10 alimentos que reduzem anos de vida

· 17 de novembro de 2014
Os adoçantes artificiais estimulam o apetite e o acúmulo de gorduras, por isso o seu efeito é exatamente o oposto do que queremos conseguir ao consumi-los.

A dieta que fazemos é fundamental para garantir uma boa saúde e bem estar do corpo. A ingestão de alguns alimentos contribui para o mau funcionamento do organismo e cria obstáculos; impedindo assim o bom desenvolvimento de diversas atividades diárias.

Somos o que comemos”. Dessa maneira, ter uma boa alimentação é muito importante, já que a saúde depende do que comemos; por isso, é bom ter na dieta alimentos saudáveis e balanceados, evitando todo tipo de alimentos tóxicos que possam impedir o correto funcionamento do corpo.

Alimentos que reduzem anos de vida

A seguir, apresentaremos 10 alimentos que são normalmente acrescentados na dieta diária, mas contêm propriedades prejudiciais que afetam o bom funcionamento do organismo; alterando o equilíbrio do corpo.

Embutidos

Os alimentos embutidos (presunto, mortadela, salsichas e salame) possuem um alto nível de gordura, especialmente de gorduras saturadas.

O excesso de gordura saturada, quando ultrapassem 1,5 g por cada 100 gramas de alimentos, aumenta o risco de sobrepeso e podem provocar doenças cardiovasculares e acidentes cerebrais.

Além do que mencionamos anteriormente, os embutidos contam com uma grande quantidade de nitrato que, quando consumido em excesso, pode aumentar o risco de câncer.

Esses alimentos contêm também um alto nível de sódio, aumentando dessa forma as doenças cardíacas e a hipertensão.

Leia mais: Alimentos com nitrosaminas e o câncer

Bebidas com açúcar

bebida gasosa

As bebidas com açúcar estão diretamente associadas ao aumento de peso e a presença  de diabetes.

O açúcar é um componente essencial para o funcionamento do corpo, mas em grandes quantidades, como por exemplo, a que encontramos nas bebidas industrializadas, podem prejudicar a saúde e o funcionamento adequado do corpo; dificultando dessa forma, o bem estar.

Batatas fritas

As batatas fritas contêm gorduras saturadas, trans e colesterol, conseguindo atingir no ranking um posto muito elevado entre os alimentos mais prejudiciais.

Além disso, contêm aproximadamente 500 calorias por cada 100 gramas ingerida, aumentando a grande possibilidade de ganho de peso.

Saiba mais: Aprenda a comer batata de forma saudável

Pizza e hambúrguer

hambúrguer

Esses são outros dois alimentos prejudiciais para o corpo, devido ao excesso de gorduras saturadas, sódio e açúcar.

Habitualmente esses dois alimentos são consumidos por muitas pessoas no mundo, representando um grande risco para a saúde.

Sorvete

O sorvete, apesar de ser delicioso, é elaborado principalmente com gordura saturadas, gorduras trans, colesterol e açúcar. Além de conter também uma grande quantidade de calorias.

Doces

doces: alimentos que reduzem anos de vida

Os doces são alimentos que contêm abundantes quantidades de açúcar. Por isso, seu consumo excessivo aumenta o risco de sofrer diabetes e obesidade; fazendo com que o corpo torne-se resistente à insulina.

Sal

O sal utilizado para preparar alimentos e os produtos em que já vem acrescentado não necessariamente possuem a quantidade necessária e apropriada que devemos consumir diariamente.

O sal contêm diversos componentes químicos que podem intoxicar o corpo e o consumo excessivo provoca retenção de líquidos e aumento de volume muscular. A dose de sal recomendada é de 6 gramas diárias.

Adoçante artificial

a amarga verdade sobre o adoçante

Os adoçantes artificiais contêm componentes que estimulam o apetite e o armazenamento de gordura, por conseguinte, causam ganho de peso.

Carne vermelha

A carne vermelha contêm altos níveis de gordura saturada, prejudicando dessa forma o coração.

Por isso, recomenda-se diminuir seu consumo. Além disso, a ingestão de carne vermelha promove a lentidão no processo digestivo, porque obriga o corpo a investir maior quantidade de energia para digeri-la.

Carboidratos refinados

Os carboidratos refinados se tornam prejudiciais, pois quando são processados perdem os nutrientes saudáveis.

Já os carboidratos como os cereais, por exemplo, contêm propriedades saudáveis no seu estado natural, mas ao serem processados perdem algumas que beneficiam a saúde.

O consumo excessivo  de carboidratos refinados faz com que se aumentem os níveis de açúcar no sangue e a retenção de gorduras; prejudicando o corpo.

Lembre-se

A alimentação é a base para uma vida saudável. É indispensável consumir alimentos que se encarregam de regular e garantir o bom funcionamento de cada um dos sistemas que compõe o corpo; permitindo dessa forma que tenhamos uma melhor qualidade de vida.

  • Santos, R. D., Gagliardi, A. C. M., Xavier, H. T., Magnoni, C. D., Cassani, R., Lottenberg, A. M. P., ... & Fenelon, G. (2013). I Diretriz sobre o consumo de gorduras e saúde cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia100(1), 1-40.
  • Zandonai, A. P., Sonobe, H. M., & Sawada, N. O. (2012). Os fatores de riscos alimentares para câncer colorretal relacionado ao consumo de carnes. Revista da Escola de Enfermagem da USP46(1), 234-239.
  • Krause, S. EMBUTIDOS E CÂNCER. lista De tabelas, 72.
  • Chemello, E., & Pandolfo, F. G. (2006). Açúcar, vício moderno e perigoso. Núcleo de Apoio ao Ensino da Química.