queijo e embutidos.

Igualmente, a farinha com a qual são preparadas as pizzas também contém gordura e elementos prejudiciais a saúde. Por isso, procure consumi-las com bastante moderação.

  • Muniz, L. C., Schneider, B. C., Silva, I. C. M. D., Matijasevich, A., & Santos, I. S. (2012). Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil. Revista de Saúde Pública46(3), 534-542.
  • Krause, S. EMBUTIDOS E CÂNCER. lista De tabelas, 72.
  • Enes, C. C., & Slater, B. (2010). Obesidade na adolescência e seus principais fatores determinantes. Revista Brasileira de epidemiologia13, 163-171.
  • Gigante, D. P., Barros, F. C., Post, C. L., & Olinto, M. T. (1997). Prevalência de obesidade em adultos e seus fatores de risco. Revista de Saúde Pública31, 236-246.