Alimentos com nitrosaminas e potencialmente cancerígenos  

· 22 de janeiro de 2018
Embora o nitrato de sódio seja um aditivo alimentar permitido, pode eventualmente formar óxido nítrico ou nitrosaminas, que são substâncias cancerígenas

Embora as nitrosaminas tenham sido ligadas com uma possível conexão com o câncer, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) aprovou o uso de nitrato de sódio nos alimentos.

Este aditivo alimentar geralmente é usado para adicionar sabor e cor, e prolongar a vida útil dos alimentos.

O nitrato de sódio é um sal natural composto de sódio, nitrogênio e oxigênio.

É usado em carnes como conservante, para prevenir o crescimento bacteriano e  a deterioração.

  • Algumas dessas bactérias podem ser perigosas, como a Clostridium botulinum e a Listeria monocytogenes, que causam doenças potencialmente graves.

Este aditivo alimentar é considerado seguro. No entanto, quando o nitrato de sódio interage com a bactéria na carne, ela muda quimicamente, perde oxigênio, e se torna nitrito de sódio.

Ao longo do tempo, o nitrato de sódio pode formar óxido nítrico, que é um gás, ou nitrosaminas, que são substâncias químicas, conhecidas como cancerígenas.

Alimentos com nitrato de sódio potencialmente cancerígenos

O nitrato de sódio não é usado em muitos alimentos. É mais provável encontrar nitrito de sódio, um dos compostos formados espontaneamente a partir de nitrato de sódio.

No entanto, o nitrato de sódio natural ainda é utilizado em carnes curadas secas e em carnes elaboradas  e processadas em lojas especializadas.

Cachorros quentes

Cachorros quentes são potencialmente cancerígenos

Os conservantes têm sido usados ​​por centenas de anos como um meio para prolongar a vida útil da carne, evitando o crescimento de bactérias.

Embora o sal já tenha sido usado para curar e preservar carnes, os nitratos foram eleitos como a principal parte do sal que ajuda a preserválas.

As salsichas, o ingrediente principal dos cachorros quentes, são alimentos que contêm nitrito de sódio. Curar é um processo que envolve a adição de especiarias, sal, e nitrito, juntamente com o calor às carnes.

Durante este processo o nitrito é convertido em óxido nítrico, que se liga à mioglobina, um pigmento vermelho que dá aos cachorros quentes a sua cor rosa característica, ao longo do tempo.

Um estudo de 1974 publicado no Journal of Food Science revelou que os nitratos se decompõem em salsichas e outras carnes, e se ligam com proteínas para formar as nitrosaminas.

Visite este artigo: 8 alimentos que você não deve comer quando tem inflamação

Como criar um equilíbrio

Como os nitratos de sódio foram ligados à inflamação, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos exige que os fabricantes de cachorros quentes adicionem substâncias anti-inflamatórias, conhecidas como antioxidantes.

São adicionados antioxidantes, como a vitamina C, para minimizar ou neutralizar os efeitos inflamatórios dos nitratos.

Carnes curadas

A maioria dos nitratos na dieta vem daqueles encontrados naturalmente em vegetais, que formam nitrato de sódio, a partir do nitrogênio do solo.

Assim, as carnes curadas não são a única fonte de nitratos de sódio. Na verdade, menos de 5% de sua ingestão vem de carnes curadas.

Exemplos desses tipos de carnes incluem:

  • Presunto cru ou presunto curado
  • Capicola
  • Pepperoni
  • Salame
  • Bacon
  • Toucinho
  • Presunto cozido
  • Carne fabricada em supermercados.

Comer pequenas quantidades de carne processada todos os dias, como apenas 100 gramas, aumenta o risco de câncer colorretal.

Embora a conexão entre carnes processadas e câncer não seja clara, nitritos e nitratos estão atualmente sendo investigados como um possível fator.

Embora não seja ruim comer carnes processadas, como salsichas ou salame, às vezes devemos substituí-las por opções mais saudáveis, como frango ou peixe fresco, versões vegetarianas dessas carnes, ou feijões.

Frutas

O nitrato é um nutriente vegetal essencial que é encontrado no solo e é absorvido por todas as plantas, e utilizado como fonte primária de nitrogênio.

Como tal, o nitrato é uma parte natural de todos os vegetais, frutas e cereais em graus variados. Algumas plantas têm níveis muito mais elevados de nitratos do que outras.

Em geral, os níveis de nitrato são mais baixos em frutas em comparação com vegetais, especialmente vegetais de raiz, devido à distância que o fruto tem do solo.

As frutas com o maior teor de nitratos são os morangos, seguidos das groselhas, framboesas e cerejas.

Leia também: 7 frutas e legumes anticancerígenos que você deve consumir regularmente

Vegetais

Vegetais que não têm potencial cancerígeno

Entre os vegetais com alto teor de nitrato, encontramos:

  • Alface
  • Beterraba
  • Cenoura
  • Feijão verde
  • Espinafre
  • Salsa
  • Repolho
  • Rabanetes
  • Aipo

Obviamente, não podemos nos esquecer de que o teor de nitrato varia de acordo com a composição do solo.

Estudos sobre vegetais ricos em nitratos, como a alface e a beterraba, descobriram que, quando o óxido nítrico é mais alto na corrente sanguínea, a pressão arterial é menor.

Além de relaxar ou vasodilatar os vasos sanguíneos, o óxido nítrico também mostra propriedades antiplaquetárias, o que ajuda a evitar coagulação inadequada do sangue.

Reduza as carnes processadas

É possível diminuir a criação de nitrosaminas cancerígenas com uma boa dose de vitamina C natural.

No entanto, a melhor coisa para a nossa saúde a longo prazo é reduzir as carnes processadas.

Se pudéssemos realmente ver como a maioria destes produtos é feita, e o tipo de “carne” contidos neles, provavelmente nunca os comeríamos de qualquer maneira.

Se adicionarmos os altos níveis de cloreto de sódio que é tão prejudicial, o nitrito de sódio, as nitrosaminas, e o risco de câncer associado ao consumo de carnes processadas, temos excelentes razões para mudar para outras alternativas mais saudáveis.