Como lidar com a doença renal crônica

05 Agosto, 2020
Muitas pessoas não apresentam sintomas até que a doença renal esteja muito avançada. A maneira de saber se você tem problemas nos rins é fazendo exames de sangue e urina.

A doença renal crônica consiste na deterioração progressiva e irreversível da função renal. Os rins perdem lentamente a sua capacidade de remover toxinas e controlar o volume de água do corpo.

Na maioria dos casos, a doença renal se torna crônica após um período variável de tempo. Portanto, pode levar anos desde o início do diagnóstico inicial para chegar à fase crônica.

No momento em que os rins perdem sua função, eles também param de produzir uma série de hormônios. Esses hormônios ajudam a regular a pressão sanguínea, estimular a produção de glóbulos vermelhos e a absorção de cálcio.

Muitas pessoas não apresentam sintomas até que a doença renal esteja muito avançada. A maneira de saber se você tem uma doença renal é fazendo exames de sangue e de urina.

Causas da doença renal crônica (DRC)

Saúde renal
Na insuficiência renal, o corpo perde a sua capacidade de limpar o sangue de toxinas, eletrólitos e água.

A diabetes e a pressão alta são duas das causas mais comuns na maioria dos casos. No entanto, existem outras doenças que podem danificar os rins, entre elas:

  • Distúrbios autoimunes.
  • Anomalias congênitas dos rins.
  • Certos produtos químicos tóxicos.
  • Pedras nos rins e infecções.
  • Alguns medicamentos, como analgésicos, antibióticos e tratamentos contra o câncer.

A doença renal crônica dá origem a um acúmulo de fluidos e substâncias residuais no organismo. Por esse motivo, a maioria das funções dos sistemas corporais é afetada.

Evolução e tratamento da doença renal crônica

Essa doença piora lentamente ao longo de meses ou anos. A perda de função pode ser tão lenta que pode não haver sintomas até que os rins quase parem de funcionar.

O estágio final da doença renal crônica é chamado de doença renal terminal (TRE). A evolução depende da causa do dano renal e dos hábitos do paciente.

Nesta fase, os rins não têm mais a capacidade de remover resíduos e excesso de líquidos do corpo. Portanto, quando esse ponto da doença é atingido, é necessário recorrer à diálise ou a um transplante de rim.

Na maioria dos casos, a diálise deve ser realizada quando a função renal chega a 10 a 15% da sua capacidade. Mesmo as pessoas que estão esperando por um transplante de rim podem precisar de diálise.

Leia também: Prepare esta incrível infusão e limpe seus rins

Tratamento

A diálise pode ser necessária para tratar a insuficiência renal grave
Para evitar danos sistêmicos, o paciente com insuficiência renal crônica deve ser submetido à diálise.

Os tratamentos não podem curar as doenças renais, mas podem retardar a sua progressão. Eles incluem medicamentos para baixar a pressão sanguínea, controlar a glicose no sangue e diminuir os níveis de colesterol.

Outros tratamentos podem incluir medicamentos chamados ligantes de fosfato, que podem ajudar a prevenir altos níveis de fósforo. Além disso, para tratar a anemia, o especialista pode prescrever um tratamento com ferro. Por outro lado, é importante consultar o médico antes de tomar suplementos de cálcio e vitamina D.

Da mesma forma, é igualmente importante seguir as diretrizes alimentares, como limitar a ingestão de proteínas. Você também deve ingerir calorias suficientes para evitar a perda de peso.

Além disso, o recomendável é que todos os pacientes com doença renal crônica estejam em dia com as vacinas contra hepatite A e B. Aliás, as vacinas contra influenza e pneumonia também devem estar atualizadas.

Você pode se interessar: 5 bebidas à base de ervas para prevenir pedras nos rins

Podemos evitar a doença renal crônica?

Como mencionamos anteriormente, diabetes e pressão alta são as causas mais comuns de doença renal crônica. Por esse motivo, existem dois parâmetros que devem ser controlados para evitar doenças renais. Levar uma vida saudável pode impedir esses dois fatores ou ajudar a mantê-los em níveis saudáveis.

No entanto, você pode tomar medidas saudáveis ​​para manter seus rins em ótimo estado. Essas recomendações podem ajudar a diminuir o risco de doença renal crônica e, além disso, diminuir o risco de problemas associados a ela. Algumas dessas recomendações são:

  • Dieta com baixo teor de sal e gordura.
  • Fazer meia hora de exercício todos os dias.
  • Fazer exames de urina e sangue pelo menos uma vez por ano: eles são recomendados para monitorar níveis adequados de glicose no sangue.
  • Não fumar.
  • Limitar o consumo de álcool.
  • Controle de peso, tentando mantê-lo em patamares saudáveis.
  • Dieta saudável para o coração: aumentar o consumo de frutas, verduras e grãos integrais.

Com estas orientações e controles médicos adequados, seu organismo terá grandes benefícios.

  • Enfermedad renal crónica. (2009). FMC Formacion Medica Continuada En Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/S1134-2072(09)71805-5
  • Lee, T., Thamer, M., Zhang, Q., Zhang, Y., Allon, M., & GPC. (2015). Prevención, Diagnóstico y tratamiento de la Enfermedad Renal Crónica temprana. American Journal of Nephrology. https://doi.org/10.1159/000446159
  • Guzmán-Guillén, K. A., Fernández de Córdova-Aguirre, J. C., Mora-Bravo, F., & Vintimilla-Maldonado, J. (2014). Prevalencia y factores asociados a enfermedad renal crónica. Revista Médica Del Hospital General De México. https://doi.org/10.1016/j.hgmx.2014.06.001