5 bebidas à base de ervas para prevenir pedras nos rins

Graças às propriedades de algumas bebidas à base de ervas, podemos evitar a formação de pedras nos rins e, assim, evitar complicações que possam afetar nossa qualidade de vida.
5 bebidas à base de ervas para prevenir pedras nos rins

Última atualização: 14 Fevereiro, 2021

Como uma das principais indicações para prevenir pedras nos rins é consumir bastante água, muitas pessoas se perguntam se podem complementar sua hidratação com algumas bebidas à base de ervas.

A resposta é sim, é possível, mas sempre com moderação e uma consulta prévia ao médico. A ideia com isso é evitar desconfortos e interações com medicamentos ou alimentos. 

O que são as pedras nos rins?

Os cálculos renais são pequenos cristais, ou bolinhas, de cálcio, fosfato, oxalato ou carbonato. Eles são formados porque há uma grande quantidade de mineral que o corpo não absorve corretamente e se solidifica no trato urinário.

Eles também podem ser formados por outras razões, como o consumo de certos alimentos, a concentração de cálcio ou outros minerais ou substâncias na urina, etc.

Deve-se ressaltar que, em geral, não costumam causar sintomas, até que se movam para o rim ou ureter. Nesses casos, de acordo com os especialistas da Mayo Clinic, pode ocorrer alguns dos seguintes sintomas:

  • Queimação ao urinar
  • Dor abdominal
  • Náuseas e vômitos
  • Febre e calafrios
  • Micção frequente e dolorosa
  • Dor nos lados ou nas costas

Como tratar e prevenir pedras nos rins?

Embora as pedras nos rins possam ser facilmente tratadas, a prevenção é o ideal. Por isso, é recomendável reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados ​​ou com alto teor de sódio.

Também é conveniente beber pelo menos 8 copos de água por dia para se manter hidratado. Além disso, é importante ter cuidado ao tomar outros medicamentos que possam causar danos aos rins, por isso, a automedicação não é recomendada de forma alguma.

É muito importante consultar o médico para saber se você deve iniciar uma dieta ou alterar os medicamentos alopáticos. Além disso, você precisa saber quais tipos de tratamentos naturais você pode realizar de acordo com sua condição patológica.

5 bebidas à base de ervas para prevenir pedras nos rins

Apresentamos a você algumas bebidas que podem ajudar a prevenir pedras nos rins e eliminá-las, caso já estejam se formando.

1. Cavalinha

A cavalinha é considerada um excelente diurético e auxiliar no tratamento para dissolver e prevenir pedras nos rins. Você pode tomar cápsulas desta planta ou preparar um chá.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml).
  • 1 colher de cavalinha (15 g).
  • Opcional: 1 colher de chá de mel (5 g).

Preparo

  • Primeiramente, coloque a cavalinha em uma panela com a água fervente e deixe ao fogo por alguns minutos.
  • A seguir, retire do fogo e deixe repousar.
  • Adoce com mel.
  • Beba uma ou duas xícaras diárias desse chá.

2. Rabanete

Segundo a sabedoria popular, o rabanete ajuda na saúde dos rins e planta tem propriedades que favorecem a limpeza dos rins e ajuda a prevenir os cálculos renais. Para aproveitá-lo, você pode fazer um suco de rabanete com a raiz e as folhas.

Ingredientes

  • 1 rabanete.
  • 1 copo de água (250 ml).

Preparo

  • Primeiramente, descasque o rabanete, retire o caule e rale-o.
  • Depois, misture o rabanete ralado com a água para extrair o suco.
  • Beba um copo desse suco pela manhã e outro à noite, de preferência antes das refeições.

3. Manjericão

Chá de manjericão para prevenir pedras nos rins.

Segundo as avós, o manjericão é uma planta que pode ajudar a reduzir os níveis de ácido úrico no corpo, o que impede a formação de pedras nos rins. Para aproveitá-lo, você pode mastigar cerca de duas folhas de manjericão ou prepará-lo em uma infusão.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml).
  • Folhas de manjericão (15 g).

Preparo

  • Primeiramente, coloque as folhas de manjericão na água fervente e deixe no fogo por alguns minutos.
  • Depois, retire do fogo e deixe descansar.
  • Beba uma xícara dessa infusão todas as manhãs.

4. Aipo

Como o aipo é um dos alimentos mais ricos em água e fibras, considera-se que pode ser o complemento perfeito para a dieta destinada à prevenção de pedras nos rins. Pode ser consumido fresco como lanche com um toque de homus, batido ou como infusão.

Por outro lado, o consumo regular ajuda na dissolução das pedras, quando elas já existem.

Ingredientes

  • 2 talos de aipo.
  • 3 copos de água (600 ml).

Preparo

  • Primeiramente, lave e corte os talos de aipo em pedaços.
  • Depois, misture-os com a água até obter uma mistura homogênea.
  • Beba um copo desse suco diariamente.

5. Folhas de Urtiga

Chá de folhas de urtiga para prevenir pedras nos rins.

A urtiga (Urtica dioica L.) é uma planta altamente irritante quando fresca ou em estado selvagem. Portanto, é recomendável usá-la apenas quando estiver seca.

De acordo com a sabedoria popular, a urtiga possui propriedades diuréticas, depurativas e anti-inflamatórias, portanto, considera-se que seu consumo como infusão pode ajudar na prevenção de cálculos renais. Assim, o chá de urtiga é muito adequado para evitar essas doenças.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml).
  • 2 colheres de sopa de folhas de urtiga (30 g).

Preparo

  • Primeiramente, adicione as folhas de urtiga à água fervente e deixe no fogo por cerca de 10 minutos.
  • Depois, retire do fogo e deixe descansar.
  • Coe a infusão.
  • Beba esta infusão duas a três vezes ao dia durante duas semanas.

A hidratação é fundamental na prevenção

Como você viu, uma das melhores formas de prevenir as pedras nos rins é mantendo bons hábitos de vida e, acima de tudo, buscando ter uma hidratação adequada. Isso significa consumir muita água todos os dias. 

Sempre dê prioridade à água, mas se o seu médico autorizar, considere também aproveitar as bebidas as quais comentamos anteriormente.



  • Ait Haj Said, A., Otmani, I. S. E., Derfoufi, S., & Benmoussa, A. (2015). Highlights on nutritional and therapeutic value of stinging nettle (Urtica Dioica). International Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences. International Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Science.
  • Grases, F., Melero, G., Costa-Bauzá, A., Prieto, R., & March, J. G. (1994). Urolithiasis and phytotherapy. International Urology and Nephrology26(5), 507–511.
  • Lee, S. J., Umano, K., Shibamoto, T., & Lee, K. G. (2005). Identification of volatile components in basil (Ocimum basilicum L.) and thyme leaves (Thymus vulgaris L.) and their antioxidant properties. Food Chemistry91(1), 131–137.
  • Causas, síntomas, tratamientos y prevención de los cálculos renales – American Kidney Fund (AKF). (n.d.).  http://www.kidneyfund.org/en-espanol/enfermedad-de-los-rinones/otros-problemas-renales/calculos-renales.html
  • Fazal, S., & Singla, R. (2012). Review on the Pharmacognostical & Pharmacological Characterization of Apium Graveolens Linn. Indo Global Journal of Pharmaceutical Sciences2(1), 36–42.