Nevus de conjuntiva: tudo que você precisa saber

Assim como acontece na pele, manchas e verrugas também podem surgir nos olhos. São os chamados nevus de conjuntiva. Eles podem ser normais, mas devem ser continuamente monitorados.
Nevus de conjuntiva: tudo que você precisa saber

Última atualização: 14 Janeiro, 2021

Os nevus de conjuntiva são conhecidos como pintas ou sardas nos olhos. Esses sinais são manchas que se formam no interior do olho, cuja forma e cor são semelhantes às que ocorrem na pele.

É uma condição benigna que ocorre em 6% das pessoas brancas, entre as quais é mais frequente. Também é mais comum entre recém-nascidos e pessoas com menos de 20 anos. O risco de transformação maligna é baixo, inferior a 1%.

Não há dúvida de que essas pintas podem nos deixar preocupados. A seguir, explicaremos tudo que você deve saber sobre os nevus de conjuntiva e seus possíveis riscos.

O que são os nevus de conjuntiva?

Os nevus de conjuntiva são tumores pigmentados benignos que aparecem no olho. Eles se formam na parte frontal do olho, na parte branca, em uma camada chamada conjuntiva.

Os nevus de conjuntiva são formados por um agrupamento anormal e não uniforme de células chamadas melanócitos. Os melanócitos são responsáveis ​​pela produção de um pigmento chamado melanina, que dá cor à pele, cabelos e olhos.

Em relação à sua forma, podem ser  planas ou levemente elevadas, sem exceder 2 milímetros. A aparência é muito semelhante à de uma pinta na pele. Além disso, sua aparência geralmente é congênita, ou seja, nascemos com ela ou aparece durante a juventude.

Essas pintas também surgem pelo excesso de exposição à luz solar sem a devida proteção. Por esse motivo, são mais comuns em pessoas com pele clara e branca.

Senhora com olhos claros
Os nevus de conjuntiva são quase sempre benignos e não devem ser muito alarmantes.

Sintomas dos nevus de conjuntiva

Em geral, os nevus de conjuntiva são assintomáticos. A consulta é motivada pela observação da lesão ou por uma leve sensação de irritação nos olhos. Além disso, é bom saber que a presença de uma pequena mancha escura no interior do olho não tem que significar que há uma doença que a cause.

Como no caso das pintas da pele, na maioria das vezes os nevus de conjuntiva não geram sintomas ou complicações; são sinais pessoais. É o mesmo que poderíamos dizer de qualquer outro sinal que você possa ter na pele.

Muitas vezes são confundidos com formações coloridas que, em muitos casos, são partes normais do globo ocular. Isso ocorre  porque podemos ter a camada que cobre o olho muito fina, e a anatomia normal pode transparecer.

Ao contrário das manchas, os nevus de conjuntiva têm limites bem definidos, planos, sólidos e até móveis ao toque. Ou seja, os nevus de conjuntiva não estão presos às camadas internas do olho.

Quando devemos consultar um profissional?

1% dos nevus de conjuntiva podem apresentar mutações em seus melanócitos, transformando-se em melanomas ao longo do tempo. Um melanoma é um tumor maligno cuja principal característica é a grande capacidade de se espalhar.

Diante da pouca vigilância da lesão, pode ser tarde demais para agir. Portanto, a vigilância e a supervisão de todas as nossas manchas são importantes, tanto na pele quanto nos olhos. Você deve consultar um profissional mediante a presença de um sinal ocular com:

  • Aumento de tamanho
  • Mudança de aparência
  • Localização pouco frequente
  • Rápida evolução da lesão

O que indica que uma pinta no olho possa ser perigosa?

Mulher fazendo consulta oftalmológica
A consulta oftalmológica na hora certa pode eliminar as dúvidas relacionadas aos nossos sinais oculares.

Em geral, não é um perigo ter uma pinta nos olhos, mas a qualquer sinal anormal que se apresente, é melhor fazer uma consulta médica. Sabendo que os nevus de conjuntiva podem ser tornar malignos, devemos ver quais sinais podem nos fazer suspeitar dele. Os mais importantes são os seguintes:

  • Mudança de cor da íris: os nevus benignos costumam ter uma cor marrom café ou acinzentado. A cor amarelada não seria normal.
  • Visão alterada: dupla ou embaçada.
  • Vermelhidão
  • Dor e coceira.
  • Alterações na forma, textura, altura ou rigidez.
  • Aparecimento da mancha na idade adulta.
  • Desprendimento de fluido do globo ocular.

Tratamento do nevus de conjuntiva

Felizmente, de acordo com a American Academy of Ophthalmology, a maioria dos nevus de conjuntiva não precisa de tratamento, pois não afeta a visão nem traz problemas para a saúde. Ou seja, se a pinta é benigna, nada precisa ser feito.

Mas se a mancha for modificada e se transformar em um melanoma maligno, a cirurgia será necessária para remover a lesão, desde que a localização e o tamanho o permitam. A radioterapia também faz parte do tratamento.

Esta não é uma lesão que ponha em risco a nossa saúde, mas devemos conhecer suas características e monitorá-la. No caso de qualquer alteração, sabemos que é imprescindível consultar um profissional de saúde.

Pode interessar a você...
Cuidados após um transplante de córnea
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Cuidados após um transplante de córnea

O transplante de córnea, também conhecido como ceratoplastia, é um procedimento cirúrgico de substituição do tecido da córnea. Leia para saber mais.