O que é um enema e como usá-lo de forma segura?

O uso do enema é a forma mais comum de fazer a limpeza do intestino grosso para diagnosticar e tratar diversas condições. A sua aplicação é simples e requer apenas alguns minutos.
O que é um enema e como usá-lo de forma segura?

Última atualização: 09 março, 2022

O termo enema geralmente causa confusão. Porém, este é um procedimento simples que tem como objetivo a limpeza do reto, do cólon e de parte do intestino delgado para fins regulatórios, terapêuticos e diagnósticos. Se você tem interesse em saber o que é um enema e como usá-lo de forma segura, vamos explicar tudo a seguir.

Os enemas também são conhecidos como lavagens. Consistem na introdução de uma solução medicinal ou de outro meio aquoso através do esfíncter anal. Dessa forma, o objetivo é promover a evacuação do conteúdo intestinal e a limpeza do cólon e do reto.

Este procedimento geralmente é útil para o tratamento da prisão de ventre ou da constipação. Além disso, ele geralmente também é usado antes de exames radiológicos e endoscópicos, bem como de algumas intervenções cirúrgicas.

Usos do enema

Os enemas são substâncias para administração retal feitas à base de água, medicamentos ou remédios naturais. Eles podem ser classificados como de evacuação ou de retenção.

Alguns dos usos mais comuns incluem os seguintes:

  • Tratamento da constipação.
  • Intervenção para a retenção ou impactação fecal.
  • Eliminação de fecalomas.

Por outro lado, o enema é uma etapa crítica para certos procedimentos endoscópicos, tais como sigmoidoscopia e colonoscopia. Ambos têm como objetivo a exploração do lúmen do intestino por meio de uma pequena câmera.

Estudos afirmam que a limpeza intestinal com enema é uma estratégia útil para reduzir as complicações pós-operatórias das cirurgias intestinais, assim como os dias de internação e os custos. Além disso, a prática deste procedimento para fins higiênicos está se tornando cada vez mais comum atualmente.

Da mesma forma, os enemas são úteis para administrar substâncias de contraste radiopaco, tais como o sulfato de bário, antes de um exame de raio-X. Isso facilita a visualização das alças intestinais e a identificação de condições.

Enema para colonoscopia.
A limpeza da extremidade do trato digestivo melhora a visualização quando são necessários exames como a colonoscopia.


Efeitos adversos e contraindicações

A aplicação de um enema com indicação médica geralmente é um procedimento seguro e com poucos efeitos adversos. Náuseas, cólicas e ardência anal são alguns dos sintomas secundários.

Da mesma forma, a administração excessiva de líquidos também pode levar à distensão do abdômen. Algumas pesquisas sugerem que a colite isquêmica e a perfuração intestinal são as principais complicações dos enemas de evacuação.

Por outro lado, eles também podem ser prejudiciais diante da presença de certas condições de saúde. Entre as contraindicações estão as seguintes:

  • Colite e apendicite.
  • Peritonite.
  • Prolapso retal.
  • Trauma abdominal.
  • Sangramento gastrointestinal.
  • Hemorroidas.

Além disso, o seu uso pode ser muito arriscado para as pessoas com doença coronariana aguda, desidratação grave e insuficiência renal. Por esta razão, é vital informar o médico responsável sobre qualquer condição patológica.

Passos para usar um enema de forma adequada

A administração de um enema geralmente é um procedimento simples que leva apenas alguns minutos. No caso dos enemas para fins medicinais, é fundamental consultar o médico sobre a frequência e o tempo de uso.

Além disso, também é preciso ter à mão o kit de enema, vaselina, toalhas e um cronômetro, bem como um espaço confortável para se deitar. Para a aplicação, é preciso seguir os seguintes passos:

  1. Primeiramente, prepare a superfície onde se fará o procedimento, espalhando algumas toalhas na cama ou no chão.
  2. Deite-se do lado esquerdo, dobrando o joelho direito contra o peito e colocando uma toalha enrolada embaixo dele. Outra posição consiste em se ajoelhar, levando o peito para o chão e se inclinando para o lado esquerdo do rosto.
  3. Então, usando um dos dedos, aplique vaselina ou lubrificante ao redor do ânus para facilitar a inserção do enema.
  4. Remova a tampa plástica do bico do enema e insira o enema lentamente através da abertura anal, usando a mão dominante. É recomendável fazer pequenos movimentos com o bico de um lado para o outro, a fim de facilitar a inserção. Essa etapa geralmente causa desconforto; a dor pode indicar a presença de fissuras anais ou de hemorroidas externas.
  5. Uma vez que o bico tiver sido inserido, aperte o recipiente para levar a solução para dentro do reto. A pressão deve ser feita de baixo para cima, a fim de garantir a entrada da solução. Quando terminar, remova o bico do reto cuidadosamente.
  6. Finalmente, você deve manter a mesma posição durante o tempo recomendado pelo médico responsável ou esperar de acordo com as instruções do produto. Os enemas levam entre 5 e 20 minutos para estimular a evacuação intestinal.

Na maioria dos casos, esse procedimento pode promover vários movimentos intestinais contínuos. Portanto, fique perto de um banheiro durante a primeira hora. Não é preciso usar outro enema até que a solução administrada tenha sido totalmente expelida.

Constipação que será tratada com um enema.
A constipação crônica é uma das indicações para o uso do enema. No entanto, ele não pode ser usado com frequência.


Quando procurar atendimento médico?

O uso do enema é uma das formas mais comuns de fazer a limpeza do intestino grosso e do reto. No entanto, esse procedimento não é indicado para todas as pessoas, uma vez que também pode promover diversas complicações de saúde. Por esta razão, consulte um médico de confiança diante de qualquer dúvida quanto ao uso e os cuidados necessários.

Por outro lado, também é vital procurar atendimento profissional o mais rápido possível se o produto não for evacuado após 30 a 60 minutos. Da mesma forma, sangramento retal, dor abdominal intensa e sinais de desidratação também são situações que requerem o atendimento médico de emergência.

This might interest you...
Intestino preguiçoso: tudo que você precisa saber
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Intestino preguiçoso: tudo que você precisa saber

O intestino preguiçoso, além da constipação, pode causar distensão abdominal e dor ao evacuar. Trata- se de uma alteração na peristalse.



  • Cordero Castro S. Beneficios y riesgos de la limpieza intestinal preoperatoria en la población pediátrica. Enfermería actual en Costa Rica. 2013;(25).
  • Ahn Y, Hong GS, Lee JH, Lee CW, et al. Ischemic colitis after enema administration: Incidence, timing, and clinical features. World J Gastroenterol. 2020 ;26(41):6442-6454.
  • Peate I. How to administer an enema. Nurs Stand. 2015 ;30(14):34-6.
  • Peña A, De La Torre L, Belkind-Gerson J, Lovell M, et al. Enema-Induced spastic left colon syndrome: An unintended consequence of chronic enema use. J Pediatr Surg. 2021 ;56(2):424-428.
  • Vriesman MH, Koppen IJN, Camilleri M, Di Lorenzo C, et al. Management of functional constipation in children and adults. Nat Rev Gastroenterol Hepatol. 2020 ;17(1):21-39.
  • Chan DS, Delicata RJ. Meta-analysis of antegrade continence enema in adults with faecal incontinence and constipation. Br J Surg. 2016 ;103(4):322-7.